Tradução - And Justice For All - Metallica

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Tradução - And Justice For All - Metallica

Traduzido por João Paulo Andrade

  | Comentários:
Imagem

Blackened
(Hetfield, Ulrich, Newsted)

Blackened is the end
Winter it will send
Throwing all you see
Into obscurity

Death of mother earth
Never a rebirth
Evolution's end
Never will it mend

Never

Fire
To begin whipping dance of the dead
Blackened is the end
To begin whipping dance of the dead
Color our world blackened

Bustering of earth
Terminate its worth
Deadly nicotine
Kills what might have been

Callous frigid chill
Nothing left to kill
Never seen before
Breathing nevermore

Opposition, contradiction, premonition, compromise
Agitation, violation, mutilation, planet dies
Darkest color
Blistered earth
True death of life
Termination, expiration, cancellation, human race
Expectation, liberation, population, lay to waste
See our mother
Put to death
See our mother die

Smouldering decay
Take her breath away
Millions of our years
In minutes disappears

Darkening in vain
Decadence remains
All is said and done
Never is the sun

Fire
Is the outcome of hypocrisy
Darkest potency In the exit of humanity
Color our world blackened

Escurecido
(Hetfield, Ulrich, Newsted)

O escurecimento é o fim
Trará o inverno
Jogando tudo que você vê
Na obscuridade

Morte da mãe terra
Nunca um renascimento
O fim da evolução
Nunca será concertado

Nunca

Fogo
Para começar a dança chicoteante da morte
Escurecer é o fim
Para começar a dança chicoteante da morte
Escureça o nosso mundo

A falência da terra
Termina o seu valor
Nicotina mortal
Mata o que deveria ser

Criança indiferente insensível
Nada mais para matar
Nunca visto antes
Respirar nunca mais

Oposição, contradiçao, premonição, compromisso
Agitação, violação, mutilação, planeta morre
Cor mais escura
Terra ferida
Real morte da vida
Terminação, expiração, cancelamento, raça humana
Espectativa, liberalismo, população, desperdiçada
Veja nossa mãe
Condenada a morte
Veja nossa mãe morrer

Restos ardentes
Tiram seu fôlego
Nossos milhões de anos
Desaparecem em minutos

Escurecendo em vão
Restos da decadência
Tudo foi dito e feito
Nunca é o sol

Fogo
É o resultado da hipocrisia
A potência mais escura na saída da humanidade
Escureça nosso mundo

... And Justice For All
(Hetfield, Ulrich, Hammet)

Halls of justice painted green
Money talking
Power wolves beset your door
Hear them stalking
Soon you'll please their appetite
They devour
Hammer of justice crushes you
Overpower

The ultimate in vanity
Exploiting their supremacy
I can't believe the things you say
I can't believe
I can't believe the price you pay
Nothing can save you

Justice is lost
Justice is raped
Justice is gone
Pulling your strings
Justice is done
Seeking no truth
Winning is all
Find it so grim
So true
So real

Apathy their stepping stone
So unfeeling
Hidden deep animosity
So deceiving
Through your eyes their light burns
Hoping to find
Inquisition sinking you
With prying minds

Lady justice has been raped
Truth assassin
Rolls of red tape seal your lips
Now you're done in
Their money tips her scales again
Make your deal
Just what is truth?
I cannot tell
Cannot feel

Seeking no truth
Winning is all
Find it so grim
So true
So real

... E Justiça Para Todos
(Hetfield, Ulrich, Hammet)

Corredores da justiça pintados de verde
A voz do dinheiro
Lobos poderosos assediam sua porta
Ouça-os rastejando
Em breve você irá satisfazer a sua fome
Eles devoram
O martelo da justiça te esmaga
Abuso de poder

O máximo da presunção
Explorando sua supremacia
Não consigo acreditar nas coisas que você diz
Não consigo acreditar
Não consigo acreditar no preço que você paga
Nada pode te salvar

A justiça está perdida
A justiça está violentada
A justiça já era
Puxando suas cordas
A justiça é executada
Não buscando a verdade
A vitória é tudo
Parece tão cruel
Tão verdadeiro
Tão real

