Matérias Mais Lidas

imagemVital, o ex-Paralamas que virou nome de música e depois foi pro Heavy Metal

imagemMarcello Pompeu agradece mobilização de fãs

imagemA opinião de Arnaldo Antunes sobre a competição interna que havia nos Titãs

imagemAs composições de Paul McCartney nos Beatles preferidas de John Lennon

imagemNicko McBrain, do Iron Maiden, mostra o seu novo (e enorme) kit de bateria

imagemO que Adrian Smith descobriu ao retornar ao Iron Maiden

imagemVocalista do Greta Van Fleet não entende os haters: "parece a p**** de uma religião"

imagemMark Tremonti, do Alter Bridge, revela que é grande fã de lendária banda de metal

imagemGene Simmons compartilha tweet com meme da ex-presidente Dilma Rousseff

imagemRegis Tadeu explica porque Ximbinha é um dos melhores guitarristas do Brasil

imagemEvanescence coloca baixista no cargo de guitarrista e anuncia nova baixista

imagemA fundamental diferença entre Paulo Ricardo e Schiavon que levou RPM ao fim

imagemThe Offspring: Soco de faca, brinde milionário e outras histórias

imagemO reencontro entre Steve Harris e Paul Di'Anno na Croácia

imagemMetallica divulga vídeo oficial da clássica "For Whom The Bell Tolls" ao vivo em SP


Resenha - Paulo Ricardo (Bar opinião, Porto Alegre, 15/11/2019)

Por Mateus Rister
Em 22/11/19

Imagens: Alex Vitola e Mariane Prestes

Nesta sexta-feira (15), o cantor PAULO RICARDO trouxe para a capital dos gaúchos a sua turnê "Rádio Pirata: 35 anos Ao Vivo", que celebra o aniversário de lançamento do disco mais aclamado do RPM, sua antiga banda, o "Rádio Pirata: Ao Vivo". Com produção da Opinião Produtora, o espetáculo solo do cantor, trouxe todos os elementos que fizeram o sucesso do show original.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Antes mesmo das 20h, o público já lotava o Bar Opinião. Assim que o telão em frente ao palco começa a subir, a multidão a plenos pulmões entoa o grito de guerra da noite: "Revolução, revolução". É neste clima que PAULO RICARDO e seus músicos de apoio surgem em meio a um belo jogo de luzes e lasers.

Com o teclado dando o tom, "Revoluções Por Minuto" abre o show, seguida por "Alvorada Voraz", que foi executada com sua letra original, e a dançante "Louras Geladas". O público, composto em grande parte por maiores de 35 anos, mas nem por isso menos animados, assistia ao espetáculo extasiado. Ninguém contesta o lado frontman de PAULO RICARDO, mas algo que quase nunca é citado e pelo qual o músico merece crédito, é sua competência como baixista. Empunhando seu clássico baixo Steinberger Headless, Paulo não traz nenhuma performance avassaladora, mas cumpre muito bem o seu papel, com linhas precisas e bem sacadas, mantendo a cozinha da banda afiada.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O músico fala sobre aquele clima de medo de uma guerra nuclear entre EUA e URSS que pairava sobre os anos 80, dando a deixa para a "Estação do Inferno", com luzes em vermelho e laranja que encaixam perfeitamente com o contexto da letra.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Eis que a calmaria aparece com a belíssima "A Cruz e a Espada", seguida por "Sob a Luz do Sol", "Pr’Esse Vício" e a densa e carregada de emoção, "Juvenília". O legado da RPM é muito forte, apesar de poucos discos lançados, suas canções são marcantes ao ponto de serem cantadas de cor, mesmo três décadas depois.

