Judas Priest terá algo especial em novo disco

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Thiago Coutinho, Fonte: Metal Exiles.com
Enviar Correções  

Em recente entrevista ao site Metal Exiles, Glen Tipton, guitarrista do JUDAS PRIEST, afirmou que a banda "tem algo muito especial para o novo álbum". O processo de composição, segundo Tipton, tem início no mês que vem.

Confira o bate-papo com o guitarrista logo a seguir:

publicidade

Metal Exiles — Você planeja lançar outro álbum solo no futuro?

Tipton — No momento, não. Com o PRIEST reunido e com um novo álbum a caminho, minha atenção está totalmente voltada a ele. No futuro, quando o PRIEST acabar, provavelmente farei, mas não quero comprometer nada com o grupo. Depois de uma espera de 14 anos, não quero colocar nada no caminho do que estamos desenvolvendo. Sou uma pessoa afortunada por estar no PRIEST, estar em uma banda onde tudo se encaixa e temos uma grande fórmula em nossas composições. Há muitos músicos por aí que são melhores do que eu, mas ainda não descobriram isso. Adoro trilha sonora de filmes e em algum ponto gostaria de fazer algo nesse sentido, mas no momento estou focado no PRIEST. Preciso ter uma prioridade, assim como os fãs querem.

Metal Exiles — Você disse que esperou 14 anos para reunir o PRIEST. Você considera que os anos com Ripper foram negros em sua vida?

Tipton — Não, não mesmo, amo tudo que desenvolvemos com Ripper. Uma coisa que as pessoas se esquecem é que se não fossem os anos com Ripper, nós não estaríamos juntos agora. Há dois álbuns de estúdio dos quais me orgulho demais, ‘Jugulator’ e ‘Demolition’, não são álbuns com Halford, por isso você deve olhá-los com a luz correta. Há registros ao vivo e duas grandes turnês com Ripper para que a banda continuasse na ativa.

Metal Exiles — Eu honestamente acho que "Bullet Train" e "Cathedral Spires" são duas das melhores canções de todos os tempos do JUDAS PRIEST.

Tipton — Acho que há grandes músicas lá e estou orgulhoso desses álbuns. Acho que algumas pessoas não pegaram a idéias desses trabalhos. Com ‘Jugulator’ tínhamos que provar, até certo ponto, que Tim podia cantar como Rob, já o ‘Demolition’ tinha algumas coisas a mais e queríamos mostrar mais das habilidades de Tim. Foi um álbum bem mais difícil de se fazer do que o ‘Jugulator’.

Metal Exiles — Por que foi mais difícil?

Tipton — ‘Jugulator’ era furioso, rápido, era o Ripper soando como Rob, mas com ‘Demolition’ queríamos atravessar algumas pontes e manter, ao mesmo tempo, a sonoridade do JUDAS PRIEST. Os anos com Ripper Owens foram importantes, pois mantivemos nosso nome vivo.

Metal Exiles — Quais seus pensamentos acerca de "Angel of Retribution" desde que ele foi lançado?

Tipton — Eu o acho muito bom, mas havia muita pressão e após 14 anos as pessoas esperavam muito de nós. E ultrapassar as expectativas é algo bem perigoso, pois não importa o quão bom o álbum seja, as pessoas podem ficar desapontadas. Eu disse isso diversas vezes e o modo de passarmos por isso foi nos divertindo. Decidimos compor este álbum e nos divertirmos. Visitamos novamente algumas áreas, voltamos no tempo, repassamos algumas letras, apenas tiramos a pressão de nossas costas e nos divertimos. Este álbum tem uma sonoridade bem natural, um som bem JUDAS PRIEST.

Metal Exiles — Foi um grande álbum, eu gostei. Se você for passando pelo disco, verá as diversas fases da banda, mas no fim das contas as pessoas esperavam por um novo "Painkiller". E o que você tem planejado para o próximo álbum?

Tipton — Temos algo muito especial planejado para o próximo álbum. Até começarmos a compô-lo, o que deve rolar no mês que vem, tudo será ultra-secreto. Acho que todos vão amar o próximo álbum, será totalmente PRIEST.

Clique aqui para ler a entrevista, em inglês, na íntegra.

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Judas Priest: Thomas Zwijsen faz versão inusitada de Painkiller no ukuleleJudas Priest
Thomas Zwijsen faz versão inusitada de Painkiller no ukulele

Eddie Van Halen: Rob Halford ficou hipnotizado na primeira vez que ouviu o guitarristaEddie Van Halen
Rob Halford ficou hipnotizado na primeira vez que ouviu o guitarrista

Judas Priest: Halford não está interessado em ouvir discos gravados por Ripper OwensJudas Priest
Halford não está interessado em ouvir discos gravados por Ripper Owens

Gatos: Rob Halford fala sobre o amor pelos felinos entre os fãs de metalGatos
Rob Halford fala sobre o amor pelos felinos entre os fãs de metal

Rob Halford: Ele sempre ignora a energia negativa, e prefere a Energia do P*u GrandeRob Halford
Ele sempre ignora a energia negativa, e prefere a "Energia do P*u Grande"

Rob Halford: É ótimo ser gay, afirma o vocalistaRob Halford
"É ótimo ser gay", afirma o vocalista

Rob Halford: vocalista revela qual música do Judas gostaria de cantar com Lady GagaRob Halford
Vocalista revela qual música do Judas gostaria de cantar com Lady Gaga

Judas Priest: banda lança lyric video oficial de PainkillerJudas Priest
Banda lança lyric video oficial de "Painkiller"

Rob Halford: Game of Thrones serviu de inspiração para título de livroRob Halford
Game of Thrones serviu de inspiração para título de livro

Judas Priest: a música de Bob Dylan que deu origem ao nome da bandaJudas Priest
A música de Bob Dylan que deu origem ao nome da banda


Judas Priest: Rob Halford lista 11 melhores filmes de terrorJudas Priest
Rob Halford lista 11 melhores filmes de terror

Judas Priest: dez músicas fantásticas que são pouco valorizadasJudas Priest
Dez músicas fantásticas que são pouco valorizadas


Há quem goste: As 10 bandas mais odiadas do universoHá quem goste
As 10 bandas mais odiadas do universo

Morreu Dormindo: as últimas horas de vida de Lemmy KilmisterMorreu Dormindo
As últimas horas de vida de Lemmy Kilmister


Sobre Thiago Coutinho

Formado em Jornalismo, 23 anos, fanático por Bruce Dickinson e seus comparsas no Maiden. O heavy metal surgiu na minha vida quando ouvi o vocalista da Donzela de Ferro em "Tears of the Dragon", em meados de 1994. Mas também aprecio a voz de pato bêbado do controverso Dave Mustaine, a simplicidade do Ramones, as melodias intrincadas do Helloween, a belíssima voz de Dio ou os gritos escabrosos de Rob Halford. A Whiplash apareceu em minha vida sem querer, acho que seus criadores são uns loucos amantes de rock e acredito que este seja o melhor site de rock do país, sem qualquer demagogia!

Mais matérias de Thiago Coutinho no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin