Inferno Fest: Em época de férias, bandas nacionais dão show em SP

Resenha - Inferno Fest (Inferno Club, São Paulo, 27/07/2014)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Diego Camara
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.



















Se julho é sempre reconhecidamente o mês onde quase não temos shows internacionais no Brasil dado o período de férias, não se pode dizer o mesmo dos shows nacionais. Diversas bandas deram o ar da graça e utilizaram este período para apresentar seus trabalhos ou preencher as lacunas nas agendas dos headbangers com uma ótima dose de heavy metal. Fechando este mês, o Inferno Club reuniu no domingo do dia 27 quatro artistas da nova cena do metal nacional que se uniram para fazer um mini festival, em evento marcado pela qualidade e a extrema simpatia de sempre.

Fotos: Fernando Yokota. Set completo neste link.

NOWRONG

Começando uma hora após o início combinado no cartaz do evento, a banda NOWRONG subiu ao palco para sua apresentação. Vindo diretos da longínqua cidade de Osasco. Confesso que nunca tinha ouvido a banda e nem visto a apresentação deles, e me espantou pela qualidade das suas composições e a pegada mais hard do som deles. As guitarras, comandadas por Dio MadLock e Rafael Bread, são o destaque da banda: sabem fazer a base e a cada música soltavam ótimos solos, que impressionam tanto pelo encaixe nas músicas quanto pela técnica dos músicos.

Em boa parte da sua setlist, a banda apresentou as músicas do seu primeiro disco “Prognostic of a Great Disaster”, lançado este ano. Destaque para o single “End of Question”, que parece ser ótima música para sintetizar bem o que é o álbum e o som da banda. Esses caras merecem ser observados com cuidado.

FURIA INC.

Não demorou muito para outra banda da Grande São Paulo, agora do município de Guarulhos, subir ao palco revelando seu novo som. O FURIA INC., que está já há 9 anos pela estrada, também está divulgando o seu primeiro álbum ao público paulista, intitulado “Murder Nature”. Saíram muito bem, pegando um público já bem aquecido com a banda interior, introduziram seu som mais cru e violento ao público presente. É difícil não ver as influências suecas no som da banda, com as guitarras extremamente técnicas, juntamente com o estilo agressivo do bom e velho thrash metal.

Destaque para as músicas “Pitchblack Downfall”, que abre o novo disco, e “There is no God”, que abriu a apresentação. A banda claramente se esforçou bastante para atender ao público presente, que agradeceram mais de uma vez por estarem ali. O show prendeu do início ao fim, e foram aplaudidos por todo o público presente, bem merecidos.

NECROMESIS

Para o lado mais death metal, o NECROMESIS também veio apresentando ao público da noite o seu novo clipe para a música "Indifferent Echoes of Sensitivity". Antes do show da banda, os presentes viram em um projetor instalado em primeira mão o vídeo – que também está presente no final desta resenha. Vale a pena conferir para ver o excelente trabalho da banda e a produção e direção de Thiago Corá, do Brutal Studios.

Fora isto, a apresentação da banda foi excelente. Em minha humilde opinião, o melhor show que tive o prazer de ver esta rapaziada tocar. Mayara Puertas novamente liderou a banda com excelência, marcada sempre por sua ótima presença de palco e relação com a plateia. Não faltaram músicas ótimas na apresentação deles, como a já conhecida do público “Dark Words of Art” e a própria “Indifferent Echoes of Sensitivity”, que fechou o show da banda com chave de ouro. O Necromesis sem dúvidas caminha a passos largos para a produção do seu primeiro disco, e até agora não decepcionou com os trabalhos.

NERVOSA

Fechando os trabalhos da noite, não demorou muito para as meninas da Nervosa subirem ao palco para novamente apresentar ao público o seu primeiro disco. Para quem foi ao show do Hangar110 não teve grandes surpresas com o que viu também agora no Inferno Club: a banda realmente evoluiu, cresceu e se sobressaiu mais uma vez com uma excelente e vívida apresentação. Não é difícil ver, apesar das grandes críticas à banda, que as meninas vão cada dia mais ocupando espaço importante na cena brasileira.

Tocaram mais uma vez na íntegra o novo álbum. Passando por “Victim of Yourself”, que dá nome ao álbum, pela pesadíssima “Wake up and Fight” e por “Urânio em Nós”, cantada em português, Fernanda Lira aproveitou para tecer tanto diversos elogios aos presentes quanto para soltar as críticas de sempre aos bandidos profissionais que chamamos de políticos. A excelente performance foi fechada com “Masked Betrayer”, do EP “Time of Death”.

