Nightwish: Uma noite maravilhosa para os fãs em Porto Alegre

Resenha - Nightwish (Bar Opinião, Porto Alegre, 29/06/2015)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Guilherme Dias
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Fotos por: Liny Oliveira

A banda Nightwish proporcionou uma noite maravilhosa para os seus fãs em Porto Alegre. O último show da turnê que promove o álbum "Endless Forms Most Beautiful" no Brasil foi em solo gaúcho. Um público de aproximadamente 1.500 pessoas se espremeu próximo do palco e lotou o tradicional bar Opinião.

1461 acessosTarja Turunen: trazendo novamente ao Brasil uma boa turnê solo5000 acessosMalmsteen: "A 1ª vez que fui ao Brasil não consegui acreditar"

A cidade de Porto Alegre recebeu a banda finlandesa pela 6ª vez. A conexão entre público e banda sempre funcionou perfeitamente bem e nessa ocasião não foi diferente. Ao longo de mais de 15 anos o público foi mudando, visto que a maioria dos fãs que estavam presentes são jovens. Porém os veteranos que se dedicam fielmente aos shows da banda também marcaram presença.

Em "Endless Forms Most Beautiful" (lançado em março de 2015), uma nova formação pôde ser vista. Embora já tivesse participado da turnê anterior e inclusive ter passado por Porto Alegre, a holandesa Floor Jansen (vocais) foi anunciada como membro da banda apenas ao término daquela turnê. Troy Donockley (gaita irlandesa/ flautas/ vocais) também já trabalhava com a banda há mais tempo, porém apenas com o novo lançamento foi integrado definitivamente ao grupo. O baterista oficial da banda, Jukka Nevalainen, está com problemas de saúde, o que impossibilitou que gravasse o último disco e saísse em turnê com os seus companheiros, quem o substitui temporariamente é Kai Hahto (Wintersun), que já possui um ótimo entrosamento com o grupo.

Os demais membros são velhos conhecidos do público. À frente do palco Tuomas Holopainen (teclados), sempre acompanhado de seus três teclados e uma garrafa de vinho, Emppu Vuorinen (guitarra) no seu canto com a sua simpatia e Marco Hietala (baixo/ vocais) alternando os vocais com Floor Jansen em algumas canções.

A base da apresentação foram as novas canções. As primeiras da noite foram a animada "Shudder Before the Beautiful" e a pesada "Yours Is an Empty Hope" que possui vocais mais agressivos, muito por conta da diversidade vocal de Floor Jansen e os backings de Marco. A única do disco "Century Child" (2002) foi a clássica "Ever Dream", após ela outra mais antiga ainda, "She Is My Sin" ("Wishmaster", 2000).

Apenas em "My Walden" Troy Donockley deu as caras, dizendo para o público o quão impressionado está com as nozes brasileiras. Para "The Islander", Marco tomou conta do palco sozinho na parte inicial. Ele estava com um instrumento de dois braços, onde o braço de cima possuía as cordas de baixo e o braço de baixo as cordas de guitarra. Nesse momento muitos gritos do público para Marco, os gritos eram mais altos que o próprio som do palco. A pedido de Marco o público gritou bastante para Floor e Tuomas também.

O público estava sendo muito participativo desde os primeiros minutos de show, sem parar em nenhum momento. Tanto em "Alpenglow" como em "The Greatest Show on Earth" a plateia surpreendeu os músicos, levantando papéis com a frase "We Were Here", que está presente em trechos das duas músicas. A felicidade de todos no palco era imensa. Floor inclusive ficou com uma das folhas e levantou junto com os fãs.

Duas músicas do álbum "Oceanborn" (1998) foram tocadas na sequência, sendo elas "Stargazers" e "Sleeping Sun". O disco "Once" (2004) foi o último com a cantora Tarja Turunen, dele duas faixas também: "Dark Chest of Wonders" e "Ghost Love Score", o último grande clássico da fase antiga da banda.