A apatia é o que os sustenta
Tão insensíveis
Animosidade escondida no interior
Tão enganador
Através de seus olhos suas luzes queimam
Esperando encontrar
A inquisição afundando você
Com mentes fiscalizantes

A senhora justiça foi violentada
Assassino da verdade
Rolos de fita vermelha fecham sua boca
Agora você já era
O seu dinheiro controla a balança novamente
Faça seu negócio
O que é verdade?
Não posso dizer
Não posso sentir

Sem procurar a verdade
A vitória é tudo
Acha isso tão cruel
Tão verdadeiro
Tão real

Eye Of the Beholder
(Hetfield, Ulrich, Newsted)

Do you see what i see?
Truth is an offence
You silence for your confidence

Do you hear what i hear?
Doors are slamming shut
Limit your imagination, keep you where they must

Do you feel what i feel?
Bittering distress
Who decides what you express

Do you take what i take?
Endurance is the word
Moving back instead of forward seems to me absurd

Doesn't matter what you see?
Or into it what you read
You can do it your own way
If it's done just how i say

Independence limited
Freedom of choice
Choice is mad for you my friend
Freedom of speech
Speech is words that they will bend
Freedom with their exception

Do you fear what i fear?
Living properly
Truths to you are lies to me

Do you choose what i choose?
More alternives
Energy derives from both the plus and negative

Do you need what i need?
Boundaries overthrown
Look inside to each his own

Do you trust what i trust?
Me, myself and i
Penetrate the smoke screen i see
through the selfishlie

Do you know what i know?
Your money end your wealth
Your silence just to hear your self

Do you want what i want?
Desire not a thing
I hunger after independence
lengthen freedom's ring

Visão do Observador
(Hetfield, Ulrich, Newsted)

Você vê o que vejo?
Verdade é uma ofensa
Você silencia por sua confiança

Você ouve o que eu ouço?
Portas são fechadas com violência
Limite sua imaginação, mantenha-se onde eles querem

Você sente o que sinto?
Tristeza amargurante
Quem decide o que você fala

Você escolhe o que escolho?
Paciência é a palavra
Retroceder ao invés de progredir me parece absurdo

Não importa o que você veja?
Ou dentro daquilo o que você leu?
Você pode fazer ao seu modo
Desde que seja feito como eu diga

Independência limitada
Liberdade de escolha
A escolha é louca para você, meu amigo
Liberdade de expressão
Expressão são as palavras escolhidas por eles
Liberdade com suas excessões

Você sente medo do que eu temo?
Vivendo apropriadamente
A sua verdade são mentiras para mim

Você escolhe o que eu escolho?
Mais alternativas
A energia deriva do positivo e do negativo

Você precisa do que preciso?
Amarras derrotadas
Olhe cada um dentro de sí

Você acredita no que acredito?
Eu, eu mesmo e eu
Penetrando a cortina de fumaça vejo
através da mentira dos egoístas

Você sabe o que sei?
O seu dinheiro acaba com sua riqueza
Cale-se apenas para ouvir você mesmo

Você quer o que quero?
O desejo não é uma coisa
Eu desejo que depois da independência
fique mais ampla a liberdade

One
(Hetfield, Ulrich)

I can't remember anything
Can't tell if this is true or dream
Deep down inside i feel to scream
This terrible silence stops me

Now that the war is through with me
I'm waking up i can not see
That there is not much left of me
Nothing is real but pain now

Hold my breath as i wish for death
Oh please god, wake me

Back in the womb its much too real
In pumps life that i must feel
But can't look forward to reveal
Look to the time when i'll live

Fed through the tube that sticks in me
Just like a wartime novelty
Tied to machines that make me be
Cut this life off from me

Now the world is gone i'm just one
Oh god, help me
hold my breath as i wish for death
Oh please god help me

Darkness imprisoning me
All that i see
Absolute horror
I cannot live
I cannot die
Trapped in myself
Body my holding cell

