Tradução - Poets & Madmen - Savatage

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Caio Beraldo, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

[STAY WITH ME A WHILE]

Somewhere in this universe
Of lost forgotten dreams
The silence weaves a tapestry
Of once enchanted themes
The shadows listen carefully
And question what it means

For stories have lives of their own
But what good's a story
Whose end is unknown?

Stay with me
For the little night that's left to be
For a moment in a memory
That time cannot defile
Stay with me
Where the night still offers amnesty
And the ending
Is tomorrow's unborn child
And stay with me awhile

The darkness covers everything
And carefully watches all
It hides behind the storm's lightning
And cushions every fall
And everything it witnesses
It always can recall

Like things that the heart
Can regret
Bury in time and then try to forget

[FIQUE UM POUCO COMIGO]

Em algum lugar neste universo
De sonhos perdidos e esquecidos
O silêncio tece uma tapeçaria
De temas outrora encantados
As sombras ouvem cuidadosamente
E questionam seu significado

Pois histórias têm vidas próprias
Mas de que serve uma história
Cujo fim é desconhecido?

Fique comigo
Pelo pouco que ainda resta da noite
Por um momento na memória
Que o tempo não pode apagar
Fique comigo
Onde a noite ainda oferece anistia
E o fim
É a criança em gestação do amanhã
E fique um pouco comigo

A escuridão cobre tudo
E cuidadosamente observa tudo
Ela se esconde atrás do raio da tempestade
E amortece todas as quedas
E tudo que ela testemunha
Ela sempre pode se lembrar

Como as coisas que o coração
Pode se arrepender
Enterre-as no tempo e então tente esquecer

[THERE IN THE SILENCE]

Here on this night
Behind walls made of stone
Where no one can enter and
The dark dreams alone

But now someone's entered
The walls are defied
The shadows they watched
While the dark sympathized

But there in the silence
Something hides
Something lies
Something dies
Something breathes

The mind can imagine
The dark can deceive
And here on this night
Together they weave

A shadow's repentance
A forgotten life
All brought together
In the mercy of night

[LÁ NO SILÊNCIO]

Aqui nesta noite
Atrás de paredes feitas de pedra
Onde ninguém pode entrar e
A escuridão sonha sozinha

Mas agora alguém entrou
As paredes foram desafiadas
As sombras observaram
Enquanto a escuridão simpatizou

Mas lá no silêncio
Algo se esconde
Algo mente
Algo morre
Algo respira

A mente pode imaginar
A escuridão pode enganar
E aqui nesta noite
Juntas elas tecem

Um arrependimento de uma sombra
Uma vida esquecida
Tudo reunido
Na mercê da noite

[COMMISSAR]

Do you see commissar
The night is darker
Do you think commissar
Their dreams are starker
Do you hear commissar
The night is breathing
Could it be commissar
We should be leaving
Now before the curtain
Does comes crashing down

Do you hear commissar
The night is silent
Do you think commissar
It is defiance
Do you see commissar
The mob has faces
Could it be commissar
The dark embraces
All as darkness will
And in that dark we'll drown

Cities, towns
We've torn them down
And all we've found
Are relics in a cemetery

But never fear
I will stay near
And to the dark
I will be your emissary

Knights on horseback
Bishops pacing
All are losing ground

The pawn is now a queen
He's moved across the board unseen
The move is down

I believe
That we've intrigued for far too long
But now I think the plot has ended

A quick retreat
Into the street
Admit defeat
And hope our moves
Will be defended

Across their throats
The blade does wander
They die without a sound

Who'd have thought we'd meet
As bones beneath the dragons feet
The wall is down

[COMISSÁRIO]

Você vê, comissário (que)
A noite está mais escura?
Você acha, comissário (que)
Os sonhos deles são completos?
Você ouve, comissário (que)
A noite está respirando?
Será, comissário (que)
Deveríamos partir
Agora antes que a cortina
Seja derrubada?