Está de parabéns o Inferno Club por ter produzido o evento. Foi uma das melhores apresentações que vi no local, especialmente em respeito ao som do local. Mais festivais como este são muito bem-vindos para divulgar a cena nacional, que parece aquecida como em anos não se via.

Nowrong é:
Dio Madlock – Vocal e Guitarra
Rafael Bread – Guitarra e Segunda Voz
John Wolf – Baixo
Arth Castro – Bateria
Facebook

Setlist Nowrong:
1. The Morals
2. Discourse of the Wicked
3. Taste The hate
4. End of question
5. The Watcher´s Agony
6. Rage
7. Fuck Yourself and Die
8. Psycho Violence (Proletarian)

Furia Inc. é:
Victor Cutrale – Vocal
Gustavo Romão – Guitarra
Bruno Nicolozzi – Baixo
Neto Romão – Bateria
Facebook

Setlist Furia Inc:
1. There is no God
2. Crash
3. Murder Nature
4. The Cage
5. At The Mountains of Madness
6. Breaking The Silence
7. Pitchblack Downfall
8. Into The Mirror

Necromesis é:
Mayara Puertas – Vocal
Daniel Curtolo – Guitarra
Gustavo Marabiza – Baixo
Gigi Oliveira – Bateria
Facebook

Setlist Necromesis:
1. Memories
2. Clipe de "Indifferent Echoes of Sensitivity"
3. Intro
4. Dark works of Art
5. The life is Dead
6. Unilives As Undeads
7. Demonic Source
8. Condemned by Themselves
9. Indifferent Echoes of Sensitivity

Nervosa é:
Fernanda Lira – Vocal e Baixo
Prika Amaral – Guitarra e Segunda Voz
Pitchu Ferraz – Bateria

Setlist Nervosa:
1. Intro
2. Twisted Values
3. Justice be Done
4. Invisible Oppression
5. Nasty Injury
6. Into Moshpit
7. Wake Up and Fight
8. Deep Misery
9. Envious
10. Time of Death
11. Death!
12. Morbid Courage
13. Victim of Yourself
14. Urânio em Nós
15. Masked Betrayer

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 04 de agosto de 2014

163 acessosNervosa: Press-release sobre a tour pela América Central e México0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Nervosa"

Metal CalcinhaMetal Calcinha
Onze bandas lideradas por mulheres

GaleriaGaleria
Mais musas do rock/metal nacional

Metal NacionalMetal Nacional
Confira bandas que se destacaram em 2015

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Nervosa"0 acessosTodas as matérias sobre "Necromesis"0 acessosTodas as matérias sobre "No Wrong"0 acessosTodas as matérias sobre "Furia Inc"

News.com.auNews.com.au
Guns, Floyd, Lynyrd e Van Halen são os melhores solos?

Cultura inútilCultura inútil
Em quantas músicas Coverdale utilizou a palavra "love"

NoisecreepNoisecreep
Os 10 clipes mais assustadores do Heavy Metal

5000 acessosHetfield: egos, Mustaine, Load e homossexualidade no Metallica5000 acessosMalmsteen: "A 1ª vez que fui ao Brasil não consegui acreditar"5000 acessosFotos de Infância: Joey Jordison e Corey Taylor, do Slipknot5000 acessosDave Mustaine: boatos dizem que ele é tio de Hayley Williams4369 acessosMetallica: veja como soaria o "Justice" com Cliff Burton no baixo5000 acessosEdu Falaschi: os dez vocalistas brasileiros preferidos dele

Sobre Diego Camara

Nascido em São Paulo em 1987, Diego Camara é jornalista, radialista e blogueiro. Seu amor pelo metal e rock começou há 6 anos. Um amante da nova geração, é um grande fã de Arjen Lucassen, Andre Matos e bandas como Nightwish, Hammerfall, Sonata Arctica, Edguy e Kamelot. Também não deixa de ter amor pelos clássicos, como Helloween, Gamma Ray e Iron Maiden e do Rock de bandas como Oasis, Queen e Kings of Leon. Atualmente seus textos podem ser lidos no blog OCrepusculo.com sobre assuntos diversos, além de planos para criação de um projeto totalmente voltado aos blogs de Rock e Metal.

Mais informações sobre Diego Camara

Mais matérias de Diego Camara no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online