Kursch fala sobre novo álbum do Demons and Wizards

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Thiago Coutinho, Fonte: Metal-temple.com
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 16/05/05. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Hansi Kürsch, vocalista do DEMONS AND WIZARDS — projeto paralelo do frontman do BLIND GUARDIAN e do guitarrista Jon Schaffer, do ICED EARTH — falou recentemente com o site Metal Temple acerca do processo de composição e gravação do novo álbum do grupo, “Touched by the Crimson King”, cujo lançamento rola no mês que vem.

1057 acessosDemons & Wizards: fãs ficarão surpresos com o próximo álbum5000 acessosRolling Stone: os 100 melhores álbuns dos anos 90

Confira os principais trechos do bate-papo logo abaixo ou leia a entrevista na íntegra clicando aqui.

Metal Temple — Hansi, vamos começar falando a respeito do longo processo de composição que este segundo álbum levou...
Hansi Kürsch — Bem, primeiro vamos separar as coisas. O processo de composição não foi longo. Eu trabalhei por quatro semanas nos vocais, enquanto os arranjos básicos levaram mais quatro semanas para serem concluídos. Mas levou esse tempo todo para concluirmos esse álbum porque nunca tivemos o tempo necessário para sentarmos e trabalharmos com afinco nele. Jon e eu temos uma agenda bem apertada com nossas bandas. Após o lançamento do primeiro álbum, levou dois anos para que pudéssemos considerar a possibilidade de fazermos um segundo!

Jon me mostrou alguns arranjos no início de 2003, mas eu não tive tempo hábil de lhe responder até o final deste mesmo ano. É claro que nesse tempo todo eu pude ouvir o material e começar a criar algumas idéias básicas na minha cabeça para os vocais. Acho que deste modo o álbum pôde ficar mais maduro do que o primeiro. Quando Jon foi forçado a cancelar sua turnê por conta de problemas de saúde, nós pudemos usar este tempo para ficarmos juntos, finalizar as composições e a produção. Acho que a finalização de todas as faixas levou umas duas semanas. Tivemos uma pausa de quatro semanas e então entramos em estúdio. Utilizamos o estúdio de Jim Morris, em Tampa, Flórida, a gravação levou duas semanas e passamos mais uns 12 dias mixando todo o material.

Metal Temple — O primeiro álbum de vocês foi aclamado pela crítica e se não me engano vendeu muito bem. Você acha que acontecerá o mesmo desta vez isso causou algum estresse para este segundo álbum?
Hansi Kürsch — Antes de tudo, certamente este álbum vendeu muito bem. Quando fizemos aquele álbum sabíamos que tínhamos algo muito bom em mãos. As músicas tinham um sentimento muito forte e temos uma boa química como compositores. E também sabemos da influências que nossas bandas têm no cenário heavy metal. Portanto era óbvio que teríamos algum sucesso. Contudo, como você bem mencionou, era nosso álbum de estréia. E era o álbum de estréia dos integrantes do Iced Earth e do Blind Guardian e sabíamos que as expectativas geradas eram grandes. As pessoas não entendem que leva tempo para dois compositores encontrarem uma química e não é um processo que pode ser forçado. Era o começo deste projeto... mas, no final, acho que tudo saiu bem [risos].

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

1057 acessosDemons & Wizards: fãs ficarão surpresos com o próximo álbum0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Demons And Wizards"

Stephen KingStephen King
As 12 melhores canções inspiradas em sua obra

Heavy MetalHeavy Metal
Discos que são obras-primas pouco lembradas - Parte 1

Stephen KingStephen King
Blog elege Top 5 das canções inspiradas em sua obra

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Demons And Wizards"

Rolling StoneRolling Stone
Revista lista os 100 melhores álbuns dos anos 90

MMAMMA
Os lutadores que curtem Rock e Heavy Metal

Music RadarMusic Radar
Os maiores frontmen de todos os tempos

5000 acessosSeparados no nascimento: James Hetfield e Mano Menezes5000 acessosPunk Rock: os 25 melhores discos segundo o site IGN5000 acessosRede Globo: em 1985, explicando o que são os metaleiros5000 acessosMetallica: Kerrang! por dentro da mente de Lars Ulrich5000 acessosEvanescence: Amy Lee anuncia novo álbum - mas não exatamente...4094 acessosMetallica: os dez melhores covers pela banda segundo o Loudwire

Sobre Thiago Coutinho

Formado em Jornalismo, 23 anos, fanático por Bruce Dickinson e seus comparsas no Maiden. O heavy metal surgiu na minha vida quando ouvi o vocalista da Donzela de Ferro em "Tears of the Dragon", em meados de 1994. Mas também aprecio a voz de pato bêbado do controverso Dave Mustaine, a simplicidade do Ramones, as melodias intrincadas do Helloween, a belíssima voz de Dio ou os gritos escabrosos de Rob Halford. A Whiplash apareceu em minha vida sem querer, acho que seus criadores são uns loucos amantes de rock e acredito que este seja o melhor site de rock do país, sem qualquer demagogia!

Mais matérias de Thiago Coutinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online