Você ouve, comissário (que)
A noite está silenciosa?
Você acha, comissário (que)
É um desafio?
Você vê, comissário (que)
A multidão tem rostos?
Será, comissário (que)
A escuridão abraça
Tudo como as trevas?
E nesta escuridão, nos afogaremos

Cidades, municípios
Nós os destruímos
E tudo que encontramos
São relíquias em um cemitério

Mas nunca tema
Eu ficarei por perto
E até a escuridão
Eu serei seu emissário

Cavaleiros montados
Bispos caminhando
Todos estão perdendo terreno

O peão é agora uma rainha
Ele se moveu pelo tabuleiro sem ser visto
Acabou a jogada

Eu acredito
Que estivemos intrigados por tempo demais
Mas agora eu acho que a intriga acabou

Uma rápida retirada
Para dentro da rua
Admitir a derrota
E esperar que nossos movimentos
Sejam defendidos

Através de suas gargantas
A lâmina vagueia
Eles morrem em silêncio

Quem imaginaria que nos encontraríamos
Como ossos sob os pés dos dragões?
A parede foi derrubada

[I SEEK POWER]

As the steam from the street starts to rise
The gutter whispers
That the moon like a child has arrived
The dark has missed her

And the light that she lends is a guide
Among her shadows
Like the ghost from the past that survive

And you ask me now
What is my intent
Here among the ruins
Cloaked in false pretence
And how do I belong

I seek power
Where the power remains
I seek power
In the back of your brain

How will you see me
If you don't know where I hide
How will you bleed me
If I am somewhere inside

In the ashes of empires lost
A distant warning
On the danger of ignoring cost
And children mourning
As the memories
Cloud in our mind
The past can glitter
And so it has been designed

I know every lie
That the mind invents
Though they're well disguised
And cloaked in innocence
And how do I belong

I seek power
Where the power remains
I seek power
Like the kiss of cocaine
I seek power
As the darkness descends
I seek power
And I'll have it again

I seek power
When it's not always wise
I seek power
For the power survives

[EU BUSCO PODER]

Enquanto o vapor das ruas aparece
A sarjeta sussurra
Que a lua chegou como uma criança
A escuridão sentiu sua falta

E a luz que ela empresta é um guia
Por entre suas sombras
Como o fantasma do passado que sobrevive

E você agora me pergunta
Qual é minha intenção
Aqui entre as ruínas
Camuflado em falsa pretensão
E como eu faço parte

Eu busco poder
Onde resta poder
Eu busco poder
Dentro de sua mente

Como você vai me ver
Se você não sabe onde eu me escondo?
Como você vai me ferir
Se eu estou em algum lugar dentro de você?

Nas cinzas de impérios perdidos
Um aviso distante
Sobre o perigo de ignorar os custos
E o lamento das crianças
Enquanto as lembranças
Escurecem-se em nossas mentes
O passado pode brilhar
E então isto foi designado

Eu conheço cada mentira
Que a mente inventa
Apesar de estarem bem disfarçadas
E camufladas na inocência
E como eu faço parte

Eu busco poder
Onde resta poder
Eu busco poder
Como o beijo da cocaína
Eu busco poder
Enquanto a escuridão descende
Eu busco poder
E eu o terei novamente

Eu busco poder
Quando nem sempre é sábio
Eu busco poder
Para que o poder sobreviva

[DRIVE]

Wheels keep turning
Blind desires
Core ambition
Never tires

Got an engine
Got intentions
No dissensions
Nothing to hide

Gotta' mission
Street munitions

Any road block
I believe
I'll run it
You'll know I'll run it

Road side tyrants
Revolution
Speed is silent
Absolution

Got reactions
Got attractions
Each infraction
We're gonna' die

Got redemption
Fools intentions

[DIRIJA]

As rodas continuam girando
Desejos cegos
A essência da ambição
Nunca se cansa

Tenho um motor
Tenho intenções
Sem discórdias
Nada a esconder

Tenho uma missão
Munição das ruas

Qualquer bloqueio de estrada
Eu acredito
Que vou atropelar
Você sabe que eu vou atropelar

Tiranos à beira da estrada
Revolução
A velocidade é silenciosa
Absolvição

Tenho reações
Tenho atrações
Cada infração
Nós vamos morrer

Tenho redenção
Tolas intenções

[MORPHINE CHILD]

