Skid Row: um ótimo show de Hard Rock na capital paulista

Resenha - Skid Row (Manifesto Bar, São Paulo, 28/11/2009)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Jorge A. Silva Junior
Enviar correções  |  Ver Acessos


Para muitos fãs, a história do SKID ROW acabou em 1996 após a saída de Sebastian Bach. Quem pensava assim e teve a chance de ver o retorno da banda ao Brasil após 13 anos, com toda certeza teve que rever seus conceitos. Com muita técnica, desenvoltura e, principalmente, carisma, Johnny Solinger conseguiu fazer com que ninguém sentisse falta do ex-vocalista.

Músicas ruins: As 100 piores segundo o Aol Radio BlogMetallica: fãs pediam que eles transassem com suas namoradas?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Um ótimo show de Hard Rock aconteceu na noite deste sábado (29) na capital paulista. Os norte-americanos do SKID ROW foram a atração da tradicional "Hard Party", realizada pelo Manifesto Rock Bar, localizado na Zona Oeste de São Paulo. Cerca de 500 pessoas lotaram a casa para ver Johnny Solinger (vocal), Dave "The Snake" Sabo (guitarra), Scotti Hill (guitarra), Rachel Bolan (baixo) e Dave Gara (bateria). A apresentação começou por volta das 20h e foi aberta com "Big Guns", faixa do primeiro álbum da banda, de 1989. Em seguida, sem tempo para abaixar a poeira, veio "New Generation", do disco "ThickSkin", o primeiro a contar com Solinger nos vocais. Após os músicos saudarem o público, "Riot Act" serviu como aquecimento para os três próximos petardos. A pesada "Piece Of Me" abriu caminho para um dos hits de maior sucesso no início dos anos 90, "18 And Life". Se após uma balada, nada como um estouro, "Monkey Business" se encarregou de agitar ainda mais a noite. Demonstrando que o SKID ROW pode continuar muito bem sem o vocalista original, Sebastian Bach, mais uma música composta pela nova formação foi executada, "Thick Is The Skin". Voltando à "velha escola", as faixas lado B "Makin' A Mess" e "Sweet Little Sister" foram intercaladas por "Ghost". Em seguida, o baixista Rachel Bolan assumiu os vocais para uma versão do clássico dos RAMONES, "Psycho Therapy", que levou o público ao delírio. Porém, o melhor ainda estava por vir. Após uma pausa de quase cinco minutos, Dave Snake, Johnny Solinger e um violão foram o suficiente para dar início a "I Remember You", cantada em verso e prosa por toda a casa. Ao término desta, "Get The Fuck Out" e "Slave To The Grind" inflamaram mais ainda os que pareciam satisfeitos. Quando a apresentação dava indícios de que estava no final, "Disease", única música do álbum "Revolution Per Minutes" a ser tocada na noite, teve enorme aceitação do público. Poucos minutos depois, após a banda ter deixado o palco, o coro por "Youth Gone Wild" tomou conta do local e, em seguida, foi prontamente atendido, levando o Manifesto Bar abaixo. Terminada a apresentação histórica, o SKID ROW provou ser mais uma grande banda que pode continuar, e muito bem, sem seu vocalista original.

SKID ROW no Brasil
Manifesto Rock Bar (28/11/2009)

Big Guns
New Generation
Riot Act
Piece Of Me
18 And Life
Monkey Business
Thick Is The Skin
Makin' A Mess
Ghost
Sweet Little Sister
Psycho Therapy
I Remember You
Get A Fuck Out
Slave To The Grind
Disease
Youth Gone Wild


Outras resenhas de Skid Row (Manifesto Bar, São Paulo, 28/11/2009)

Skid Row: revivendo sucessos do passado no ManifestoSkid Row
Revivendo sucessos do passado no Manifesto




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Skid Row"


Mythbusters: Roth, Axl, Bach e Rick Rubin no mesmo carro!Mythbusters
Roth, Axl, Bach e Rick Rubin no mesmo carro!

Skid Row: Rob Affuso diz que nunca entendeu Axl RoseSkid Row
Rob Affuso diz que nunca entendeu Axl Rose


Músicas ruins: As 100 piores segundo o Aol Radio BlogMúsicas ruins
As 100 piores segundo o Aol Radio Blog

Metallica: fãs pediam que eles transassem com suas namoradas?Metallica
Fãs pediam que eles transassem com suas namoradas?


Sobre Jorge A. Silva Junior

Jorge Junior é paulistano, jornalista diplomado e colaborador do Whiplash.Net desde 2009. Tem mais de 400 matérias e notas publicadas, que somam aproximadamente um milhão e meio de acessos. Também realizou a cobertura de shows de grande porte, entre eles Ringo Starr, Eric Clapton, Deep Purple, System Of A Down, Red Hot Chili Peppers e Ozzy Osbourne. O autor pode ser seguido no Twitter: @jorgejunior85.

Mais matérias de Jorge A. Silva Junior no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336