Metal All Stars: Uma iniciativa muito boa

Resenha - Metal All Stars - Espaço das Américas (Sao Paulo, 22/11/2014)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Augusto Raugust
Enviar correções  |  Ver Acessos

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Metal All Stars! Uma superbanda homenageando clássicos do Hard Rock e Heavy Metal formada por grandes nomes da cena musical pesada, incluindo:Joey Belladonna (Anthrax), Max Cavalera (Ex Sepultura, Soulfly), Zakk Wylde (Black Label Society), Geoff Tate (Queensryche), Kobra Page (Kobra and The Lotus), Gus G (Ozzy Osbourne), Blasko (Danzig), Cronos (Venom), David Ellefson (Megadeth), Vinnie Appice (Dio), Chuck Billy (Testament), Ross The Boss (Manowar) e James LaBrie (Dream Theater). E alem disso Cappadocia, Project 46 e Korzus abrindo o show para as lendas.

Sepultura: Andreas Kisser usará guitarra com cores do movimento LGBT no Rock in RioMomentos bizarros: histórias de Ozzy, Stones, Who e outros

Premissa maravilhosa pra um show de R$70,00 (meia) não é? Boa até Demais não é? Pois é.

No Sábado, dia do show, as seguintes palavras ecoavam nas redes sociais: "Comunicado Oficial. Os seguintes artistas CANCELARAM sua participação no evento: Joey Belladonna, Chuck Billy, Gus G e Cronos"

Dos antigos 14 prometidos pela companhia, agora sobraram 10. No mesmo comunicado, as produtoras Top Entretenimento e a GW alegaram ter feito o possível para reverter a situação. Já a Gabe Reed, produtora mundial do evento, alega ter cumprido com todas as cláusulas contratuais.

Resumindo, a culpa não tinha dono até a data. No caso, ou assistíamos o show com o line up restante ou pegávamos nosso dinheiro de volta. Fim de papo.

Frustrações à parte, a casa abriu no horário, assim como o Capadocia.
Embora a banda tenha canções poderosíssimas, como "Everybody Hates Everybody" e "Standing Still", a música melhor recebida pelo público (e pelo Mosh) indiscutivelmente foi o cover de "Blackned" do Metallica.

Final de show, 15 min. depois entra o Project 46. Representando a nova geração do Metal Nacional tão bem quanto representaram no Monsters of Rock à um ano atrás. Abrindo com "Violência Gratuita" e incluindo também "Na Vala" e "Foda-se (Se Depender de Nós)", era bem fácil reconhecer aqueles que conheciam a banda: Estavam todos na roda.
"Acorda Pra Vida", música sendo sempre a saideira do grupo, também é bastante conhecida pela brincadeira na introdução: A "inofensiva" Wall of Death, que com certeza foi um dos picos mais altos de toda a noite.

Soa o gongo, fim do 2° Round.

Em seguida, Korzus comemorando 30 anos de estrada e lançando o novo disco "Legion", assume os amplificadores. Marcello Pompeu, vocalista, explicou que Dick, seu baixista, estava sendo substituído pelo Marcello Soldado pois o mesmo acidentou o braço 2 dias antes (A macumba do Metal All Stars estava bem forte mesmo).

Dessa vez, como era de se esperar, um número bem maior de fãs se apresentou cantando e agitando durante canções como "Discipline of Hate", "What Are You Looking For" e claro, "Correria".
Final de show, hora do Evento Principal da Noite.

Kobra Page, acompanhada de Ellefson, Appice e Ross The Boss, abre a apresentação com "Kings of Metal" do Manowar. Em seguida, a mesma nos pergunta de temos medo, "Fear" no caso, e "Fear of the Dark" do Iron Maiden começa e anima bastante o público.

Ainda com Kobra no palco, "Hail and Kill" também do Manowar, ecoa em nossos ouvidos.

David Ellefson então nos pergunta se queríamos ouvir algo do Megadeth. "Symphony of Destruction" dá as caras e enlouquece o povo (Nota: Embora o guitarrista do Project 46 tenha entrado no palco também, a música não possuiu solo. Talvez esse fosse o trabalho de do Gus G)

Revezamento no palco, hora de ouvirmos "Neon Knights" do Black Sabbath na voz de Geoff Tate. Kobra volta ao palco a pedido do Geoff pra cantarem "Jet City Woman"

Apresentado ainda pelo Geoff, James LaBrie assume o microfone e canta "I Got You" que é dele mesmo. Feito o seu marketing pessoal, uma mais conhecida, "Pull Me Under" do Dream Theater.

Após, LaBrie diz o nome que a maioria queria ouvir: Max Cavalera.
Bandeira do Brasil esticada no amplificador, e somente as palavras "Roots Bloody Roots" foram o suficiente pra trazer a platéia de volta de onde quer que ela estivesse.

