Matérias Mais Lidas

imagemRock in Rio: Pitty alfineta a produção do festival ao revelar qual seria sua exigência

imagemAnitta é a maior roqueira que existe hoje no Brasil, diz integrante do Titãs

imagemSérgio Moro elege banda clássica de Rock como sua favorita

imagemBruce Dickinson revela qual é sua música preferida do Iron Maiden

imagemQuando Derico, do Programa do Jô, descobriu que Ian Anderson tocava tudo errado

imagemJoão Gordo compara anarcocapitalistas com quem acredita em terraplanismo

imagemRock in Rio libera ingressos extras e novamente dia do metal é único que não esgota

imagemA reação de Jimi Hendrix ao assistir King Crimson ao vivo

imagemTommy Lee postou uma foto com o "Dr. Feelgood" de fora

imagemPrika diz que fez "tudo errado" na primeira turnê da Nervosa, mas aprendeu lição

imagemNova Fã que descobriu Metallica por Stranger Things quer cancelar banda e reúne provas

imagemNergal diz que vocalista do Arch Enemy é mais corajosa do que muito metaleiro homem

imagemO hit da Legião que Renato Russo compôs para Cássia Eller e traz coincidência trágica

imagemVídeo de clássico do Kiss é disponibilizado no canal oficial da banda

imagemGeddy Lee e Alex Lifeson tocam clássica do Rush em evento nos EUA


Stamp

Guitarrista do Accept fala sobre G3 alemão

Por Thiago Coutinho
Fonte: Metalzone.gr
Em 30/11/05

Wolf Hoffman, guitarrista do ACCEPT, falou ao site Metalzone.gr a respeito da vindoura turnê com seus conterrâneos Uli Roth e Michael Schenker, seu novo projeto solo (que mistura música clássica e heavy metal) e suas recentes memórias da última turnê com o Accept. Confira logo a seguir:

Metalzone — Desde que a turnê do Accept findou, você deu início a vários projetos. Você pode nos falar a respeito?

Wolf Hoffmann — Agora eu não quero parar mais e todas essas coisas surgiram no meu caminho. Uma das minhas grandes paixões na vida tem sido a música clássica. E sempre sonhei com isso no passado, em misturar música clássica e guitarras heavy metal. Fiz isso em algumas canções do Accept, mas lancei mão de samples. Talvez um pequeno solo, mas há alguns anos fiz um álbum completo assim, chamado ‘Classical’, apenas uma gravação que fiz em meus estúdios por paixão mesmo, sem ter quaisquer planos. Mas agora, quero levá-lo para a estrada e com uma orquestra atrás dele. È nisso que estou trabalhando nos últimos meses e espero que até o início de 2007 possa cair com ele na estrada. É um projeto longevo.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Metalzone — E como você está planejando executar este projeto?

Wolf Hoffmann — Tudo que tenho no momento é uma visão, será como um grande show multimídia. Em um típico show clássico, você não precisa de luz para mostrar que não há um sistema PA. É isso que eu quero. Quero que a produção valorize o show de metal e a beleza de um show clássico, combinar os dois no metal.

Metalzone — Uma ópera metal?

Wolf Hoffmann — Sim, mas apenas instrumental. Não haverá ninguém cantando nela. Então, há várias coisas que ainda precisam ser trabalhadas, é por isso que ainda levará algum tempo para que todas as coisas funcionem. Esse é o meu grande projeto para o ano que vem e para o ano seguinte. Mas há outros planos também.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Metalzone — Por exemplo?

Wolf Hoffmann — Como ser um convidado especial na banda de Sebastian Bach, o cara do Skid Row. Tocarei em um show com ele agora, no final de novembro, aqui nos Estados Unidos e, se tudo correr bem, talvez mais alguns depois deste. Outro plano para o ano que vem é cair na estrada com o ‘G3 alemão’. Não se chamará G3, mas terá o mesmo conceito.

Metalzone — E será gravado e, posteriormente, lançado?

Wolf Hoffmann — Não tenho certeza se eles gravarão alguma coisa. No momento, estamos apenas falando dos shows, que serão com Michael Schenker e Uli Roth. Será absolutamente uma honra estar nessa turnê. Esta turnê deve começar em março.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Metalzone — De 2006?

Wolf Hoffmann — Sim, tão cedo os ensaios comecem e começarmos a montar a banda que nos acompanhará na turnê. Parte do acordo é que dividiremos a mesma banda e isso está um pouco complicado.

Metalzone — E para onde a turnê vai?

Wolf Hoffmann — Por toda a Europa e, se tudo der certo, pela América. Há um bom interesse em todo o lugar. Estamos juntando tudo no momento e não tenho certeza se isso só vai rolar na Alemanha.

Metalzone — Como foi estar de volta à estrada com o Accept?

Wolf Hoffmann — Foi demais, me senti como um garoto novamente. Como você sabe, estivemos longe um do outro por, sei lá, uns oito ou nove anos, e não nos víamos muito. Não via o Udo há uns oito anos, porque nos separamos e seguimos caminhos diferentes, e ninguém sabia o que esperar. Me senti como se estivesse subindo no palco pela primeira vez ou indo à sala de ensaios, foi um sentimento maravilhoso. Após todos esses anos me senti como se estivesse voltando para casa. Foi demais.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

A íntegra da entrevista pode ser lida aqui aqui.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Dream Theater 2022


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

A honesta sensação de Udo ao ouvir primeiro álbum sem ele no Accept

Udo revela se sabia ou não que nasceu na mesma cidade que Hans Donner, da Rede Globo

Udo Dirkschneider comenta em entrevista o novo álbum "My Way"

Udo relembra época no Accept: "Fui demitido da minha própria banda"

O curioso motivo pelo qual Udo (ex-Accept) usa cabelos curtos desde 1982

Quando UDO se arriscou no hard rock com "Faceless World" (vídeo).

Accept encerra um ciclo com "Too Mean to Die"

Accept: metal em alto nível com "The Rise of Chaos" (vídeo).

Kerrang: As 50 piores capas de todos os tempos

Sala de Som: 5 discos pra começar a ouvir heavy metal

Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1983

O Suprassumo do Superestimado: os 11 mais (ou menos) nacionais

Iron Maiden: o vocal que quase substituiu Bruce Dickinson em 93


Sobre Thiago Coutinho

Formado em Jornalismo, 23 anos, fanático por Bruce Dickinson e seus comparsas no Maiden. O heavy metal surgiu na minha vida quando ouvi o vocalista da Donzela de Ferro em "Tears of the Dragon", em meados de 1994. Mas também aprecio a voz de pato bêbado do controverso Dave Mustaine, a simplicidade do Ramones, as melodias intrincadas do Helloween, a belíssima voz de Dio ou os gritos escabrosos de Rob Halford. A Whiplash apareceu em minha vida sem querer, acho que seus criadores são uns loucos amantes de rock e acredito que este seja o melhor site de rock do país, sem qualquer demagogia!

Mais matérias de Thiago Coutinho.