Foo Fighters: resenha do show em Porto Alegre/2015

Resenha - Foo Fighters (Estacionamento da FIERGS, Porto Alegre, 21/01/2015)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Brunelson T., Fonte: Rock in The Head
Enviar Correções  

Com a turnê marcada a passar pelo Brasil em Fevereiro/Março de 2018 junto com o QUEENS OF THE STONE AGE, que tal relembrar a apresentação do FOO FIGHTERS em 2015 na cidade de Porto Alegre/RS?

Foo Fighters: Dave Grohl sai em defesa de professores em áudio de quase 9 minutos

Overkill: mandando recado ao Avenged Sevenfold

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A 1ª passagem do FOO FIGHTERS como atração principal em território nacional nesta atual turnê teve início na cidade de Porto Alegre, local que a banda nunca havia tocado antes. O show fez parte da turnê de divulgação do novo álbum de estúdio, "Sonic Highways" (8º disco, 2014). Mais de 37.000 mil pessoas lotaram o estacionamento da FIERGS no dia 21/01/2015, local onde foi realizado o show.

Presenciado "in loco" por este que vos fala, já era noite quando após um piscar de luzes o FOO FIGHTERS timidamente subiu ao palco em silêncio com um pequeno atraso de 05 minutos. Os fãs, que foram à loucura ao verem Dave Grohl (vocalista/guitarrista) e sua turma no palco, só fizeram silêncio após Dave pedi-lo a todos com o simbólico gesto do dedo na ponta dos lábios. A calma era devido à cadência da música "Something From Nothing", escolhida para abrir o show e também é a música que abre o novo álbum de estúdio.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em seguida, nada de músicas calmas, pois só havia espaço para os arrasa quarteirões como as canções "The Pretender", "Learn to Fly", "Breakout", "Arlandria", "Generator" e "My Hero".

Dave comentou que era a 1ª vez da banda em Porto Alegre e por isso eles teriam muitas músicas para tocar, avisando que o show seria muito longo chegando a 03 horas de duração - o que realmente aconteceu. E disse mais, informando que a banda tocaria músicas do 1º álbum, do 2º álbum, do 3º álbum, do 4º álbum, e assim foi ele dizendo até o 8º álbum, gerando gargalhadas da plateia ao dizer que eles iriam tocar as músicas do 9º álbum também, dizendo depois que não, pois eles nem possuem ainda um 9º disco.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Antes da música "Congregation" ser executada - canção que também pertence ao novo disco - Dave falou um pouco sobre o método de gravação desse álbum, explicando que cada música do disco foi gravada em uma cidade diferente dos EUA. Deste álbum, a banda ainda executou as músicas "In The Clear" e "Outside", fechando assim 04 músicas apresentadas do novo disco.

Foi com uma cerveja na mão que o frontman do FOO FIGHTERS apresentou toda a banda, começando por Chris Shiflett, que fez um ótimo solo de guitarra após Dave induzir a plateia para que Chris fizesse mais solos, fato que foi correspondido novamente pelo guitarrista. A introdução dos membros continuou em Nate Mendel (baixo), Taylor Hawkins (bateria), Pat Smear (guitarra) e Rami Jaffee (teclado).

Após as belas apresentações das músicas "Walk", "Cold Day in The Sun" (cantada por Taylor) e "I'll Stick Around", a canção "Monkey Wrench" ferveu mais ainda o público que já se encontrava em êxtase total e no momento em que esta música foi prolongada no meio da canção, o público acendeu isqueiros e luzes de celulares durante a "viagem" sonora da guitarra de Dave, abusando (no bom sentido) simultaneamente das distorções "Chrous" e "Delay" da sua guitarra totalmente azul da marca Gibson.

