Poets of the Fall

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ricardo Pagliaro Thomaz, Fonte: Poets of the Fall Site Oficial, Tradução
Enviar Correções  

"Sem o silêncio, não pode haver música."

Os roqueiros finlandeses do Poets of the Fall - vocalista Marko, guitarrista Olli e o tecladista e DJ Captain - começaram sua aventura musical em meados de 2003. Marko vendeu tudo que tinha para investir no grande sonho e amor de sua vida, a música, com seus amigos Olli e Captain. Ele se mudou para o porão de seus amigos, quando não pôde mais manter um lugar para si mesmo após um tempo. Os três então construíram um pequeno estúdio por conta própria na sala de estar de Captain para as sessões de gravação e produção, e mantiveram um escritório no velho e batido carro de Olli. O resultado das sessões de gravação foi um novelo musical de onde se misturava rock, pop, metal e sons industriais.

publicidade

Só para se ter uma idéia, o trio jura já ter em torno de 100 músicas compostas, sendo que os álbums lançados são em essência, compilações dessas gravações, por isso, podemos esperar muita coisa a vir pela frente ainda.

O primeiro single do grupo foi "Late Goodbye", música escrita para o aclamado jogo de computador "Max Payne 2 - The Fall of Max Payne" a pedido da produtora Remedy, e inspirada em um poema escrito por Sam Lake. Alcançando milhares de pessoas através do game, a música atingiu a primeira posição nas paradas da Finlândia, e conferiu ao trio reconhecimento internacional no primeiro prêmio da G.A.N.G. Awards de 2004. Nessa época, a banda também disponibilizava outro single em seguida, "Lift", e também uma música que disponibilizaram para download gratuito na internet por três semanas, "Maybe Tomorrow is a Better Day". Segundo o próprio trio, a quantidade de downloads da música foi simplesmente inacreditável.

publicidade

Não demorou muito para sair, no início de 2005 o primeiro álbum do trio, "Signs of Life", que atingiu a primeira colocação nas paradas finlandesas de álbums mais vendidos já em Janeiro. Apenas a música "The Beautiful Ones", disponível no single de "Lift" não entrou para o álbum. O disco ficou entre os primeiros 40 lugares nas paradas durante praticamente o ano inteiro, e acabou virando disco de platina. Todas as músicas que saíram como singles do álbum dominaram as rádios finlandesas durante um bom tempo.

publicidade

Depois do enorme sucesso do primeiro álbum, que se seguiu de uma brilhante turnê de divulgação pela Europa, sai o próximo single do trio, a música "Carnival of Rust", que teve um aclamadíssimo videoclipe e recebeu diversos prêmios. Em abril do mesmo ano era lançado o segundo álbum do POTF, "Carnival of Rust", com a música "Maybe Tomorrow is a Better Day" entrando para o álbum, que fez ainda mais sucesso e foi aclamado como o melhor trabalho do grupo até então, também repetindo o mesmo sucesso do primeiro trabalho e virando disco de platina, com a música título do álbum se tornando a música mais pedida e tocada de 2006 na Finlândia. Em agosto e novembro respectivamente, foram lançados mais dois singles, "Sorry Go 'Round" e "Locking up the Sun".

publicidade

Em conseqüência do enorme sucesso dos discos nas rádios e nas paradas, o trio recebeu inúmeros prêmios, awards e honras de seu trabalho. Entre esses prêmios, estão o prêmio Commercial Radio Stations' Newcomer do ano de 2005, melhor novidade finlandesa de 2005 pela NRJ Radio Awards, mais dois prêmios no anual Emma Award Ceremony (o Grammy finlandês) por melhor disco de estréia e melhor banda nova. Recentemente o trio foi aclamado como melhor grupo finlandes pela MTV Europe Music Awards, e o vídeo "Carnival of Rust" foi votado como melhor vídeoclipe de todos os tempos na competição Musiikki-TV, e como melhor vídeoclipe de 2006 no The Voice.

publicidade

Entre 2005 e 2006 o POTF excursionou extensivamente em uma gigantesca turnê de sucesso, passando ainda por outros países como Suécia, Noruega, Dinamarca, Alemanha, Estônia e Rússia. E a turnê continuou em 2007, com outras datas anunciadas.

O Poets of the Fall já tocou em diversos países, sempre muito bem recebidos, saindo da Finlândia e passando por Suécia, Noruega, Dinamarca, Alemanha, Estados Unidos, Estônia, Rússia, Lituânia e Índia.

publicidade

Após a extensa turnê de sucesso da banda que se estendeu até metade de 2007, o grupo decidiu que era hora de colocar material novo no mercado. Portanto, se trancaram no estúdio e gravaram o disco Revolution Roulette, lançando-o no início de 2008. As músicas que se tornaram singles do álbum foram, respectivamente, "The Ultimate Fling", "Diamonds for Tears" e a faixa título alguns meses mais tarde no mesmo ano. O disco é considerado pelos fãs como o mais cru e direto do grupo, fazendo com que Carnival of Rust permaneça como o melhor álbum já lançado pelo trio.

publicidade

Além disso, em 2008 ainda o trio lançou um outro single promocional conhecido como The Voice Studio Live Sessions, contendo uma regravação da música "You Know My Name" de Chris Cornell, tema de 007 - Cassino Royale. Além disso, o trio ainda gravou outra cover para a música Tobacco Road, da banda Dingo, que entrou no disco-tributo chamado "Melkein Vieraissa - Nimeni on Dingo", lançado pela gravadora Elements Music.

Após ficarem o ano de 2009 inteiro sem dar muitas notícias, o grupo resolve aparecer novamente, lançando em Fevereiro de 2010 o single "Dreaming Wide Awake". O próximo disco do grupo está agendado para lançamento em 17 de Março de 2010 e se chamará Twilight Theater, sendo esse o quarto trabalho de estúdio do grupo. Datas de turnê já estão agendadas para os próximos meses.

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


TOP 7: Bandas (NAO TAO) conhecidas da FinlândiaTOP 7
Bandas (NAO TAO) conhecidas da Finlândia


Fotos de Infância: Dave Mustaine, do MegadethFotos de Infância
Dave Mustaine, do Megadeth

Jimi Hendrix: Ele participou de um vídeo de sexo explícito?Jimi Hendrix
Ele participou de um vídeo de sexo explícito?


Sobre Ricardo Pagliaro Thomaz

Roqueiro e apreciador da boa música desde os 9 anos de idade, quando mamãe me dizia para "parar de miar que nem gato" quando tentava cantarolar "Sweet Child O'Mine" ou "Paradise City". Primeiro disco de rock que ganhei: RPM - Rádio Pirata ao Vivo, e por mais que isso possa soar galhofa hoje em dia, escolhi o disco justamente por causa da caveira da capa e sim, hoje me envergonho disso! Sou também grande apreciador do hardão dos anos 70 e de rock progressivo, com algumas incursões na música pop de qualidade. Também aprecio o bom metal, embora minhas raízes roqueiras sejam mais calcadas no blues. Considero Freddie Mercury o cantor supremo que habita o cosmos do universo e não acredito que há a mínima possibilidade de alguém superá-lo um dia, pelo menos até o dia em que o Planeta Terra derreter e virar uma massa cinzenta sem vida.

Mais matérias de Ricardo Pagliaro Thomaz no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin