Terrorismo: músicos se separam de instrumentos

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Maurício Dehò, Fonte: Reuters
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 23/08/06. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Músicos que voam para a Grã-Bretanha ou partindo do país estão sendo obrigados a despachar seus instrumentos delicados e valiosos nos compartimentos de carga dos aviões. Uma orquestra norte-americana chegou a cancelar sua turnê após a adoção das novas medidas de segurança.

5000 acessosMetallica: Jason explica o baixo apagado de And Justice For All5000 acessosRock Progressivo: as 25 melhores músicas de todos os tempos

O Sindicato dos Músicos Britânicos disse na terça-feira que as novas regras adotadas este mês desde a descoberta de uma conspiração para explodir aviões voando entre a Grã-Bretanha e os EUA podem exercer "um impacto devastador".

"Muitos artistas que geram receita considerável trabalhando fora de seus países viram seu meio de subsistência em risco pelo fato de não poderem levar seus instrumentos a bordo como bagagem de mão", disse o secretário-geral assistente do sindicato, Horace Trubridge.

Ele disse que não é incomum que o custo de reposição de um instrumento seja superior a 30 mil libras (57 mil dólares).

A Orquestra St. Luke's, de Nova York, cancelou sua turnê britânica programada três dias após a descoberta da alegada conspiração. Outras, incluindo as orquestras de Filadélfia e do Minnesota, voaram, mas com alguma dificuldade.

Scott Chamberlain, porta-voz da Orquestra do Minnesota, disse que cerca de 20 músicos que normalmente teriam levado seus instrumentos como bagagem de mão, incluindo violinistas e violoncelistas, foram obrigados a despachá-los como bagagem.

"Pode ter havido alguma relutância, mas ao mesmo tempo houve uma aceitação a contragosto", disse ele.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias

MetallicaMetallica
Jason explica o baixo apagado de And Justice For All

Rock ProgressivoRock Progressivo
As 25 melhores músicas de todos os tempos

Em 25/09/1980Em 25/09/1980
John Bonham, do Led Zeppelin, morre após intoxicação

5000 acessosManowar: o dia em que a banda arregou pro Twisted Sister5000 acessosTotal Guitar: os melhores e piores covers da história5000 acessosCapas de álbuns: as mais obscuras e marcantes da história5000 acessosDimmu Borgir: não faz sentido usar jeans e camiseta branca5000 acessosIron Maiden: "O que você precisa saber está no palco!"5000 acessosHard Rock e Metal: os vinte discos mais vendidos nos EUA

Sobre Maurício Dehò

Nascido em 1986, é mais um "maidenmaníaco". Iniciou-se no metal ao som da chuva e dos sinos de "Black Sabbath", aos 11 anos, em Jundiaí/SP. Hoje morando em São Paulo, formou-se em jornalismo pela PUC e é repórter de esportes, sem deixar de lado o amor pela música (e tentando fazer dela um segundo emprego!). Desde meados de 2007, também colabora para a Roadie Crew. Tratando-se do duo rock/metal, é eclético, ouvindo do hard rock ao metal mais extremo: Maiden, Sabbath, Kiss, Bon Jovi, Sepultura, Dimmu Borgir, Megadeth, Slayer e muitas, muitas outras. E é de um quarteto básico que espera viver: jornalismo, esporte, música e amor (da eterna namorada Carol).

Mais matérias de Maurício Dehò no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online