Depois, apenas com o seu violão, Dave atravessou toda a passarela e tocou a música "Skin and Bones" junto com Rami Jaffee, que estava acompanhado da sua sanfona. Na canção seguinte, "Wheels", teve apenas a presença de Dave no violão, sendo que já na sequência a clássica música "Times Like These", metade foi executada apenas com Dave no violão e o restante com toda a banda juntos, pois eles surgiram em um pequeno palco no meio da passarela, mas que não era apenas um palco: era um palco giratório, onde a banda ficava de frente, de costas e de lado para todo o público, sendo que o giro do palco ocorria após cada música executada - na verdade, depois de cada cover apresentado.

Pois foi bem nessa hora que o FOO FIGHTERS preparou um setlist especial neste 2º palco. Os covers de "Detroit Rock City" (KISS) teve a formação normal da banda, já em "Miss You" (ROLLING STONES) os vocais foram feitos pelo baterista Taylor, assim como em "Tie Your Mother Down" (QUEEN) que além de Taylor nos vocais, teve também o frontman Dave Grohl na bateria. Isso mesmo!!! Quem esteve no show pôde ver a proeza de assistir o baterista do NIRVANA descascar a batera!!! O set especial neste mini palco foi finalizado com a belíssima versão da música "Under Pressure" (QUEEN / DAVID BOWIE), sendo executada novamente com a formação original da banda.

Dave disse que ainda teria muito show pela frente, porém todos sabiam que a apresentação estava se encaminhando para o final. Retornaram para o grande palco com a música "All My Life", que levou o público novamente à loucura, pois todos já estavam com saudades das músicas próprias do FOO FIGHTERS. Dave disse ainda que ele não gosta de sair do palco para retornar para o bis, que a banda apenas toca e toca até realmente ficarem cansados. Dizendo ainda que ele não gosta de despedidas, a banda tocou as músicas "These Days", "Rope" e "Best of You", sendo esta última cantada em coro uníssono pelo público que não terminou nem mesmo quando a música já havia sido executada, fazendo os olhos de Dave brilharem emocionados podendo ser notados através de 01 dos 03 telões armados para o show.

Finalizando o show com a mais do que a clássica canção "Everlong", com uma receptividade impecável dos fãs que acenderam isqueiros e celulares novamente e cantaram usando o máximo das suas vozes.

A iluminação e as imagens do telão tiveram efeitos que maximizaram a apresentação da banda, com imagens temáticas às músicas ou às capas dos álbuns daquela tal canção que estava sendo tocada, alternando com imagens do próprio show.

Com a promessa de Dave Grohl dizendo que a banda irá retornar algum dia para Porto Alegre mas sem ter a mínima ideia de quando isso irá acontecer, os fãs puderam voltar para casa com a esperança de que essa não foi a última vez em que eles viram um show do FOO FIGHTERS ao vivo nas suas vidas.

Setlist:

1- Something From Nothing
2- The Pretender
3- Learn to Fly
4- Breakout
5- Arlandria
6- Generator
7- My Hero
8- Congregation
9- Walk
10- Cold Day in The Sun
11- In The Clear
12- I'll Stick Around
13- Monkey Wrench
14- Skin and Bones
15- Wheels
16- Times Like These
17- Detroit Rock City (cover KISS)
18- Miss You (cover ROLLING STONES)
19- Tie Your Mother Down (cover QUEEN)
20- Under Pressure (cover QUEEN / DAVID BOWIE)
21- All My Life
22- These Days
23- Rope
24- Outside
25- Best of You
26- Everlong


Outras resenhas de Foo Fighters (Estacionamento da FIERGS, Porto Alegre, 21/01/2015)

Resenha - Foo Fighters (Estacionamento da FIERGS, Porto Alegre, 21/01/2015)Resenha - Foo Fighters (Estacionamento da FIERGS, Porto Alegre, 21/01/2015)

Resenha - Foo Fighters (Estacionamento da FIERGS, Porto Alegre, 21/01/2015)Resenha - Foo Fighters (Estacionamento da FIERGS, Porto Alegre, 21/01/2015)


Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280 Cli336x280 GooInArt GooLinksQuad