Após o clássico do Sepultura, a porrada continuou comendo solta em "Eye For An Eye" do Soulfly. Cavalera e Ellefson nos provocaram com a introdução de "Peace Sells" do Megadeth, antes de se despedirem com 2:35min. de pancadaria em "Ace of Spades" do Mothorhead.

Cortinas se fecham e com o desfalque de 4 integrantes, somente um mito que ainda não tinha dado as caras poderia carregar os ultimos 30min. de show: O semideus Zakk Wylde.

Obviamente, Wylde entrou no palco fritando sua guitarra e começou "Into The Void" do Black Sabbath junto com Appice e Blasko. O que estava bom pra muitos melhorou com "Faries Wear Boots" e "N.I.B.". Cada uma com solos em torno de 5 minutos com direito a guitarra nas costas e no rosto. Tocou tantos solos e tão bem cada um deles que chegava a ser ofensivo. "War Pigs" fechou o show e a noite de forma lendária nas mãos de Zakk, que agradeceu, jogou a guitarra no chão, se ajoelhou, fez o sinal da cruz e bateu os punhos contra o peito urrando como o gorila do metal que ele sempre será.

Resumindo, infelizmente faltaram algumas canções de artistas notórios por conta do desfalque mas que tinham sido prometidos para nós durante os passar dos meses (como Slayer, Pantera e Dio) e isso deixou o público bem frio em comparação aos 3 primeiros shows. Não foi o que todos esperavam. Mas pelo menos muita gente pôde conhecer o ótimo trabalho das bandas de abertura, todas com muito orgulho de serem brasileiras e isso é maravilhoso. Fora isso, a oportunidade de presenciar Cavalera e Wylde no palco é sempre imperdível, ambos com muita presença e admirados pelo público.

A iniciativa em si do Metal All Stars é muito boa. E sei que não é fácil juntar 14 figurões do rock e sair por aí em turnê mundial sem nada dar errado. Mas vou perdoar quem quer que seja o responsável porque parece que o preço do ingresso acabou valendo a pena no final das contas.

Setlist - Metal All Stars

1-Kings of Metal
2-Fear of The Dark
3-Hail and Kill
4-Symphony of Destruction
5-Neon Knights
6-Jet City Woman
7-I Got You
8-Pull Me Under
9-Roots Bloody Roots
10-Eye For An Eye
11-Ace of Spades

Pausa

12-Into The Void
13-Faries Wear Boots
14-N.I.B.
15-War Pigs




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Sepultura"Todas as matérias sobre "Soulfly"Todas as matérias sobre "Zakk Wylde"Todas as matérias sobre "Black Label Society"Todas as matérias sobre "Queensryche"


Sepultura: Andreas Kisser usará guitarra com cores do movimento LGBT no Rock in RioEm 02/09/1993: Sepultura lançava o clássico "Chaos A.D."

Sepultura: novo álbum já tem nome, diz Andreas KisserSepultura
Novo álbum já tem nome, diz Andreas Kisser

Petbrick: ouça novo single de projeto experimental de Iggor Cavalera

Max Cavalera: ele não entende como o Slayer consegue pensar em se aposentarMax Cavalera
Ele não entende como o Slayer consegue pensar em se aposentar

Sepultura: veja entrevista de Andreas Kisser no programa CMCHRodz Online: Sepultura vs Max Cavalera (vídeo)

Sepultura: banda já está gravando sucessor de Machine MessiahSepultura
Banda já está gravando sucessor de "Machine Messiah"

Collectors Room: os 50 anos de Max Cavalera (vídeo)

Phil Anselmo: Max Cavalera sobe ao palco para uma canjaPhil Anselmo
Max Cavalera sobe ao palco para uma canja

Petbrick: projeto experimental de Iggor Cavalera anuncia novo álbum

Sepultura: Yohan Kisser fala sobre como é tocar com o paiSepultura
Yohan Kisser fala sobre como é tocar com o pai

Covers: blog elege o Top 5 feitos por bandas brasileiras de Rock/MetalCovers
Blog elege o Top 5 feitos por bandas brasileiras de Rock/Metal

Scream Blog Gore: Copa do Brasil - E se os times fossem bandas?Scream Blog Gore
Copa do Brasil - E se os times fossem bandas?


Momentos bizarros: histórias de Ozzy, Stones, Who e outrosMomentos bizarros
Histórias de Ozzy, Stones, Who e outros

Megadeth: Mustaine fala sobre satanistas, gays e gatosMegadeth
Mustaine fala sobre satanistas, gays e gatos

Metallica: fãs pediam que eles transassem com suas namoradas?Metallica
Fãs pediam que eles transassem com suas namoradas?

Frances Bean Cobain: assustada com tatuagem de fãRockstars: as esposas mais lindas do rock - 1ª parteSlipknot: "Quanto menos eu falar de Chris Fehn, melhor"Metal e Literatura: 10 livros e sua trilha sonora

Sobre Augusto Raugust

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

adGoo336|adClio336