There's a thief on a summer's night
Across an ocean
Who sees another's life fading away

And of this life he writes
Without emotion
Then pushes it from sight
Somewhere faraway
To a distant land
Every tear betrayed
And never makes a stand
Lord there's something wrong

Could a star's forgotten light
A child's devotion
Embrace eternal night
In shallow graves

As we watch from distant heights
No breath or motion
Still every ghost must haunt
In its own way
Sleep beneath my dreams
Safe within my hands
Where I never understand

No one remembers
No one denies
No one asks questions
No one replies

Here nothing enters
Nothing departs
Here nothing's ended
If nothing starts

In your life could you carry on
Could you never think about it
Till in time you start to doubt it

Then you close your eyes
Is it really gone
How in truth can you defend her
If you're really not remembering

No regrets
If you just forget
If a memory is lenient
You can find it most convenient
So you let it fade
Till it's very vague
Just a silhouette of shadows
But the shadows are still lingering

Still I hold you there
With your endless stare

I'm too old to be living this
Lived to long to be given this
Can our god be forgiving this

I had a light that shined
Across my mind
Rarely see it any more

Now it is mostly dark
Accept for sparks
Can't remember what they're for

I am the morphine child
The dream defiled
The never ending metaphor
I am the Wizard Oz
Result and cause
Never look behind that door

Never listen to the crowd before me
Never listen to the self ordained
Never really wanted to believe it any way

Time is fading
Night is calling
I am on my way

[FILHO DA MORFINA]

Há um ladrão em uma noite de verão
Através de um oceano
Que vê outra vida se esvair

E nesta vida ele escreve
Sem emoção
Então afasta de sua visão
Em algum lugar longínquo
Para uma terra distante
Cada lágrima traída
E nunca toma uma ação
Senhor, há algo errado

Poderia a luz esquecida de uma estrela
Uma devoção de uma criança
Abraçar a noite eterna
Em covas rasas?

Enquanto observamos de distantes alturas
Sem suspiro ou movimento
Ainda cada fantasma deve assombrar
Em seu próprio caminho
Dormir debaixo de meus sonhos
A salvo em minhas mãos
Onde eu nunca entendo

Ninguém se lembra
Ninguém nega
Ninguém faz perguntas
Ninguém responde

Aqui nada entra
Nada sai
Aqui nada termina
Se nada começar

Em sua vida você poderia seguir em frente
Você poderia nunca pensar nisso
Até a hora em que você passasse a duvidar

Então você fecha seus olhos
Realmente se foi?
Agora na verdade você pode defendê-la
Se você realmente não se lembra

Sem arrependimentos
Se você apenas esquecer
Se uma lembrança é suave
Você pode achar bastante conveniente
Então você a deixa desaparecer
Até que seja muito vaga
Apenas uma silhueta de sombras
Mas as sombras ainda estão hesitando

Ainda eu o prendo lá
Com seu olhar interminável

Eu estou velho demais para viver isto
Vivi demais para isto me ser dado
Nosso deus pode perdoar isto?

Eu tinha uma luz que brilhava
Através de minha mente
Raramente a vejo agora

Agora está quase escuro
Aceito por faíscas
Não me lembro pra que elas servem

Eu sou o filho da morfina
O sonho corrompido
A metáfora interminável
Eu sou o Mágico de Oz
Resultado e causa
Nunca olhe atrás daquela porta

Nunca ouço a multidão à minha frente
Nunca ouço a personalidade mandada
Nunca quis acreditar nela de qualquer jeito

O tempo está acabando
A noite está chamando
Eu estou a caminho

[THE RUMOR]

Jesus
What's the reason
For these scars that will never heal
Hearts that no longer feel
Eyes that can no longer see

Jesus
What's the reason
For this child that will not survive
With all her dreams inside
Could she mean nothing to thee

And Jesus please tell me
If you can recall
Just where you were
When this sparrow did fall

Jesus
What's the reason
Every tear isn't weighed the same
Could you have died in vain
If we have short memories

And Jesus would you then
Come down from your cross
Return every nail
And say we are lost

And in the dark we seek
Your silent company
For each hope that arrives
And fades from memory
Still after all this time
Our loss you won't concede
For in the dead of night the rumor is
Your hands they still bleed
Still bleed

Jesus
It would seem then
That somehow you still trust
You have more faith than us
Perhaps that is how it should be

[O RUMOR]

Jesus
Qual é a razão
Destas cicatrizes que nunca curam?
Corações que não sentem mais?
Olhos que não enxergam mais?