Landmine has taken my sight
Taken my speech
Taken my hearing
Taken my arms
Taken my legs
Taken my soul
Left me with life in hell

Sozinho
(Hetfield, Ulrich)

Não consigo lembrar de nada
Não posso dizer se isto é sonho ou realidade
Dentro me sinto gritar
Este silêncio terrível me prende

Agora que a guerra acabou comigo
Eu acordo e não posso ver
Que não resta muito de mim
Nada é real a não ser a dor agora

Prendo minha respiração para morrer
Por favor, deus, me acorde

De volta ao útero é real demais
Dentro pulsa a vida que tenho de sentir
Mas não posso olhar adiante para revelar
Olhe para o tempo que irei viver

Alimentado pelo tubo enfiado em mim
Como uma novela de tempo de guerra
Preso a máquinas que me fazem existir
Corte esta vida de mim

Agora o mundo não existe mais, sou apenas um
Deus ajude-me
Prendo minha respiração para morrer
Por favor deus me ajude

Trevas me aprisionando
Tudo o que vejo
Horror absoluto
Eu não posso viver
Eu não posso morrer
Preso em mim mesmo
Meu corpo é minha cela

O campo minado levou minha alma
Levou minha fala
Levou minha audição
Levou meus braços
Levou minhas pernas
Levou minha alma
Me deixou esta vida no inferno

The Shortest Straw
(Hetfield, Ulrich)

Suspicion is your name
Your honesty to blame
Put dignity to shame
Dishonor
Witchhunt modern day
Determining decay
The blattand disarray
Disfigure
The public eyes' disgrace
Defying common place
Unending paper chase
Unending

Deafening
Painstaking
Reckoning
This vertigo it doth bring

Shortest straw
Challenge liberty
Downed by law
Live in infamy
Rub you raw
Witchhunt riding through
Shortest straw
This shortest straw has been pulled for you

Pulled for you
Shortest straw
Pulled for you
Shortest straw
Pulled for you
Shortest straw
Shortest straw has been pulled for you

The accusations fly
Discrimination, why?
Your inner self to die
Intruding
Doubt sunk itself in you
It's teeth and talons through
Your living catch
22 Deluding

A mass hysteria
A megalomania
Reveal dementia
Reveal

Secretly Silently
Certainly In vertigo you will be

Behind you, hands are tied
Your being, ostracized
Your hell is multiplied
Upending
The fallaout has begun
Oppresive damage done
Your many turned to none
To nothing
You're reaching your nadir
Your will has disappeared
The lie is crystal clear
Defending

Channels red
One word said
Blaclisted
With vertigo make you dead

A Palha Mais Curta
(Hetfield, Ulrich)

Desconfiança é seu nome
Sua honestidade culpada
Envergonha a dignidade
Desonra
Perseguição dos dias modernos
Determinando decadência
Confusão barulhenta
Desfigurar
A desgraça aos olhos do público
Lugar comum de definhar
Caçada interminável de documentos
Interminável

Ensurdecedor
Cuidadoso
Ajuste de contas
Esta vertigem traz insanidade

A palha mais curta
Descoberta da liberdade
Sedado pela lei
Vida em infâmia
Esfolada a sua carne viva
Perseguição acontecendo
A palha mais curta
Esta palha mais curta foi tirada para você

Tirada para você
A palha mais curta
Tirada para você
A palha mais curta
Tirada para você
A palha mais curta
A palha mais curta foi tirada para você

As acusações voam
Descriminação, porque?
Sua conciência condenada a morrer
Invadindo
A dúvida se entranha em você
Enfiando seus dentes
Sua captura vivendo
22 enganados

Uma histeria em massa
Uma megalomania
Demência revelada
Revelada

Secretamente, silenciosamente
Certamente você estará com vertigens

Atrás de você mãos amarradas
Sua existência, ostracismo
Seu inferno multiplicado
Derrotado
A tomada começou
Destruição opressiva feita
Seus vários reduzidos a nenhum
A nada
Você está chegando ao seu limite
Seu futuro desapareceu
A mentira é clara como cristal
Defendendo

