Matérias Mais Lidas

imagemFilho de Trujillo fez guitarra na "Master of Puppets" que toca em Stranger Things

imagemMetallica em "Stranger Things" deixa fãs preocupados com a "popularização" da banda

imagemA bizarra exigência de Ace Frehley para participar da última turnê do Kiss

imagemEngenheiros do Hawaii e as tretas com Titãs, Lulu Santos, Lobão e outros

imagemSummer Breeze Open Air Brasil acontece em abril de 2023 em São Paulo

imagemLady Gaga: "o Iron Maiden mudou a minha vida!"

imagemPink Floyd: Suas 10 músicas mais subvalorizadas, segundo a What Culture

imagemMax Cavalera revela como "selou a paz" com Tom Araya, vocalista do Slayer

imagemLobão explica porquê todo sertanejo gostaria, no fundo, de ser roqueiro

imagemPink Floyd: Gilmour nega alegação de Waters sobre "A Momentary Lapse of Reason"

imagemO álbum do The Who que Roger Daltrey achou "uma m*rda completa

imagem"Stranger Things" traz cena com "Master of Puppets", do Metallica

imagemO grave problema do refrão de "Eagle Fly Free", segundo Fabio Lione

imagemMorre aos 43 anos Andrew LaBarre, ex-guitarrista e vocalista da banda Impaled

imagemVital, o ex-Paralamas que virou nome de música e depois foi pro Heavy Metal


Airbourne 2022

Scorpions: Matthias Jabs comenta músicas de "Unbreakable"

Por Marcos Bragatto
Fonte: Dynamite
Em 31/03/04

Está previsto para o dia 3 de maio o lançamento mundial de "Unbreakable", o novo álbum do Scorpions. É o primeiro lançamento da banda alemã com músicas inéditas desde o fraco "Eye II Eye", de 99, que investiu numa sonoridade mais pop. Nesse período, a banda investiu em projetos de forte apelo comercial, em 2000, com "Moment Of Glory", gravado com a Orquestra Filarmônica de Berlim, e em 2001, com "Acoustica", gravado em Lisboa. Agora, "Unbreakable" promete trazer os grupo de volta às suas origens: o hard rock/heavy metal.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A Dynamite conversou agora há pouco com o guitarrista Matthias Jabs, que comentou cada faixa de "Unbreakable". Confira:

New Generation: É a música de abertura do disco, tem um groove muito pesado, um refrão carismático e colante. Eu diria que é uma das nossas melhores músicas, entre as mais pesadas;

Love 'Em or Leave 'Em: É um rock direto, e tem um outro grande riff. É também cativante, um típico rock’n’roll;

Deep and Dark: Para mim é uma música muito boa, porque tem uma boa dinâmica, um bom riff e as vozes ficaram muito boas. Tem um refrão bem colante, de uma forma que eu gosto muito;

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Borderline: É uma música não usual para o Scorpions, tem um riff e grooves constantes que não mudam muito. Tem um sentimento oriental, eu diria que não é uma típica canção dos Scorpions;

Blood Too Hot: É um rock muito básico, perfeito para ser tocado ao vivo. Novamente tem um bom riff. É uma das músicas mais rápidas desse álbum;

Maybe I Maybe You: É uma outra música diferente. É uma balada que fica nervosa quando todos na banda entram, com uma grande surpresa no final. É uma música bem melódica;

Someday Is Now: Para mim é quase uma música pop, um pouco hard rock, mas tem um melodia colante;

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

My City My Town: Esta música é sobre quando a banda está em turnê e depois de tantos anos voltamos de novo a várias cidades que já tínhamos passado antes;

Through My Eyes: É outra típica musica do Scorpions que lembra nosso período entre o final dos anos 70/início dos 80. Eu acho que é uma música muito legal, com as típicas melodias e harmonias do Scorpions;

Can You Feel It: É outra que eu gosto muito porque tem um riff bem legal e uma melodia instigante. É uma que nós certamente tocaremos ao vivo;

This Time: É um rock que eu gosto muito de tocar e que também deverá ir para o set list dos shows;

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

She Said: É uma balada no estilo "Winds Of Change". Não é a mesma coisa, mas se parece, por ser uma música bem melódica e romântica. Tem um ótimo arranjo e é muito bonita;

Remember The Good Times: É uma música que ficaria de fora, e entrou como faixa bônus. Foi gravada ao vivo no estúdio, antes de iniciarmos as sessões de gravação. Tinha uma boa energia, lembrava as coisas dos anos 60 e decidimos colocar no disco como bônus.

As músicas estão disponíveis no site oficial da banda http://www.the-scorpions.com, mas só 30 segundos de cada uma.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Clássicos quarentões - Scorpions - "Blackout" e Kiss - "Creatures of the Night" (vídeo)


Scorpions: 20 situações que identificam um fã da banda