Dave Murray: "nunca fizemos algo mais ou menos"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Rangel, Fonte: Blabbermouith
Enviar correções  |  Ver Acessos

Jed Gottlieb do site BostonHerald.com recentemente entrevistou o guitarrista do IRON MAIDEN, Dave Murray. Alguns trechos da conversa seguem abaixo:

Megadeth: Pepeu Gomes comenta convite para tocar na bandaSpike: os sete piores solos de guitarra

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre o contínuo sucesso comercial do IRON MAIDEN: "Toda banda é tão forte quanto o seu último trabalho. Nunca fizemos algo que fosse mais ou menos bom, e é por causa disso que ainda estamos gravando CDs e fazendo turnê. Tudo se baseia na força do material novo e nos shows ao vivo. Nós estamos num momento onde podemos fazer um show que sempre quisemos, com uma grande aparelhagem de som, efeitos de luzes e Eddies."

Sobre a formação da banda com três guitarras: "Isso possibilita a banda ser mais pesada em algumas partes e mais melódica em outras. Está funcionando muito bem. Não há frustrações, nós complementamos um ao outro como um time de futebol. Nós estamos aqui para fazer música e não para competir um com o outro."

Leia mais no BostonHerald.com.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Iron Maiden"Todas as matérias sobre "Dave Murray"


Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1983Heavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados em 1983

Bruce Dickinson: interpretando clássico do AC/DC em 1990Bruce Dickinson
Interpretando clássico do AC/DC em 1990


Megadeth: Pepeu Gomes comenta convite para tocar na bandaMegadeth
Pepeu Gomes comenta convite para tocar na banda

Spike: os sete piores solos de guitarraSpike
Os sete piores solos de guitarra


Sobre Vitor Rangel

Um carioca apaixonado pela boa música que no momento está cursando o 5º período de Publicidade na PUC-Rio. Teve seu primeiro contato com o rock ainda na infância, quando sua irmã colocava os discos de Iron Maiden e Pantera no toca-fitas de sua casa. Nos últimos anos, tem se dedicado inteiramente à música e à guitarra. Sua banda favorita é Metallica e também é fã incondicional de Zakk Wylde, Steve Vai e John Petrucci. Escuta de tudo um pouco, desde Madonna até Sepultura. Espera que um dia o Metallica ainda venha fazer um show no Brasil e não tem vergonha em dizer que chorou no show do Black Sabbath, em 2004, no Ozzfest.

Mais matérias de Vitor Rangel no Whiplash.Net.

adGoo336