O clima oitentista segue com "Liberdade/Guerra Fria". Após, PAULO lembra da música que fazia sucesso em versão pirata e praticamente obrigara ao grupo a lançar o álbum que agora, 35 anos depois é revisitado pelo cantor, estamos falando de "London London", música de CAETANO que catapultou o RPM ao estrelato absoluto. Neste momento o show é pura emoção, impossível não sentir a magia da década em que essa canção tocava sem parar na maioria das rádios de música Pop do país.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Após a chuva de palmas, PAULO lembra da importância que a direção de NEY MATOGROSSO teve para o show original. Em seguida, a homenagem aos Secos e Molhados, banda que NEY fez parte em sua formação clássica, com "Flores Astrais". Aqui não podemos deixar de falar mais uma vez da iluminação, com seus tons de azul e um feixe de laser sobre PAULO RICARDO, totalmente espetacular. Sem dúvidas, um dos pontos altos da noite.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O show segue com a clássica instrumental, "Naja", e realmente é impossível não lembrar do tecladista e membro fundador do RPM, o grande LUIZ SCHIAVON. Não que a execução tenha ficado abaixo do esperado, mas é que a canção é uma marca registrada do músico original.

A festa volta a ficar animada com a introdução rápida de "A Fúria do Sexo Frágil Contra O Dragão da Maldade" e, em seguida, talvez o maior sucesso já composto pela antiga banda de PAULO RICARDO, "Olhar 43". O grupo se despede e saí do palco, mas o público não vai embora. Os gritos de: "Revolução, revolução", voltam a tomar conta do local, e então, a banda retorna para o bis.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

PAULO agradece a produção e os veículos de comunicação que divulgaram e apoiaram o evento e informa que a próxima música é o tema do reality show que já vai para sua vigésima temporada na televisão brasileira, o famigerado Big Brother Brasil, "Vida Real" e seu famoso refrão que trouxe o RPM para o século XXI surgem e animam a multidão.

Então para encerrar definitivamente a noite, é a vez dela, a canção que dá nome ao disco e a tour, "Rádio Pirata". Aquele riff reconhecido nos primeiros segundos, seguido pelo teclado marcante, põem a casa para dançar. Os jovens senhores e senhoras ali presentes, por certo, viajam direto para adolescência e aquele sentimento ingênuo, mas sincero, de tentar mudar o mundo. "…Toquem o meu coração, façam a revolução…", bom acho que isso aconteceu naquele momento, em cada indivíduo que se encontrava no Bar Opinião.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A banda se despede, o público grita e aplaude, PAULO RICARDO aperta as mãos de todos que consegue alcançar da ponta do palco, joga a toalha que carregava em seus ombros para a plateia e se encaminha para o camarim. A noite acaba provando que o show, a princípio encarado como saudosista, na verdade ainda é um espetáculo forte, intenso e muito divertido, mesmo 35 anos depois. Talvez até deveria ter seus conceitos analisados para servir de inspiração aos artistas atuais que deixam a desejar na experiência estética que suas apresentações proporcionam.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

imagemPaulo Ricardo diz que já foi processado por Paulo Maluf e não tolerará censura

imagemA rara qualidade que fez Juliette vencer o Big Brother, segundo Paulo Ricardo

imagemPaulo Ricardo: "Cazuza ficou intimidado com Mulher-Repolho no Madame Satã"

imagemO dia em que Priscila Fantin deu um tapa na cara de Paulo Ricardo

imagemCaldeirão: Marcos Mion compara Paulo Ricardo a Bryan Adams em vídeo impagável

imagemJohn Lennon: como Paulo Ricardo conseguiu autorização de Yoko para regravar "Imagine"?

imagemA curiosa história da música tema do Big Brother Brasil, segundo Paulo Ricardo

imagemA inesperada banda que pode resgatar o rock, segundo Paulo Ricardo

imagemO triste motivo pelo qual Renato Russo morreu, segundo Paulo Ricardo




Sobre Mateus Rister

Jornalista, assessor de comunicação/imprensa e músico. Apaixonado por Rock And Roll, cinema e contracultura. Dono do blog insanityrecords.com.br e incentivador de cenário musical autoral.

Mais matérias de Mateus Rister.