Matérias Mais Lidas

João Gordo: ele comenta treta com Digão do Raimundos, que o chamou de pela sacoJoão Gordo
Ele comenta treta com Digão do Raimundos, que o chamou de "pela saco"

Rodox: quando baterista estragou show da banda após João Gordo vê-lo rezandoRodox
Quando baterista estragou show da banda após João Gordo vê-lo rezando

Cavalera Conspiracy: Max confessa que mentiu a Iggor sobre primeiro álbum da parceriaCavalera Conspiracy
Max confessa que mentiu a Iggor sobre primeiro álbum da parceria

Resenha - Vera Cruz - Edu Falaschi
Resenha - Vera Cruz - Edu Falaschi

Guns N' Roses: as diferenças entre Steven Adler e Matt Sorum, segundo Gilby ClarkeGuns N' Roses
As diferenças entre Steven Adler e Matt Sorum, segundo Gilby Clarke

Raimundos: Digão revela que recebeu proposta astronômica para reunião com RodolfoRaimundos
Digão revela que recebeu proposta "astronômica" para reunião com Rodolfo

Max Cavalera: como ele desistiu de detonar o Sepultura em Eye for an Eye, do SoulflyMax Cavalera
Como ele desistiu de detonar o Sepultura em "Eye for an Eye", do Soulfly

Iron Maiden: a reação de Steve Harris ao ouvir clássico de Bruce DickinsonIron Maiden
A reação de Steve Harris ao ouvir clássico de Bruce Dickinson

Sebastian Bach: quando o pai do Bon Jovi ameaçou matá-loSebastian Bach
Quando o pai do Bon Jovi ameaçou matá-lo

Sepultura: Max Cavalera admite que copiou Black Sabbath em Roots Bloody RootsSepultura
Max Cavalera admite que copiou Black Sabbath em "Roots Bloody Roots"

Edu Falaschi: em exclusiva, ele conta tudo sobre Vera Cruz, seu 1º álbum soloEdu Falaschi
Em exclusiva, ele conta tudo sobre "Vera Cruz", seu 1º álbum solo

Nirvana: por que, até hoje, Dave Grohl não canta músicas da bandaNirvana
Por que, até hoje, Dave Grohl não canta músicas da banda

Kiss: Vinnie Vincent está vendendo suas letras manuscritas por 50 mil dólaresKiss
Vinnie Vincent está vendendo suas letras manuscritas por 50 mil dólares

Mamonas Assassinas: a história das fotos dos músicos mortos, feitas para tabloideMamonas Assassinas
A história das fotos dos músicos mortos, feitas para tabloide

Iron Maiden: banda não será incluída no Rock And Roll Hall Of Fame em 2021Iron Maiden
Banda não será incluída no Rock And Roll Hall Of Fame em 2021


Pentral
Arte Musical

Savatage: Shows despontarão como alguns dos melhores do ano

Resenha - Savatage (Studio 1250, Curitiba, 17/08/2001)

Por Debora Behar Ribeiro
Em 17/08/01

Fotos do show no Rio por Anderson Guimarães

Sentada ao computador com a difícil missão de escrever sobre o show de ontem à noite, milhares de idéias me vêm à mente. Antes de mais nada tenho a certeza de que em meados de dezembro deste ano, ou ainda em janeiro de 2002, quando revistas, sites e fãs forem escolher os melhores e piores de 2001, Savatage com certeza despontará entre os melhores (se não o melhor!) shows do ano. Digo isso não na condição de fã convicta da banda há anos, mas sim com a consciência de membro da equipe deste site que acompanha a cena heavy metal há um bom tempo e que esteve presente na maioria dos eventos do estilo.

Em meio a tantas tendências, gostos e estilos, como pode uma banda como o Savatage depois de tantos anos de estrada, dificuldades, mudanças de formação, continuar mantendo um heavy metal de tamanho bom gosto que agrada a tantas pessoas e ainda serem humildes como são!? Antes de falar do set list, gostaria de dar uma pincelada na atuação geral da banda. Primeiramente: sem estrelismos! Ninguém na banda quer aparecer, ou mesmo dar uma de cacique como tantas vezes podemos observar. Ainda que Jon Oliva seja sabidamente o cabeça do Savatage, ele transborda tamanho carisma e simpatia no palco que é impossível não se ter a impressão de que se trata de uma grande e unida família da qual os próprios fãs fazem parte!

Sobre o atual vocalista, Damond Jiniya, a princípio tenho a impressão de que ele está como um figurante no palco, sem um papel específico... Mas, analisando melhor, percebo que essa impressão de início de show é causada pela seqüência de músicas do novo disco, "Poets and Madmen", onde quem canta mesmo é Jon Oliva. Damond Jiniya atua mais nos "backings". Mas assim que iniciam-se as execuções das composições mais antigas na banda, Damond mostra a que veio. Mesmo com o vocal falhando (se a culpa foi dele ou do som ainda não descobri, na verdade) sua voz não fica devendo muito ao vocal anterior, com bons agudos e graves mostrou que tem muita técnica e carisma com o público. As opiniões sobre Jiniya divergiram bastante até onde pude constatar, mas acho que tudo é questão de adaptação e entrosamento com a banda.

A banda de abertura, Brave Heart, mostrou-se bem em seu show de estréia. Agradou bastante os presentes que os aplaudiram. Na música "Children", a banda contou com a participação de um coral de 15 crianças, os "Meninos Cantores de Campo Largo", que também participaram na gravação da mesma música, que faz parte do Cd demo "Hiding Place". A banda também usou um telão para mostrar cenas do desenho Caverna do Dragão durante a música "Dungeons & Dragons", uma vez que o desenho é o tema da música.

