Primal Fear: Presentes satisfeitos com um grande show em São Paulo

Resenha - Primal Fear (Via Funchal, São Paulo, 07/12/2002)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Anderson Guimarães de Carvalho
Enviar correções  |  Ver Acessos


Uma forte chuva cobria a cidade de São Paulo no dia da última apresentação dos alemães do Primal Fear em sua segunda turnê brasileira. Com a Via Funchal não muito cheia (cerca de 1800 pessoas), o Shadowside abriu a noite com seu metal melódico durante 45 minutos. Tocaram diversas músicas próprias que foram bem recebidas pelo público, e covers do Helloween e Judas Priest.

Beatles: Perguntas e respostas e curiosidades diversasMetallica: James Hetfield explica suas tatuagens preferidas

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O destaque foi a vocalista Dani Nolden. Muito carismática , a ruiva não parava de agitar a galera, e tem uma bela voz. Sem dúvida o Shadowside ainda será um nome forte na cena brasileira. Vale a pena conferir o primeiro cd deles.

Após um breve intervalo, o Metal Commando entra em ação. A adrenalina tomou conta dos presentes durante a primeira música da noite, Black Sun, especialmente quando o vocalista Ralf Scheepers entrou no palco. O público podia não ser muito grande, mas sabia todas as letras e Ralf ficou orgulhoso disso, segundo palavras do próprio após o show. Em seguida, Chainbreaker, Final Embrace, Church of Blood e Promised Land.

A volta do guitarrista Tom Naumann foi muito positiva para a banda. Com seus cabelos espetatos, Tom não parava de agitar um segundo sequer e se entrosou perfeitamente com Stefan Leibing. Os dois dividiam solos e riffs complicados com muita facilidade em músicas como Running in the Dust , Nuclear Fire e Angel in Black.

O baixista Mat Sinner estava nervoso no início do set devido a problemas técnicos, mas após os mesmos serem eliminados ele sorria e brincava o tempo inteiro com os fãs e fazia com o baterista Klaus Sperling uma das cozinhas mais precisas do heavy metal. Klaus fez um pequeno solo, ao contrário dos guitarristas que fizeram dois longos solos de guitarra e foram ovacionados pelos fãs.

Como não poderia faltar num show do Primal Fear, a balada Tears of Rage foi o ponto alto do show, assim como Under Your Spell e Armaggedon. Do novo cd, Fear e Magic Eye foram músicas que funcionaram muito bem ao vivo. Uma grata surpresa foi o Medley de Born to Rock (Sinner) e Metal Gods(Judas Priest). Ralf provou que seria um substituto a altura de Rob Halford especialmente pelo seu carisma. Ralf exaltou e beijou a bandeira brasileira diversas vezes durante o show.


Ralf também agradeceu ao promotor brasileiro e ao Metal Commando Brasil, o fã clube oficial do Primal Fear por aqui. Ele e Mat Sinner ergueram uma faixa com o endereço do site (http://primalfear.cjb.net) e pediram a todos que visitassem e apoiassem o site. Sem dúvida não se vê uma banda com tanta preocupação com os fãs todos os dias.

E parecia que o Primal Fear realmente queria agradar os fãs paulistanos! No bis, cada um deles voltou com a camisa de um time de futebol paulista o que deixou os presentes ainda mais animados! Quando um fã estendeu uma camisa da seleção brasileira, Ralf pegou a camisa , a beijou e ergueu durante a música.

Fim de noite, absolutamente todos os presentes satisfeitos com mais esse grande show que a Top Link realizou no Brasil. Quanto aos shows internacionais, podemos dizer com convicção que o Primal Fear fechou com chave de ouro a temporada de 2002. E pelo visto, 2003 será ainda melhor! Parabéns à Top Link por mais este grande show e um muito obrigado ao Beto Toledo, cuja ajuda foi essencial para a cobertura deste evento.


Fotos: Anderson Guimarães


Outras resenhas de Primal Fear (Via Funchal, São Paulo, 07/12/2002)

Primal Fear: Formação original aliada a organização bastante superiorPrimal Fear
Formação original aliada a organização bastante superior




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Primal Fear"


Nicko McBrain: pedal duplo é pra caras como Aquiles PriesterNicko McBrain
Pedal duplo é pra caras como Aquiles Priester

Metallica: As 5 melhores versões de terceiros dos seus clássicosMetallica
As 5 melhores versões de terceiros dos seus clássicos


Beatles: Perguntas e respostas e curiosidades diversasBeatles
Perguntas e respostas e curiosidades diversas

Metallica: James Hetfield explica suas tatuagens preferidasMetallica
James Hetfield explica suas tatuagens preferidas


Sobre Anderson Guimarães de Carvalho

Fotógrafo do site, também finaliza o bacharelado e licenciatura em História na PUC-Rio. É uma figura conhecida na cena carioca, mais odiado do que amado. Gosta de incomodar, assim como também gosta de HammerFall, Rammstein, Ivory Tower, Accept, Soilwork,Scorpions e Grave Digger.

Mais matérias de Anderson Guimarães de Carvalho no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336