Jesus
Qual é a razão
Para que esta criança não sobreviva?
Com todos os seus sonhos
Ela poderia não significar nada para você?

E Jesus, por favor me diga
Se você puder lembrar
Onde você estava
Quando este pardal caiu

Jesus
Qual é a razão
Cada lágrima não pesa o mesmo?
Você poderia ter morrido em vão
Se tivéssemos memórias curtas?

E Jesus, você teria então
Descido de sua cruz
Devolvido cada prego
E dito que nós estamos perdidos?

E na escuridão nós procuramos
Pela sua companhia silenciosa
Para cada esperança que chega
E desaparece da memória
Ainda depois de todo este tempo
Nossa perda não vai ceder
Pois na calada da noite o rumor é
Que suas mãos ainda sangram
Ainda sangram

Jesus
Parecia então
Que de algum modo você ainda confia
Você tem mais fé que nós
Talvez seja assim que deveria ser

[MAN IN THE MIRROR]

There's a man that I used to know
And sometimes he still visits with me
When it's late and the alcohol's glow
Is nearly gone
And it's time to awaken

And he looks and he laughs at the sight
And he asks what has happened to me
And I blame it all on the lights
But he smiles and says I'm mistaken

And there is no use in disguising
What the eye can so clearly see
That I've spent my whole life denying
That the man in the mirror is me

Give me one second chance
Give me one final dance
Give me one magic line
Take a minute off my time

Give me one final bow
If the moment allows
While he stares at the scars
Saying just who you are
Just who you are

In a child like illusion of life
He imagined the things yet to be
But they all disappeared on this night
Carry on among the forsaken

For there is no use in denying
What the eye can so clearly see
That one day I too will be dying
And the man in the mirror agrees

[HOMEM NO ESPELHO]

Há um homem que eu conhecia
E às vezes ele ainda me visita
Quanto é tarde e o efeito do álcool
Quase passou
E é hora de acordar

E ele olha e ri assim que me vê
E ele pergunta o que aconteceu comigo
E eu ponho toda a culpa nas luzes
Mas ele sorri e diz que estou enganado

E não adianta disfarçar
O que o olho pode claramente ver
Que eu passei minha vida toda negando
Que o homem no espelho sou eu

Dê-me uma segunda chance
Dê-me uma última dança
Dê-me uma linha mágica
Tire um minuto do meu tempo

Dê-me um arco final
Se o momento permitir
Enquanto ele olha para as cicatrizes
Dizendo apenas quem é você
Apenas quem é você

Em uma criança como a ilusão da vida
Ele imaginou as coisas que aconteceriam
Mas todas elas desapareceram nesta noite
Levadas entre os abandonados

E não adianta disfarçar
O que o olho pode claramente ver
Que um dia eu também morrerei
E o homem no espelho concorda

[SURRENDER]

When in your life did you surrender
Late in the night do you remember
What were the dreams
That you betrayed
Then would you go back
If you could save them now

Did you believe there was something more
Waiting behind some forgotten door
Or was that all long before

You felt the pressure
Grow inside your brain
Where every nerve is on fire
You start to wonder
If you're going insane
It's not a fate you desired

Time is running down

Moments of reason
That we hope to find
Are we a thought
Somewhere in God's mind
A work of art that he has never signed

Children and mirrors have no memory
They reflect us for that is all they see
They are the us that is still yet to be
And so we carry on

The clock is ticking
And your growing afraid
That the end will be violent
You walk the edges
All around your own grave
And the gods they are silent
Or can not be found

Searching your mind
For correspondence from
Joseph and Mary and their only son
Is their silence something you have done