O último passeio do dia foi com "Last Ride of the Day" (Imaginaerum, 2011), que infelizmente encerrou o show, pois a vontade de todos era que a noite não terminasse ali. Quem estava de pé na pista com certeza suportaria mais duas horas de show com muita tranquilidade. Após a saidera os músicos ficaram no palco se despedindo, assinando materiais dos fãs mais próximos, jogando palhetas e baquetas ao som das últimas partes de "The Greatest Show on Earth".

A ausência do maior clássico do grupo foi sentida. Isso mesmo, "Wishmaster" não estava no set-list e mesmo o público gritando o nome da música por minutos, não foi o suficiente para voltarem ao palco. Apenas quando todas as luzes do bar Opinião foram acesas e a desmontagem do palco iniciou, é que os fãs foram embora.

O único ponto negativo do evento é que presenciei dois princípios de confusão, que poderiam ter terminado em briga. Não sei dizer o motivo, mas as discussões provavelmente eram referentes à ocupação de espaço na pista. O Nightwish é uma banda que passa uma mensagem muito boa em todas as suas letras e o clima entre músicos e fãs é sempre muito amistoso. Não é possível que existam indivíduos que tentem complicar um dos melhores momentos da vida, um show de rock and roll.

A banda vive um ótimo momento, mesmo após turbulências nas últimas formações. Espera-se que continuem produzindo ótimos materiais e grandes turnês para fazer a alegria dos fãs. Floor disse que foi uma noite fantástica. E Marco disse, que foi um prazer para a banda retornar para um ótimo show de rock and roll. Que assim seja e retornem mais vezes!

Set-list completo:

Shudder Before the Beautiful
Yours Is an Empty Hope
Ever Dream
She Is My Sin
My Walden
The Islander
Élan
Weak Fantasy
7 Days to the Wolves
Alpenglow
Dark Chest of Wonders
I Want My Tears Back
Stargazers
Sleeping Sun

The Greatest Show on Earth
Ghost Love Score
Last Ride of the Day

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Tarja TurunenTarja Turunen
Trazendo novamente ao Brasil uma boa turnê solo

1221 acessosTarja Turunen: Como foi a apresentação da cantora em São Paulo1403 acessosMarcio Guerra: A performance de Falaschi e Tarja no RIR 2011881 acessosRio Rock City: Quando o vocalista novo dá certo?0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Nightwish"

TarjaTarja
Reagindo à escolha de canção em casamento de Léo Áquila

Floor JansenFloor Jansen
Deveria acabar este lance de "Metal com vocais femininos"

NightwishNightwish
"Jornalistas brasileiros falaram que sofri um aborto!"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Nightwish"

MalmsteenMalmsteen
"A 1ª vez que fui ao Brasil não consegui acreditar"

Heavy MetalHeavy Metal
As vozes mais impressionantes segundo a Loudwire

David BowieDavid Bowie
Lendário cantor morre, aos 69 anos de idade

5000 acessosKid Vinil: "Uns 10 mil vinis e mais uns 10 mil CDs!"5000 acessosAs regras do Black Metal5000 acessosPlanno D: 10 coisas que irritam metaleiros (vídeo)5000 acessosBruce Dickinson: em fotos, os 55 anos do vocalista5000 acessosAlissa White-Gluz: Floor Jansen manda muito bem toda noite5000 acessosQueen: nova foto de John Deacon circula pela rede

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 05 de outubro de 2015

Sobre Guilherme Dias

Sou Guilherme Figueiró Dias, de Porto Alegre, estudante de educação física, tenho 23 anos e sou fanático por música e futebol, especialmente hard rock e heavy metal. Preferências entre Helloween, Gamma Ray, Pink Cream 69, Bon Jovi, Hellacopters, Michael Kiske, entre outros. O que gosto realmente de fazer (além de torcer, cantar e pular pelo Grêmio na Geral) é curtir um bom show das bandas que eu adoro e tomar umas cervejas pra celebrar a vida.¨

Mais matérias de Guilherme Dias no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online