Matérias Mais Lidas

imagemMalmsteen ameaça cancelar show por que vocalista Jeff Scott Soto estava no local

imagemA simpatia de James Hetfield ao conversar com pais de bebê que nasceu durante show

imagemConfira as músicas que o Iron Maiden está ensaiando para turnê que passa pelo Brasil

imagemFoto feita após fim da turnê mostra todos do Ghost sem máscaras, incluindo "Ghoulettes"

imagemComo Max Cavalera aprendeu inglês tendo abandonado a escola aos 12 anos de idade

imagemVocalista do Gwar diz que integrantes do Maiden são "um bando de velhas britânicas"

imagemJonathan Davis, do Korn, explica qual seu problema com o Cristianismo

imagemMetallica faz doação para complexo de saúde e educação em Curitiba

imagemFilha de Ozzy Osbourne escapa de incêndio que fez uma vítima fatal

imagemLuciano Hang processa vocal do Fresno e quer indenização de R$ 100 mil por danos morais

imagemAdrian Smith e a volta ao Maiden: "queriam o Bruce e já tinham dois guitarristas"

imagemMalmsteen diz que Jeff Scott Soto foi expulso de seu show porque não pagou entrada

imagemO segredo da longevidade do baixista do Guns N' Roses tem inspiração nos Stones

imagemKiko Loureiro explica por que acha uma merda seu solo de guitarra em "Rebirth"

imagemJames LaBrie fala sobre a possibilidade de trabalhar novamente com Mike Portnoy


PRB

Zakk Wylde: Guitarrista levou o público ao delírio em São Paulo

Resenha - Zakk Wylde (Carioca Club, São Paulo, 22/08/2015)

Por Nelson de Souza Lima
Em 01/09/15

Considerado um dos maiores guitarristas da atualidade Zakk Wylde se apresentou no Carioca Clube, em Pinheiros, no último sábado. Ao lado do parceiro Dario Lorina o líder do Black Label Society e ex-guitarrista de Ozzy Osbourne levou a galera ao delírio com uma performance acústica repleta de hits.

O público que lotou a casa começou a chegar no meio da tarde. Apesar das diferentes faixas etárias os fãs tinham muitos pontos em comum: roupas de couro pretas, tatuagens a rodo, cabelos compridos e, acima de tudo, a devoção a Zakk Wylde.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Os portões abriram pouco depois das 17h30 e logo as dependências da casa estavam tomadas. Para aquecer e fazer o tempo passar músicas de ícones como Pink Floyd e Alice In Chains. No meio do público do público até um clone de Zakk Wylde deu as caras. Entre as inúmeras camisetas, destaque claro, para as do guitarrista americano e diversos coletes do Black Label Society. A todo instante pessoas empunhando copos de cerveja cruzavam o caminho enquanto outras questionavam que canções seriam tocadas. Lógico que muitas selfies pipocavam aqui e ali.

A base do set list já conhecida. Seria o magnífico "Book Of Shadows", primeiro disco solo de Zakk Wylde, repleto de baladas metálicas. Além disso, constavam no repertório músicas do Pride & Glory e, claro, Black Label Society, os demais projetos do guitarrista. De repente, em meio as cortinas cerradas surge uma mão e faz uma foto do público com um celular. Seria o próprio Zakk. Os fãs piraram gritando o nome do cara.
Marcado para às 19 horas o show começou sete minutos depois. As luzes apagaram e começam os acordes de... "The Battle Of Evermore", do Led Zeppelin. Como assim?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Aos poucos o volume da música do Led abaixou, as cortinas se abrem e Zakk e Dario, sentados e com violões em punho detonam "Losin’ Your Mind". Que porrada para abrir a apresentação. Galera delirando, celulares filmando, gritos e adoração. Na muvuca fui contemplado com um banho de cerveja pra lavar corpo e alma.

O que se viu depois foi uma sequência de baladas pesadas que levaram os fãs às lágrimas. Zakk e Dario alternaram violões e teclados. Aliás, os violões estavam com todos os efeitos possíveis de distorção. Um acústico fora dos padrões: peso, riffs e solos alucinantes. Dario Lorina, o fiel escudeiro, mostrou uma técnica refinada, solando com maestria. Mas o dono da noite era mesmo Zakk Wylde. Domina as seis cordas de tal modo que o instrumento parece ser parte de seu corpo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Porradas como "Suicide Messiah", "Spoke", "Machine Gun Man" e "Empty Promisses" empolgaram o público. As baladas "Road Back Home", "Sold My Soul" e "Throwin’ It All Away" também foram cantadas pelos fãs a plenos pulmões. Outra que não poderia faltar foi "In This River", homenagem a Dimebag Darrel, ex-guitarrista do Pantera, assassinado em dezembro de 2004 e grande amigo de Zakk Wylde.

De repente, no meio da galera alguém ergue uma guitarra Les Paul listrada, idêntica a de Zakk Wylde que se tornou sua marca registrada. Um fã exaltado mostrava o instrumento ao ídolo na esperança de um autógrafo no final do show.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

ÀS 20h55, uma hora e quarenta depois do início dessa epopéia musical, Zakk e Dario encerram o show com "Stillborn". O músico vai de um lado ao outro do palco agradecendo a presença de todos, se preparado para o boa noite final. Aqueles que estavam próximos ao palco puderam tocar a mão do guitarrista. Antes de ir Zakk pede a Les Paul do exaltado fã e junto com Dario autografa o instrumento. Em seguida saúda os fãs mais uma vez e deixa o palco. Fim de um show impecável.

Na saída o felizardo dono da guitarra autografada celebrava o feito. Wesley Santos Oliveira Silva mostrava o instrumento como um troféu, posando para fotos em meio a muitos curiosos. Admirador fervoroso de Zakk Wylde o rapaz tem o guitarrista americano como maior ídolo. Gosta de tocar o instrumento em casa, mas não pode se dedicar à música por falta de tempo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Claro que um show de um monstro como Zakk Wylde atraiu um monte de músicos e guitarristas. Lá estava Edu Moita, guitarrista da banda de metal paulistana Kamboja. Moita, como profundo conhecedor das seis cordas, gostou muito do que viu. "É um grande cara. Como sempre foi uma aula", disse. Noite pra entrar pra história.

SET LIST
Losin’ Your Mind
Suicide Messiah
Road Back Home
Spoke
Machine Gun Man
Sold My Soul
In This River
Scars
Empyte Promises
Throwing It All Away
HellRide
Dying Time
StillBorn

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Gordice true: aprenda a fazer o Berzerker Burger de Zakk Wylde

Black Sabbath: como foi importante para a música o Ozzy ter saído da banda



Sobre Nelson de Souza Lima

Jornalista, repórter, resenhista, colunista musical. Assim é Nelson de Souza Lima. Mas acima de tudo um amante do rock, classic, hard e metal. Entre minhas entrevistas estão as feitas com Angra, André Mattos, Royal Hunt, Blind Guardian, entre muitas outras. Além disso sou baixista da banda de Classic Rock e metal The Green Pigs.

Mais matérias de Nelson de Souza Lima.