And in the end what have you defied
To end up so nearly crucified
Just let me know when you decide
That all hope is gone

Come and see him dying
For it's really quite a show
Walking on a wire
Though he never seems to know
Even when he's falling
You can see a little smile
Figures that he's flying
Only for a little while

The ground is rushing towards him
But he never sees it there
Lives his life in pieces
Always taking every dare
What will be the ending
Well I'm sure that I don't know
The ground is getting closer
Come and see the show

[RENDER-SE]

Quando em sua vida você se rendeu?
Tarde da noite você se lembra
O que eram os sonhos
Que você traiu?
Então você voltaria
Se pudesse salvá-los agora?

Você acreditou que havia algo mais?
Esperando por trás de uma porta esquecida
Ou isso foi há muito tempo?

Você sentiu a pressão
Crescer dentro de seu cérebro
Onde cada nervo está em chamas
Você passa a pensar
Se você está enlouquecendo
Não é o destino que você desejou

O tempo está se esgotando

Momentos de razão
Que esperamos encontrar
Nós somos um pensamento
Em algum lugar na mente de Deus?
Um trabalho de arte que ele nunca assinou?

Crianças e espelhos não têm lembranças
Eles nos refletem por aquilo que eles vêem
Eles são nós mesmos no futuro
E então seguimos em frente

O tempo está passando
E você está ficando com medo
Que o fim seja violento
Você anda pelas beiradas
Ao redor de sua própria sepultura
E os deuses estão silenciosos
Ou não podem ser encontrados

Procurando em sua mente
Por correspondência de
José e Maria e de seu filho único
O silêncio deles é algo que você fez?

E no fim, o que você desafiou
Para acabar quase crucificado?
Apenas me avise quando você decidir
Que toda a esperança se foi

Venha e veja-o morrendo
Pois é realmente um ótimo show
Andando em um fio
Apesar de parecer nunca saber
Mesmo quando ele está caindo
Você pode ver um pequeno sorriso
Percebe-se que ele está voando
Apenas por pouco tempo

O chão corre em sua direção
Mas ele nunca o vê lá
Vive sua vida em pedaços
Sempre aceitando cada desafio
O que será o fim
Bem, estou certo de que não sei
O chão está se aproximando
Venha ver o show

[AWAKEN]

Can you see the future
Though it's well disguised
Is the end so certain
That you've closed your eyes

Dark as the dark can be
Beckons eternity
Exits exist in life
As they do on this night

Now's not the time to sleep
There are still nights to keep
Chances are there to take
Now it is time to
Awaken

Do you fear the future
Do you fear the night
Do you fear
The morning's unforgiving light

Agony ecstasy
There is no certainty
Exits exist in life
As they do in this night

[DESPERTAR]

Você consegue ver o futuro
Apesar de estar bem disfarçado?
O fim é tão certo
Que você fechou seus olhos?

Escuro como o escuro pode ser
Acena a eternidade
Saídas existem na vida
Como elas existem esta noite

Agora não é hora de dormir
Ainda há noites para agüentar
As chances estão lá para serem pegas
Agora é hora de
Despertar

Você teme o futuro
Você teme a noite
Você teme
A luz implacável da manhã?

Agonia e êxtase
Não há certeza
Saídas existem na vida
Como elas existem esta noite

[BACK TO REASON]

Time
Standing all alone
I bled for you
I wanted to
Each drop my own

Slowly they depart
But fall in vain
Like desert rain
And still they fall on and on and on

Got to get back to a reason
Got to get back to a reason
I once knew
And this late in the seasons
One by one
Distractions fade from view

So
Drifting through the dark
The sympathy
Of night's mercy
Inside my heart
Is your life the same
Do ghosts cry tears
Do they feel years
As time just goes on and on and on

Years come around
Men can be found
Following orders
Years come around
Planning is sound
Promises made
Years come around
Tears on the ground
Blood stains the borders
Leaders abound
Chances are down
No one's been saved

Give me one reason
For this dark treason
Every chance unsaid
Turn around
All dead
What went wrong

