RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemRoger Waters se defende, mas David Gilmour fica do lado da esposa e confirma tudo

imagemOzzy Osbourne revela qual foi o melhor guitarrista de sua carreira solo

imagemO ponto fraco de Yngwie Malmsteen segundo Ronnie James Dio, em 1985

imagemEm 1974, Raul Seixas explicava detalhes dos significados por trás da letra de "Gita"

imagemRoger Waters atende a Rússia e faz discurso para o Conselho de Segurança da ONU

imagemA reação de King Diamond ao ouvir Metallica tocando músicas do Mercyful Fate

imagemPor que Herbert Vianna gosta muito do riff de "Eu Quero Ver o Oco" do Raimundos?

imagemQuem ganhou e quem devia ter ganhado o Grammy de metal desde 1989, segundo Loudwire

imagemVeja o que esperar da turnê do Mayhem no Brasil

imagemRodinha de mosh gigantesca em show do System of a Down viraliza e impressiona

imagemO triste motivo pelo qual o Pink Floyd não podia fazer contato com Syd Barrett

imagemVeja Dave Grohl cantando e agitando em show do Mercyful Fate

imagemAs 20 melhores músicas do Nightwish, em lista da Metal Hammer

imagemO show do Engenheiros do Hawaii sem Humberto, que eles achavam que havia sido sequestrado

imagemRitchie Blackmore avalia os guitarristas que o substituíram no Deep Purple


Def Leppard Motley Crue 2

Metallica: Jason Newsted, 14 anos de humilhação

Por Carlos Eduardo Freitas
Fonte: Metallica - A Biografia
Postado em 19 de dezembro de 2013

Mesmo com o forte impacto causado pela morte do grande baixista Cliff Burton, em 1986 o Metallica conseguiu reunir forças e retomar sua carreira. O processo de escolha do substituto de Cliff começou logo após o funeral, em salas especiais de Hayward, onde a banda costumava ensaiar. Entre os mais de 60 candidatos que deram as caras havia alguns dignos de nota como Les Claypool, Willy Lange, Doig Keyser e Tory Gregory.

Foto: Reprodução Garage Days
Foto: Reprodução Garage Days

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Numa terça-feira, exatamente 3 semanas após o funeral de Cliff, um rapaz chamado Jason Curtis Newsted entrou em Hayward e ligou seu baixo. Foi assim que um grande fã tornou-se membro do Metallica. O próprio Jason afirmou "eles são a minha banda favorita de todos os tempos". O que Jason não sabia era que além de integrar sua banda favorita, seria vítima de um dos maiores casos de bullying da história da música.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Segundo Ross Halfin, fotógrafo da banda, começou como brincadeira, os outros pegavam táxi juntos e faziam Jason pegar um sozinho, mas foi muito além disso. Bobby Schneider, manager do Metallica, concluiu: "Jason se encaixava em termos musicais, mas a chacota era terrível". Primeiro, num clima de piada, depois começaram a vir os integrantes e depois toda a equipe, e o bullying se tornou rotina.

Diziam para as pessoas que ele era gay, pediam refeições e bebidas para o quarto dele sem avisar, invadiam o quarto às 4 da manhã gritando: "Levanta, seu puto! Hora de beber, sua bicha!". Arrancavam o colchão com Jason ainda deitado e empilhavam tudo que estivesse no quarto - tv, cadeiras, mesa - em cima dele.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em uma entrevista, 15 anos depois, Jason lembrou: "Eles jogavam minhas roupas, fitas cassetes, sapatos, pela janela. Espalhavam pasta de dente em todos os lugares. O único motivo que me fez aturar foi porque o Metallica era o meu sonho se tornando realidade."

Mas a maior humilhação foi a ausência do baixo no álbum And Justice For All, algo imperdoável, uma vez que aquele era o seu primeiro álbum com o Metallica. Ao longo dos anos, houve uma variedade de explicações para isso, desde a acusação de que Lars e James haviam diminuído o volume do instrumento durante a mixagem como parte da humilhação que infligiam, até a sugestão de que não havia espaço suficiente entre o ritmo em 'staccato' da guitarra de James e o bumbo estrondoso de Lars, em termos técnicos, para que o baixo pudesse ser ouvido.

"Me senti na sarjeta." disse Jason alguns anos depois.

O problema era: o Metallica não tinha contratado apenas um baixista, mas um fã. Eles tinham substituído o cara que todos admiravam por aquele que todos desprezavam. Jason "Newkid", um apelido que era uma provocação. Eles magoavam Jason - e fariam isso com qualquer outro - por ele ter caído de paraquedas na história da banda.

Que se dane o baixo dele! Abaixe o volume!

A gota d'água veio em 2001,quando Jason queria lançar um álbum com o seu projeto paralelo, o Echobrain, e James não deixou. Durante uma reunião de 9 horas em um hotel em São Francisco, Jason recebeu o ultimato: esquecer o Echobrain e ficar no Metallica ou lançar o disco com o Echobrain e esquecer o Metallica.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Jason saiu no mesmo dia,alegando "razões particulares e problemas físicos causados por tocar a música que ele amava."

14 anos, 6 discos e somente 3 miseráveis créditos de co-autoria. Esse pode ser o resumo da carreira de coadjuvante de Jason Newsted no Metallica.

Comente: Jason Newsted merecia uma melhor posição no Metallica?

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Stamp


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Carlos Eduardo Freitas

Carlos Eduardo de Freitas Silva nasceu em Belo Horizonte e tem 23 anos. Fã incondicional de Thrash Metal, tem como bandas preferidas Metallica, Megadeth, Slayer, Exodus, Anthrax e Testament. Acompanha também outras vertentes do Metal como Heavy e Death.
Mais matérias de Carlos Eduardo Freitas.