O Accept pode continuar sem mim, afirma Udo

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Thiago Coutinho, Fonte: Metal-Rules.com
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 16/12/05. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Udo Dirkschneider, ex-vocalista do ACCEPT, falou recentemente com Marko Syrjälä, do site MetaRules.com, acerca da recente turnê que levou a cabo com sua ex-banda e garantiu: uma reunião e um novo álbum estão fora de questão.

429 acessosAccept: veja o vídeo oficial de "The Rise of Chaos"5000 acessosAndreas Kisser: "Eloy Casagrande talvez não seja humano"

Confira, logo a seguir, a entrevista com o cantor:

Metal-Rules — Como foi a turnê de reunião com o ACCEPT? Qual a sua opinião sobre o giro como um todo?

Udo — O ACCEPT é aquela coisa. Eu estava a caminho de Estocolmo quando recebi uma chamada pelo telefone dizendo: ‘soubemos que você está de férias do U.D.O. no ano que vem, haveria alguma chance de fazer alguns festivais com o ACCEPT?’ Eu respondi que ‘talvez’. Não estava muito feliz com essa idéia e eu não queria que eles pensassem que eu estava implorando pela idéia. Então tive que falar com a gravadora e com os caras do U.D.O., pois eles ficaram muito nervosos pensando que eu os abandonaria. Acho que o mais importante para nós após lançar um álbum e uma turnê de sucesso como o ‘Thunderball’ era gravarmos um novo álbum do U.D.O. Pessoalmente, era uma decisão difícil para mim fazer todo essas coisas do Accept e a razão para que eu dissesse sim foi perceber se eu realmente não havia deixado nada para trás. Mas acho que para mim, não posso dizer por Wolf ou Peter, mas para mim nada restou. Foi muito divertido e muito divertido para as pessoas ver o ACCEPT novamente, mas não há futuro para nós e não estou falando em nível pessoal, porque agora todos nós nos falamos muito mais do que antes.

Metal-Rules — Vocês chegaram a discutir possíveis gravações inéditas com o ACCEPT enquanto estavam em turnê?

Udo — Não, não de tudo! [risos] É claro que tomamos algumas bebidas juntos e falamos sobre negócios e todas essas coisas, mas acho que o Wolf pensou que se nós fizéssemos isso novamente ele diria sim, mas no começo ele mesmo disse: ‘Não, não quero mais fazer isso’. Mas depois de fazer todos esses shows ele realmente pensou em fazer algo a mais com o ACCEPT. Mas o caso é que se ele realmente quisesse fazer alguma coisa agora, por que razão ele não veio durante todos esses shows e disse: ‘Hei, Udo, tenho algumas músicas novas, você quer ouví-las?’ ou algo assim. Não rolou nada disso. Talvez até estivesse acontecendo algo, mas é muito difícil explicar o que estava acontecendo dentro de mim, algo como ‘não faça isso, não faça isso’. Acho que foi um perfeito fim para o ACCEPT.

Metal-Rules — Então você quer dizer que esta foi a última vez que vimos o ACCEPT em um palco?

Udo — Talvez não seja a última, porque vamos lançar um DVD com todas essas apresentações que fizemos [risos]. Vamos colocar o que rolou nessa reunião e todo esse material, mas depois é só isso.

Metal-Rules — Você chegou a ler o que Wolf disse a seu respeito durante toda a turnê?

Udo — Eu não sei. Acho que ele fez uma série de entrevistas chatas sobre coisas que já havíamos discutido. Quero dizer, quando ele começou a dar aquelas entrevistas, ele disse: ‘Eu não tenho quaisquer problemas em voltar ao Accept, mas o Udo não quer isso, por isso não haverá uma reunião propriamente dita por causa do Udo’. E ele disse não há muito tempo depois de assegurar ‘eu não quero o ACCEPT porque odeio aquele negócio todo, não quero me envolver com a indústria da música novamente’.

Metal-Rules — E agora ele está até fazendo shows com o Sebastian Bach (ex-vocal do SKID ROW) e até planeja uma turnê solo para o ano que vem.

Udo — Verdade, estou sabendo disso tudo. Acho que há um tipo de medo por parte dele, sabe? Quero dizer, ele sabia que eu estava trabalhando com o U.D.O e que tínhamos um novo álbum prontinho para lançarmos e ele sabia o que eu pensava o tempo todo. Do meu lado não havia qualquer reunião em qualquer ponto, ele sabia disso desde o começo e agora está mudando toda a história.

Metal-Rules — Então, ele mesmo decidiu mudar sua própria opinião?

Udo — Exato, ele mudou sua própria opinião. Se ele quiser, pode até continuar com o ACCEPT, mas com um vocalista diferente [risos].

Para ler a entrevista na íntegra, clique aqui.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

429 acessosAccept: veja o vídeo oficial de "The Rise of Chaos"0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Accept"

Heavy MetalHeavy Metal
Manowar e outros entre as capas mais "de macho"

Top 20Top 20
Discos recentes de bandas clássicas tão bons quanto os antigos

Billy CorganBilly Corgan
Revelando seus álbuns favoritos de Metal

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Accept"0 acessosTodas as matérias sobre "Udo"

Andreas KisserAndreas Kisser
"Eloy Casagrande talvez não seja humano"

Raul SeixasRaul Seixas
O alerta sobre as drogas em carta psicografada?

Collectors RoomCollectors Room
Vinícius Neves, do Stay Heavy, mostra a sua coleção

5000 acessosFutebol: conheça os times do coração de alguns rockstars5000 acessosO Suprassumo do Superestimado: os 11 mais (ou menos) nacionais5000 acessosBlack Sabbath: "Nos separamos por causa do Live Evil"5000 acessosGuns N' Roses: estúdio e ao vivo, expectativa e realidade5000 acessosCinema: o melhor e o pior dos rockstars em filmes5000 acessosSepultura: ouça versão original de "Roots, Bloody Roots"

Sobre Thiago Coutinho

Formado em Jornalismo, 23 anos, fanático por Bruce Dickinson e seus comparsas no Maiden. O heavy metal surgiu na minha vida quando ouvi o vocalista da Donzela de Ferro em "Tears of the Dragon", em meados de 1994. Mas também aprecio a voz de pato bêbado do controverso Dave Mustaine, a simplicidade do Ramones, as melodias intrincadas do Helloween, a belíssima voz de Dio ou os gritos escabrosos de Rob Halford. A Whiplash apareceu em minha vida sem querer, acho que seus criadores são uns loucos amantes de rock e acredito que este seja o melhor site de rock do país, sem qualquer demagogia!

Mais matérias de Thiago Coutinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online