Metal Open Air: bandas nordestinas, orgulho da região

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Leonardo Daniel Tavares da Silva, Fonte: Site Oficial do Metal Open Air
Enviar Correções  

Em um festival com 40 bandas de metal do mundo inteiro não poderiam faltar os representantes de uma região povoada por pessoas fortes, de fibra e coragem, principalmente se este festival acontece aqui no Nordeste.

Quem escuta GRAVE DIGGER e não se vê numa batalha da época de William Wallace? Enquanto as bandas europeias tem suas guerras e conflitos como temática frequente nas letras e demonstram grande orgulho de suas influências regionais, as bandas brasileiras, sobretudo as nordestinas, tambem adotam a reflexão sobre a sua própria realidade, a denúncia e a revolta (fortalecida pelo vigor natural do povo desta terra) contra os absurdos que se vê a cada minuto em qualquer lugar.

publicidade

Uma região onde pouco chove, mas onde a música brota com facilidade é responsável pelo surgimento de diversos gêneros musicais (alguns dignos de grande respeito, alguns não) e pelo aprimoramento de outros. O METAL OPEN AIR contará com representantes de quase todos os estados durante os três dias de festival. Os cearenses do OBSKURE, os baianos do HEADHUNTER D.C., os potiguares do EXPOSE YOUR HATE, os pernambucanos do TERRA PRIMA, os piauienses do MEGAHERTZ e os maranhenses do FÚRIA LOUCA, ÁCIDO e ÂNSIA DE VÔMITO mostrarão a violência de seus pensamentos tranformada em sons.

publicidade

E algumas dessas bandas lançaram recentemente obras primas repletas da fúria e agressividade que todo headbanger, seja ele ou ela de onde for, necessita tanto quanto o ar para respirar.

publicidade

A banda OBSKURE, do Ceará, meu estado, acaba de lançar Dense Shades of Mankind, que tem sido bem aceito pela crítica, com resenhas positivas publicadas no Whiplash.net e na revista Roadie Crew e com boa repercussão nas redes sociais, além de ter despertado o interesse dos melhores catálogos de distribuição do país. Para se ter uma idéia da qualidade deste disco, algumas faixas podem ser ouvidas no MySpace da banda. Além disso, o primeiro disco deles, ainda com o guitarrista Daniel Boyadjian nos vocais, pode ser ouvido na íntegra através de seu canal no YouTube.
http://www.youtube.com/obskuredeathmetal
http://www.myspace.com/obskuredeathmetal

publicidade

Outra pedrada vem dos extremamente brutais HEADHUNTER D.C., cujo novo álbum, "In Unholy Mourning", já se encontra disponível para compra através do site oficial da Mutilation Records.
http://www.mutilationrecords.com.br/

Direto da esquina do Brasil, fazendo uma mistura de Grid Core e Death Metal, a banda EXPOSE YOUR HATE, ou simplesmente E.Y.H. como é conhecida por muitos fãs, está preparando seu novo disco e, numa estratégia já utilizada por monstros sagrados como SEPULTURA, divulga o processo de gravação em seu canal no YouTube.
http://www.youtube.com/exposeyourhatevideos

publicidade

Todas essas bandas terão, com absoluta certeza, um "boost" em suas carreiras devido a exposição proporcionada pela participação em um festival dessa magnitude. Sorte deles, e sorte nossa, que poderemos continuar a contar com música boa de sotaque nordestino (não aquele sotaque não sei de onde que de vez em quando aparece nas novelas da Globo).

publicidade

Agora, hora de arrumar as malas, por que amanhã é dia de viajar para o Maranhão!!!




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Capas de disco: como seriam se fossem gifs animadosCapas de disco
Como seriam se fossem gifs animados

Metal contra o câncer: festival aceita cabelo como ingressoMetal contra o câncer
Festival aceita "cabelo" como ingresso


Sobre Leonardo Daniel Tavares da Silva

Daniel Tavares nasceu quando as melhores bandas estavam sobre a Terra (os anos 70), não sabe tocar nenhum instrumento (com exceção de batucar os dedos na mesa do computador ou os pés no chão) e nem sabe que a próxima nota depois do Dó é o Ré, mas é consumidor voraz de música desde quando o cão era menino. Quando adolescente, voltava a pé da escola, economizando o dinheiro para comprar fitas e gravar nelas os seus discos favoritos de metal. Aprendeu a falar inglês pra saber o que o Axl Rose dizia quando sua banda era boa. Gosta de falar dos discos que escuta e procura em seus textos apoiar a cena musical de Fortaleza, cidade onde mora. É apaixonado pela Sílvia Amora (com quem casou após levar fora dela por 13 anos) e pai do João Daniel, de 1 ano (que gosta de dormir ouvindo Iron Maiden).

Mais matérias de Leonardo Daniel Tavares da Silva no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin