3 Doors Down: show bastante empolgado em São Paulo

Resenha - 3 Doors Down (Credicard Hall, São Paulo, 12/04/2012)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Eduardo Contro
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

O Credicard Hall não estava cheio para receber o grupo norte-americano do Mississipi, 3 Doors Down. Talvez pelo Lollapalooza, que atraiu boa parte dos rockeiros da cidade poucos dias antes, ou ainda pela banda já não estar mais no auge.

5000 acessosMemoráveis como a música: os 25 melhores logos de bandas5000 acessosGuns e Sabbath: semelhança entre Zero the Hero e Paradise City

Formado inicialmente por três amigos que cresceram juntos em Escatawp (o baterista Brad Arnold, o guitarrista Matt Roberts e o baixista Todd Harrell) e que tinham interesses musicais em comum, obviamente, a banda iniciou sua carreira com shows pela cidade, tocando mix de músicas covers e sons que foram eventualmente gravadas para o primeiro álbum “3 Doors Down”, de 1997.

Mas foi no ano 2000 que a banda chegaria ao estrelato, com o lançamento do disco “The Better Life”. O CD projetou a carreira do grupo mundialmente ao vender 11 milhões de cópias e ser considerado um dos principais discos daquele ano pelas revistas especializadas.

O grupo continua com praticamente a mesma formação desde sua concepção, o que mudou para a turnê brasileira foi apenas a entrada de Greg Upchurch na banda para assumir as baquetas.

Famosos por seus hits de novela que fizeram sucesso nos anos 2000, como “Here Without You” e “When I’m Gone”, o 3DD fez uma apresentação bem empolgante e pesada, o que surpreendeu o público, que esperava uma noite tranquila e em clima ameno.

Brad, aliás, continua mandado muito bem. Além de ter ótima presença de palco, o vocalista foi bastante simpático com o público brasileiro e mostrou talento ao cantar músicas a capella. Destaque para “Let Me Go” que foi cantada na íntegra dessa forma e que promoveu uma verdadeira ovação pelo público.

Em sua primeira passagem por aqui, o 3DD mesclou alguns de seus principais hits com as músicas do seu último trabalho, “Time of My Life”. A música que dá nome ao disco foi a que abriu a chuvosa noite paulista de quinta no Credicard Hall, seguida por “Duck and Run” e “Better Life”.

A produção do show foi bastante simples, sequer uma bandeira da banda de fundo foi usada pelo grupo, porém a qualidade do som compensou. E fica aqui o registro de um dos primeiros elogios que faço ao sistema de som da casa, que realmente estava excelente.

As músicas que mais agitaram foram “Changes”, em que o vocalista sentou próximo ao público e cantou junto com a galera, “Loser” e “Believer”. Esta última muito interessante por ser fechada com uma versão de Breaking the Law, do Judas Priest.

O grupo parecia bastante empolgado em tocar por aqui, mesmo sem a grande adesão dos fãs. O baixista agitava bastante e tentava puxar a galera durante praticamente toda a apresentação. O baterista da banda foi uma excelente contratação e mandou demais, Greg Upchurch é um fera, destruiu nas baquetas e colocou muito peso às canções do 3 Doors Down ao vivo, algo que fazia muita falta para a banda em suas formações antigas.

O guitarrista Chris Henderson, apesar de ser bem mais recluso do que os demais músicos, fez a festa de muita gente ao jogar palhetas para a galera. Foram dezenas arremessadas para a plateia levar de suvenir para casa durante toda a noite.

Consistente, a apresentação da banda teve 1h30, terminando às 23h20. O 3 Doors Down fechou a noite com “When I’m Gone”, música escolhida a dedo, já que a frase que conclui a música é “miss me when i’m gone”, em tradução livre (sinta minha falta quando eu não estiver mais por perto), o que realmente reproduz com fidelidade a sensação do público que viu seus ídolos deixarem o palco para, quem sabe, nunca mais voltarem.

Set List
Time of my life
Duck and run
Better life
Away from the sun
It's not me
What's left
Citzen-Soldier
Changes
When you’re young
Loser
Round
Heaven
Behind These
Here without you
I'ts not my life

BIS
Let me go (a capella)
Kryptonite
Believer (final de Breaking the Law do Judas Priest)
When I'm Gone

Mais fotos no Flickr da T4F:
http://www.flickr.com/photos/t4fbr/7072619015/in/set-7215762...

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "3 Doors Down"

Top 10Top 10
As músicas mais acessadas do YouTube

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "3 Doors Down"

Bandas de rockBandas de rock
O logo pode ser tão memorável quanto o maior hit

Guns e SabbathGuns e Sabbath
Semelhanças entre faixas clássicas das bandas

Collectors RoomCollectors Room
Uma das mais invejáveis coleções de metal do Brasil

5000 acessosMetal Alemão: as 10 melhores bandas segundo o About.com5000 acessosOzzy Osbourne: os conselhos do Madman sobre masturbação5000 acessosSteve Vai: O dia em que ele foi humilhado por Chimbinha4862 acessosVinnie Paul: Pantera sem Dimebag mancharia legado da banda5000 acessosAC/DC: "riffs mais fáceis são os mais difíceis de escrever"5000 acessosMetallica: os 11 melhores clipes da banda

Sobre Eduardo Contro

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online