O Savatage entrou no palco por volta das 23:30 para um público de em torno de 1000 pessoas bem acomodadas no Studio 1250, um local que, eu não canso de dizer, para quem assiste é excelente (não sei pra quem toca!) visto que de qualquer local da casa tem-se uma ótima visão do palco. O som para os espectadores também esteve num bom patamar de qualidade, onde distinguia-se bem os solos e todos os backings. A banda pareceu ter alguns problemas com o som no palco pois Jon Oliva a toda hora reclamava com a equipe técnica e mesmo alguns pequenos problemas com a iluminação surgiram.

Nada que ofuscasse o brilho do Savatage que mostrou a todos os presentes como se faz heavy metal de bom gosto! Ao som de "Commissar", o público presente aplaudiu muito a entrada dos membros da banda e, principalmente é claro, Jon Oliva. Esta última música foi logo emendada com "Surrender" e "Of Rage and War". Logo após estas, Jon Oliva saudou a todos e ofereceu a próxima música aos fãs mais antigos da banda. Foram ouvidos então os acordes iniciais de "Handful of Rain" de 94 (pode não parecer nada mas desde então o Savatage já lançou mais 4 álbuns) com o público visivelmente entusiasmado cantando. O guitarrista Chris Caffery mostrou-se bastante carismático indo diversas vezes à beirada do palco (desta vez protegido por grades para evitar as freqüentes invasões comuns na casa) agitando os que ali estavam e fazendo, inclusive, poses para os fotógrafos mostrando que tem carisma de sobra.

"Wake of Magellan" veio colada na anterior e seguida de "Dead Winter Dead". "Edge of Thorns" agitou bastante os presentes que cantaram do começo ao fim. Em seguida foi executada a contagiante "Sirens", "Unusual", "By Grace Of The Witch" e "Strange Wings" enquanto o público de boca aberta não ficava parado. Era impossível ver alguém que ao menos não estivesse acompanhando as batidas com a cabeça ou com o pé. Para os amantes das tradicionalíssimas baladas, o Savatage executou em seguida "All That I Bleed" com Jon Oliva ao teclado e os isqueiros acesos rolando entre a platéia que cantou mais uma vez do início ao fim. "Morphine Child" entrou em seguida mostrando a grande influência que a banda tem dos musicais americanos, com melodias e harmonias grandiosas e contagiantes.

A seqüência de músicas a seguir foi de enlouquecer qualquer fã de Savatage. Jon Oliva anunciou que a música seguinte seria tocada em homenagem a seu irmão, Criss Oliva, morto em um acidente de carro aos 30 anos em 93. Executou-se "He Carves His Stone".

Agora, o que falar de "Chance"? É impossível descrever a perfeição com que essa música foi tocada nessa noite. As diversas vozes que se entrelaçam numa afinação impecável levaram o público ao delírio e espanto. A balada mais famosa da banda, "Believe", veio em seguida com Jon Oliva nos teclados e Damond nos vocais à meia luz. O público mais uma vez adorou! "Temptation Revelation" e a tradicional "Gutter Ballet" vieram em seguida encerrando o set list. A banda se despede mas é claro que volta para o bis encerrando com chave de ouro com "Hall of the Mountain King" uma das mais conhecidas (se não A mais conhecida!) músicas da banda.

Para quem compareceu nesta noite fica a boa lembrança. Para o pessoal de São Paulo e Rio de Janeiro, aí vai a dica: não percam por nada neste mundo! Aguardem em breve as fotos e reviews dos shows nestas cidades. E que venham as bandas da moda pois não adianta: quem tem história, quem tem estrada mata a pau!

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

💬 Ler e postar comentários


Stamp
Edu Falaschi - Vera Cruz
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Lista: do pop punk ao death metal, 20 bandas de rock e heavy que surgiram na FlóridaLista
Do pop punk ao death metal, 20 bandas de rock e heavy que surgiram na Flórida

Deja Vu Do Rock: A História de "Dead Winter Dead", do Savatage

Savatage: Jon Oliva lutou contra o COVID-19 por dois mesesSavatage
Jon Oliva lutou contra o COVID-19 por dois meses

Savatage: Jon Oliva teve Covid e diz que não deseja doença nem para seu pior inimigoSavatage
Jon Oliva teve Covid e diz que não deseja doença nem para seu pior inimigo


Guitarpedia: 5 guitarristas de rock que você precisa conhecerGuitarpedia
5 guitarristas de rock que você precisa conhecer

Heavy Metal: 10 vídeos involuntariamente engraçadosHeavy Metal
10 vídeos involuntariamente engraçados

Top 10: Álbuns conceituaisTop 10
Álbuns conceituais


Death Metal: as 10 melhores bandas de acordo com a AOLDeath Metal
As 10 melhores bandas de acordo com a AOL

Lista: clássicos do rock e do metal que ninguém aguenta mais ouvir - Parte 1Lista
Clássicos do rock e do metal que ninguém aguenta mais ouvir - Parte 1


Sobre Debora Behar Ribeiro

Formada em Medicina Veterinária e estudante de Design Gráfico. Estudou música clássica e antiga por 10 anos. Começou a curtir rock ouvindo Led Zeppelin, porém hoje, além deste, gosta de todo tipo de Heavy Metal. Algumas bandas preferidas, além da supracitada, são: Blind Guardian, Iced Earth, Savatage, Shadow Gallery, Angra, Dragon Heart, Dream Theater, Rage, Gamma Ray, Iron Maiden.

Mais matérias de Debora Behar Ribeiro no Whiplash.Net.