Canais vermelhos
Uma palavra falada
Na lista negra
Com vertigem fazem você morrer

Harvester Of Sorrow
(Hetfield, Ulrich)

My life suffocates
Planting seeds of hate
I've loved, turned to hate
Trapped far beyond my fate

I give
You take
This life that i forsake
Been cheated of my youth
You turned this lie to truth

Anger
Misery
You'll suffer unto me

Harvester of sorrow
Language of the mad
Harvester of sorrow

Pure black looking clear
My work is done soon here
Try getting back to me
Get back which used to be

Drink up
Shoot in
Let the beatings begin
Distributor of pain
Your loss becomes my gain

All have said their prayers
Invade their nightmares
See into my eyes
You'll find where murder lies

Infanticide

Colheita de Tristezas
(Hetfield, Ulrich)

Minha vida sufoca
Plantando sementes de ódio
Eu amei, se transformou em ódio
Preso longe de meu destino

Eu dou
Você toma
Essa vida que eu abandonei
Minha juventude sendo enganada
Você transformou esta mentira em verdade

Fome
Miséria
Vocês irão sofrer dentro de mim

Colheita de tristeza
Linguagem de loucos
Colheita de tristeza

Preto absoluto parecendo limpo
Minha tarefa em breve será realizada aqui
Tente voltar para mim
Volte ao que costumava ser

Beber
Atirar
Deixar começar as pancadas
Distribuidor da dor
Sua perda se torna meu lucro

Todos fizeram suas preces
Invadir seus pesadelos
Olhe dentro de meus olhos
Você verá onde está o assassino

Infanticídio

The Frayed Ends Of Sanity
(Hetfield, Ulrich, Hammet)

Never hunger
Never prosper
I have fallen prey to failure
Struggle within
Triggered again
Now the candle burns at both ends

Twisting under schizophrenia
Falling deep into dementia

Old habits reappear
Fighting the fear of fear
Growing conspiracy
Everyone's after me
Frayed ends of sanity
Hear them calling
Hear them calling me

Birth of terror
Death of much more
I'm the slave of fear,my captor
Never warnings
Spreading its wings
As i wait for the horror she brings
Loss of interest, question, wonder
Waves of fear they pull me under

Into run
I am sinking
Hostage of this nameless feeling
Hell is set free
Flooded i'll be
Feel the undertow inside me

Height, hell, time, haste, terror, tension
Life, death, want, waste,
mass depression

Os Resultados Desgastados da Razão
(Hetfield, Ulrich, Hammet)

Nunca faminto
Nunca prosperar
Eu tenho caido vítima da falha
Esforço interior
Acionado novamente
Agora a vela queima dos dois lados

Distorcido pela esquizofrenia
Caindo fundo na demência

Velhos hábitos reaparecem
Combatendo o medo do medo
Conspiração crescente
Todos me perseguindo
Objetivos desgastados da razão
Ouça-os chamando
Ouça-os me chamando

Nascimento do terror
Morte de muitos mais
Sou escravo do medo, meu captor
Nunca avisos
Abrindo suas asas
Enquanto espero pelo terror ela traz
Perda de interesse, dúvida, pergunta
Ondas de medo me puxam para baixo

Correndo
Eu afundo
Hordas destes sentimentos sem nome
O inferno libertado
Serei inundado
Sinto a correnteza dentro de mim

Peso, inferno, tempo, ódio, terror, tensão
Vida, morte, necessidade, desperdício,
depressão em massa

To Live is To Die
(Hetfield, Ulrich, Burton)

When a man lies he murders
Some part of the world
These are the pale deaths which
Men miscall their lives
All this i cannot bear
To witness any longer
Cannot the kingdom of salvation
Take me home

Viver é Morrer
(Hetfield, Ulrich, Burton)

Quando um homem conta uma mentira ele mata
Alguma parte do mundo
Estas são as pálidas mortes com que
Homens desperdiçam suas vidas
Isso tudo eu não posso mais suportar
Presenciar
Não pode o reino da salvação
Me levar para casa

