Tarja Turunen: a voz e time de estrelas em Porto Alegre

Resenha - Tarja Turunen (Bar Opinião, Porto Alegre, 26/08/2008)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Lucas Steinmetz Moita
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.







A mudança do line-up do Nightwish em 2005 cria confusão até os dias atuais. Afinal, por mais sábia que uma decisão seja, nem sempre se pode agradar a gregos e troianos. Alguns acreditam que Tarja Turunen não é nada sem o Nightwish; outros acham que o Nightwish não é nada sem Tarja. Minoria ainda gosta de ambos, e uma parte ainda menor passou a não ouvir a nenhum.

Mas a apresentação de Tarja em Porto Alegre foi ótima para demonstrar a independência de uma das maiores, senão a maior, vozes femininas do planeta.

Fotos: Lucas Steinmetz (Moita)

O Bar Opinião não estava lotado, mas o público que se fez presente parecia muito dedicado em relação às letras das musicas do "My Winter Storm", primeiro álbum de carreira solo da cantora. Desde a abertura da casa, um grande pano branco cobria o palco, não revelando nenhum detalhe sequer de aparelhagem.

Pontualmente, uma bela Intro atingiu o a platéia, que desde já se agitou, e uma luz foi acesa ao fundo do palco, criando um efeito incrível da silhueta de Tarja na grande cortina branca. Ainda com a cortina erguida, ela começou a cantar a belíssima “The Boy And The Ghost”, onde só na metade o palco foi descoberto revelando Tarja Turunen e o grande time que a acompanha na turnê sul-americana: Mike Terrana (bateria; Masterplan, ex-Rage), o brasileiro Kiko Loureiro (guitarra; Angra), Doug Wimbish (baixo; Living Colour), Maria Ilmonieme (teclado) e Max Lilja (violoncelo; Hevein, ex-Apocalyptica).

Embora Tarja tenha bases musicais distintas do Heavy Metal, suas musicas não perderam tanto peso quanto grande parte imaginou que perderia em seu álbum solo. Durante a noite, foi executado o "My Winter Storm" inteiro, incluindo canções como “Sing For Me”, “My Winter Storm”, “I Walk Alone” e a estonteante “Die Alive”. Além dessas, ainda foi executada uma inédita prevista para o próximo CD chamada “Enough”.

Boa parte das pessoas presentes estava em dúvida sobre a execução de musicas do Nightwish. Para a alegria de todos, foram apresentadas a fervorosa “Wishmaster”, a completamente inesperada “Dead Gardens,” e o clássico “Nemo”. Um coro foi formado implorando por “Over The Hills And Far Away”, música que nunca foi tocada pelo Nightwish em todas as três vezes que esteve em Porto Alegre. Tarja confessou despreparo ao pedido e prometeu preencher este vazio quando voltar à capital gaúcha.

São destacáveis também o solo de bateria do fenomenal Mike Terrana e os covers “Symphony of Destruction” (Megadeth) e “Poison” (Alice Cooper).

Tarja cativou a todos os presentes, que gritavam seu nome com devoção ao final do show, e, independente de opiniões pessoais, provou que está traçando um ótimo caminho com suas próprias pernas.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Tarja TurunenTarja Turunen
Trazendo novamente ao Brasil uma boa turnê solo

635 acessosTarja Turunen: no palco com Sharon Den Adel do Within Temptation0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Tarja Turunen"

Separadas no nascimentoSeparadas no nascimento
Tarja Turunen e Virgem Maria

Paulo CoelhoPaulo Coelho
Inspirações e ligação do escritor com o Rock e Heavy Metal

Tarja TurunenTarja Turunen
Vocalista comenta o início da carreira na música

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Tarja Turunen"

LuxúriaLuxúria
Uma lista de alguns dos clipes mais sexys da história

DécadasDécadas
Você percebe que ouve Heavy Metal há muito tempo...

Lars UlrichLars Ulrich
"Eu era o maior fã do Iron Maiden"

5000 acessosMegadeth: "Magia negra arruinou minha vida", diz Mustaine5000 acessosMetallica: por que 9 entre 10 fãs odeiam "Load" e "Reload"?5000 acessosVício: Phil Anselmo relata como é ser viciado em heroína3210 acessosIron Maiden: cerveja Trooper em latão de 500ml5000 acessosHall Of Fame: 500 Músicas Que Marcaram o Rock and Roll5000 acessosArch Enemy: "nós não queremos ser o próximo Metallica"

Sobre Lucas Steinmetz Moita

Formado em Jornalismo pela Unisinos, atua em duas áreas bastante bipolares: música pesada e teologia. Proprietário do site CristianismoHardcore.com.br, atuou durante 5 anos com o Programa MoitaRock, entrevistando diversos artistas nacionais e internacionais (como Andre Matos, Angra, Sebastian Bach e Blind Guardian). O Programa MoitaRock foi extinto, mas o trabalho com vídeo e entrevistas continua em HeavyTalk.com.br, ao qual também administra.

Mais informações sobre Lucas Steinmetz Moita

Mais matérias de Lucas Steinmetz Moita no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online