Capital Inicial: uma aula de como se faz um show de rock em POA

Resenha - Capital Inicial (Auditório Araújo Vianna, Porto Alegre, 10/08/2019)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Karen Waleria
Enviar correções  |  Ver Acessos

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

O CAPITAL INICIAL, banda que já é "Habitué" na capital gaúcha, abre aspas, sorte dos fãs; retornou a Porto Alegre, um ano após a sua última apresentação na cidade.

Fê Lemo: Baterista do Capital Inicial desenvolve carreira na Música EletrônicaSlipknot: Joey Jordison diz que foi demitido por telegrama cantado

A atual turnê da banda brasiliense intitulada "Sonora" iniciou em junho do ano passado. Gira de divulgação do álbum homônimo lançado, oficialmente, em dezembro de 2018.

A banda vem seguindo uma tendência que vem ganhando força entre bandas, músicos. Durante a turnê os singles do novo álbum foram sendo lançados, trabalhados aos poucos, através dos shows e usando plataformas de streaming.

E ao vivo se pôde confirmar que esse tipo de comportamento aproxima, sem sombra de dúvida, o fã da banda. O público canta mais, interage mais. E foi o que se viu durante a performance. Isso somado ao carisma, domínio de palco de Dinho e a excelência da banda, todos músicos exímios. Foi um show que não deixou ninguém parado. Sem ser piegas, uma aula de como fazer um show de rock.

Após assistir um show do CAPITAL INICIAL, sempre me vem uma indagação à mente. E acredito que grande parte do público pense assim, também.

De qual "fonte" Dinho bebeu? O tempo, literalmente, não passa para esse hitmaker, um dos maiores hitmakers brasileiros. Falando tanto de sua aparência, quanto de sua vitalidade, correndo de um lado para outro do palco. A energia, o tesão mesmo que o frontman tem em estar num palco é contagiante. É puro rock n roll!

Um dos segredos desses "Camaleões do Rock", com certeza à adaptação ao tempo, são atemporais, e assim mantém os fãs antigos e agregam novos fãs a cada trabalho. Foi o que se via na noite do último sábado na tradicional casa de espetáculos porto-alegrense, um público com idade das mais variadas.

Abre aspas, a banda tem um carinho especial com o local do show. O músico fica muito à vontade na capital gaúcha, especialmente no icônico auditório, onde a banda tocou pela primeira vez, no tempo que o Araújo Vianna não era coberto.

As músicas novas, que já foram aprovadas pelo público têm uma sonoridade ímpar. O grande público presente cantava com a banda, obviamente, os clássicos, mas também as músicas mais novas.

Dinho citou durante uma das diversas conversas que teve com o público, que a sonoridade das músicas mais recentes da banda mudou um pouco, está com um certo ar, um frescor; mas sem perder a identidade do grupo.

O Auditório encontrava-se quase que lotado para acompanhar a banda que mistura rock, punk e pop, às vezes tendendo mais para um estilo, às vezes para outro; mas sempre fazendo um som de qualidade e com a sua marca registrada.

O Capital é uma das bandas mais longevas do cenário musical brasileiro. Contabilizam mais de 30 anos de estrada, quase quatro décadas de carreira. São poucas as bandas que conseguem essa façanha, e sempre com a agenda repleta de shows.

A performance teve a duração de quase duas horas e foi composta por músicas que marcaram a carreira da banda, algumas músicas do álbum mais recente e alguns covers. Veja setlist completo a seguir.

Setlist:

Tudo Vai Mudar
Depois da Meia Noite
Quatro Vezes Você
Independência
Todas as Noites
Tudo Que Vai
Leve Desespero
Como Se Sente
Não Me Olhe Assim
Só Eu Sei
Olhos Vermelhos
Primeiros Erros (Chove)
Não Olhe Para Trás
Tempo Perdido
Música Urbana
Fátima
Veraneio Vascaína
Natasha
A Sua Maneira
Seja o Céu
Fogo
Que País É Esse?
Mulher de Fases

Vida Longa ao Capital Inicial!

Agradecimentos à RRany Produtora

Fotos: Sônia Butelli Fotografias
https://www.flickr.com/photos/141777721@N07/albums




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Capital Inicial"


Fê Lemo: Baterista do Capital Inicial desenvolve carreira na Música Eletrônica

Bon Jovi: o Capital Inicial dos EUA, diz jornalista da ESPNBon Jovi
"o Capital Inicial dos EUA", diz jornalista da ESPN

Dinho Ouro Preto: A Dilma me incomodava, mas o impeachment me incomoda tambémDinho Ouro Preto
A Dilma me incomodava, mas o impeachment me incomoda também

Capital Inicial: Roqueiro acha que pega mal curtir sertanejoCapital Inicial
"Roqueiro acha que pega mal curtir sertanejo"

Dinho Ouro Preto: Scorpions, Rory Gallagher, Uriah Heep, Iron Maiden e outrosDinho Ouro Preto
Scorpions, Rory Gallagher, Uriah Heep, Iron Maiden e outros


Slipknot: Joey Jordison diz que foi demitido por telegrama cantadoSlipknot
Joey Jordison diz que foi demitido por telegrama cantado

Slayer: assista Ivete Sangalo cantando Dead Skin MaskSlayer
Assista Ivete Sangalo cantando "Dead Skin Mask"

Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1983Heavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados em 1983

Ramones - Perguntas e RespostasMusic Radar: Os melhores álbuns de Heavy Metal de todos os temposRichie Ramone: "CJ e eu somos do Ramones e Marky sabe disso"Vanusa e Black Sabbath: a notável coincidência nos riffs

Sobre Karen Waleria

Blogueira gaúcha. Estudou letras. Ecleticidade musical é seu ponto forte; com uma tendência ao Rock e Metal. Já foi colaboradora em grandes sites de Rock e Heavy Metal, trabalha com divulgação de bandas e eventos. Responsável pelo blog www.karenwaleria.blogspot.com.br. Siga no Twitter @Rocksblog.

Mais informações sobre Karen Waleria

Mais matérias de Karen Waleria no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336