Drink until you drown
What else can I say
When you're falling down
You seek the ground
It's never far away

Can you live your life
Completely in a fall
Until you're found
Well underground
Your marker very small

As my world
It keeps on spinning round

Have to get away
Have to ease the pain
I embrace the morphine child
And pump it in my veins

Burning through my heart
Fills in every hole
Makes my mind so blissful numb
And replaces my soul
Every moment drags me further down

The only reason I have left ...
Is you

[DE VOLTA A RAZAO]

Tempo
Ficando totalmente sozinho
Eu sangrei por você
Eu queria
Cada gota minha

Lentamente elas partem
Mas caem em vão
Como a chuva do deserto
E elas ainda continuam caindo

Tenho que voltar à razão
Tenho que voltar à razão
Que eu um dia conheci
E neste tardar das estações
Uma a uma
As distrações somem de vista

Então
Vagando pela escuridão
A compaixão
Da mercê da noite
Dentro de meu coração
A sua vida é a mesma
Fantasmas choram lágrimas?
Eles sentem os anos?
Enquanto o tempo continua passando

Os anos se aproximam
Os homens podem ser encontrados
Seguindo ordens
Os anos se aproximam
Planejamento é ouvido
Promessas feitas
Os anos se aproximam
Lágrimas no chão
Manchas de sangue nas fronteiras
Líderes em abundância
As chances são pequenas
Ninguém foi salvo

Dê-me um motivo
Para esta traição sombria
Cada chance não dita
Vire-se
Todos mortos
O que deu errado?

Beba até se afogar
O que mais posso dizer?
Quando você está caindo
Você procura o chão
Ele nunca está longe

Você pode viver sua vida
Completamente em uma queda
Até que você seja encontrado
No subsolo
Seu marcador muito pequeno

Enquanto meu mundo
Continua a girar

Tenho que ir embora
Tenho que amenizar a dor
Eu abraço o produto da morfina
E a injeto em minhas veias

Queimando através de meu coração
Preenche todos os buracos
Faz minha mente ficar entorpecida
E substitui minha alma
A cada momento me leva mais pra baixo

A única razão que me resta...
É você

SAVATAGE:
Jon Oliva - Vocais/Teclados
Chris Caffery - Guitarra
Johnny Lee Middleton - Baixo
Jeff Plate - Bateria
+
Al Pitrelli - Guitarras adicionais
Bob Kinkel - Teclados adicionais/Vocais de apoio
John West - Vocais de apoio




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Álbuns TraduzidosTodas as matérias sobre "Savatage"


Em 17/10/1993: morria o talentoso guitarrista Criss OlivaEm 17/10/1993
Morria o talentoso guitarrista Criss Oliva

Prog Metal: os 10 discos essenciais segundo o TeamRockProg Metal
Os 10 discos essenciais segundo o TeamRock

Metallica: As 5 melhores versões de terceiros dos seus clássicosMetallica
As 5 melhores versões de terceiros dos seus clássicos

Guitarpedia: 5 guitarristas de rock que você precisa conhecerGuitarpedia
5 guitarristas de rock que você precisa conhecer


Black Sabbath: Perguntas e respostas e curiosidades diversasBlack Sabbath
Perguntas e respostas e curiosidades diversas

Os Simpsons: bandas de Rock na versão amarelaOs Simpsons
Bandas de Rock na versão amarela

Heavy Metal: cristãos podem aprender muito com o gêneroHeavy Metal
"cristãos podem aprender muito com o gênero"

Vocalistas: belíssimos timbres de alguns cantores de rockVocalistas
Belíssimos timbres de alguns cantores de rock

Buckethead: uma rara imagem do guitarrista sem a máscaraBuckethead
Uma rara imagem do guitarrista sem a máscara

Indústria Fonográfica: as picaretagens das bandas mais velhasIndústria Fonográfica
As picaretagens das bandas mais velhas

Rockstars: filhos de roqueiros seguindo os passos dos paisRockstars
Filhos de roqueiros seguindo os passos dos pais


Sobre Caio Beraldo

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Mais matérias de Caio Beraldo no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336