Dyers Eve
(Hetfield, Ulrich, Hammet)

Dear mother
Dear father
What is this hell you have put me through
Believer
Deceiver
Day in day out live my life through you
Pushed onto me what's wrong or right
Hidden from this thing that they call life

Dear mother
Dear father
Every thought i'd think you'd disapprove
Curator
Dictator
Always cencoring my every move
Children are seen bur are not heard
Tear out everything inspired

Innocence
Torn from me without your shelter
Barred reality
I'm living blindly

Dear mother
Dear father
Time has frozen still what's left to be
Hear nothing
Say nothing
Cannot face the fact i think for me
No guarantee, it's life as is
But damn you for not giving me my chance

Dear mother
Dear father
You've clipped my wings before i learned to fly
Unspoiled
Unspoken
I've outgrown that fucking lullaby
Same thing i've always heard from you
Do as i say not as i do

I'm in hell without you
Cannot cope without you two
Shocked at the world that i see
Innocent victim please rescue me

Dear mother
Dear father
Hidden in your world you've made for me
I'm seething
I'm bleeding
Ripping wounds in me that never heal
Undying spite i feel for you
Living out this hell you always knew

Noite dos Que Morrem
(Hetfield, Ulrich, Hammet)

Querida mãe
Querido pai
Que inferno é esse em que me puseram
Crentes
Impostores
Dia a dia vivo minha vida por vocês
Empurrado em mim o que é certo ou errado
Escondido desta coisa que eles chamam vida

Querida mãe
Querido pai
Cada pensamento meu vocês desaprovam
Curador
Ditador
Sempre censurando cada movimento meu
Crianças são vistas mas não são ouvidas
Tudo que é inspirado cortado

Inocência
Tirada de mim sem a sua proteção
Realidade estéril
Tenho vivido cegamente

Querida mãe
Querido pai
O tempo parou e resta o que devia ser
Não ouvir nada
Não dizer nada
Não posso encarar o fato de que eu penso por mim
Sem garantia, é a vida como ela é
Mas amaldiçoo vocês por não me dar minha chance

Querida mãe
Querido pai
Vocês podaram minhas asas antes de eu aprender a voar
Desanimado
Sem voz
Eu superei aquela canção infantil
As mesmas coisas que tenho sempre ouvido de vocês
Faça como eu digo, não como faço

Estou no inferno sem vocês
Não consigo lutar sem vocês dois
Chocado com o mundo que vejo
Vítima inocente, por favor me salvem

Querida mãe
Querido pai
Escondido no mundo que vocês criaram para mim
Estou delirando
Estou sangrando
Rasgando feridas em mim que nunca saram
Ressentimento sem fim que sinto por vocês
Vivendo fora deste inferno que vocês sempre souberam





Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.

Esta é uma matéria antiga do Whiplash.Net. Por que destacamos matérias antigas?


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Traduções
Todas as matérias sobre "Metallica"

Metallica: Confira "The Unforgiven" e "And Justice" na Argentina
Kiss: Paul Stanley continua questionando o Rock Hall Of Fame
Morbid Angel e Metallica: bandas em novo quadro do Arte Extrema
Metallica: banda disponibiliza imagens do show no Paraguai
Metallica: Assista vídeo oficial do show de Santiago
Rock e metal: o outro lado das capas de discos
Metallica: Assista vídeo oficial do show de São Paulo
Metallica: banda libera áudio do show em São Paulo para download
James Hetfield: carro personalizado ganha prêmio nos EUA
Metallica: os números de sua turnê na América do Sul
Metallica: Os bastidores da apresentação em São Paulo
Metallica: vídeo de "Welcome Home" e "Sad But True" no Paraguai
Metallica: Lars volta a garantir que banda é fã de Justin Bieber
Lars Ulrich: um novo álbum no ano que vem, com sorte
Megadeth: ouça "Anarchy In The UK" com Axl Rose e Lars Ulrich

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre João Paulo Andrade

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados.

Caso seja o autor, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Mais matérias de João Paulo Andrade no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas