Megadeth: mais comentários sobre novo álbum

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Rafael Tavares, Fonte: Brave Words, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 04/05/07. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

MydenRocks recentemente se encontrou com o frontman/fundador do MEGADETH, Dave Mustaine, para falar sobre o novo álbum da banda, "United Abominations".

3332 acessosMegadeth: cinco vezes onde a banda foi melhor que o Metallica5000 acessosGhost: Nergal revelou a identidade de Papa Emeritus II?

MydenRocks: Eu adoro a intensidade do novo CD. Essa intensidade veio naturalmente?

Dave Mustaine: Eu não fui gravar este disco com conceitos previamente criados. Eu só estava tão desapontado com a indústria fonográfica após o que houve com a Capitol e a Sanctuary Records. Depois de ter ido à Sanctuary, eu pensei "Hey, isso é diferente. Esses caras entendem. Eles são pessoas do metal. Meu Deus, eles empresariam o IRON MAIDEN." Isso acabou sendo mais das mesmas dificuldades que eu tive com a Capitol. Ambos selos tinham dificuldades com as músicas e problemas com as músicas que realmente não podiam ser resolvidos. Indo até a Roadrunner quando nós fomos para fazer este disco... até então tem sido... tem tido uns altos e baixos. Eu acho que muito disso é traduzido dentro da intensidade deste disco. Tinham coisas que estavam rolando em minha vida pessoal que até mesmo transcendiam as dificuldades de trabalhar com uma corporação. Quando você está tentando fazer algo como criar arte, a natureza da arte é muito não-corporativa. Você me entende? Eu não sou necessariamente anti-corporativo. Quando você tenta passar uma música para uma entidade corporativa, é meio que como tentar explicar um orgasmo para uma virgem. Ambos os lados têm diferentes pontos de vista. Você não pode fazer um artista pensar como uma corporação, mas é automaticamente pensado que você irá pensar como uma corporação por padrão. Então um pouco da energia do disco está lá porque houve basicamente a mesma síndrome que existiu o tempo todo em minha vida como um artista de gravações. Tem talbém algo refrescante lá que realmente me animou e felizmente para mim, toda a coisa burocrática está fora do caminho. O lado da arte está começando a aparecer. Eu estou muito empolgado pelo que o futuro reserva para mim com o selo e o que meu dom tem me dado para poder ser capaz de tocar guitarra e cantar.

MydenRocks: A música e o vocal surgiram mais facilmente para você agora?

Dave Mustaine: A música foi muito divertida de fazer pois eu simplesmente pensei "Ok, Dave. De longe você tem muito mais energia pra queimar do que as pessoas precisam ficar sabendo. Então é hora de mandar ver!" Eu realmente queria me desafiar. Haverão músicas boas que serão difíceis para eu tocar e cantar ao vivo. Espero que ninguém nunca queira ouvir alguma dessas músicas ao vivo! (risos) "Sleepwalker" foi um pouco difícil, no começo, pois foi uma daquelas músicas polirítmicas em relação às batidas baixas, upbeats, e vocais. Com a cadência e as linhas vocais, você quer crescer um pouquinho e mexer em algo aqui e alí. Entende o que eu digo? Isso é somente uma parte do meu estilo. Eu não tenho um impedimento de fala. Eu somente entro em um personagem quando canto. Algumas pessoas, quando tentam fazer isso, acaba saindo bem natural. Outras pessoas têm que entrar dentro de suas cabeças pra conseguirem isso. Algumas músicas, eu consigo fazer de um jeito e outras eu faço da meneira descrita nas letras. No fim das contas, "Sleepwalker" é mais tranquila agora. Mas, 6 meses depois eu ainda estou tendo problemas com "Washington Is Next!"

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

MegadethMegadeth
Cinco vezes onde a banda foi melhor que o Metallica

3044 acessosHeavy Metal: os 10 melhores riffs dos anos noventa504 acessosMarty Friedman: ouça "Miracle", single do novo álbum solo3507 acessosMetallica: e se James Hetfield cantasse no Megadeth?0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Megadeth"

MegadethMegadeth
Jeff Young acusa Dave Mustaine de ser um mentiroso

Dave MustaineDave Mustaine
Preocupado com a morte depois de Jeff Hanneman

Parcerias BrilhantesParcerias Brilhantes
Duplas que marcaram história

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Megadeth"

GhostGhost
Nergal revela a identidade de Papa Emeritus II?

SlipknotSlipknot
"Pastor" detecta mensagens subliminares nas capas

No alto do casteloNo alto do castelo
As diferenças entre os diferentes estilos de rock e metal

5000 acessosDinheiro não é tudo mas ajuda: 5 Rock Stars que nasceram ricos5000 acessosFotos de Infância: Steven Tyler, do Aerosmith5000 acessosSlayer: Tom Araya revela seus ídolos do baixo5000 acessosHeavy Metal: os 10 maiores hinos de todos os tempos5000 acessosNu-Metal: as quarenta melhores músicas do estilo4659 acessosMastodon: "Percebemos que os vocais são o ponto fraco da banda"

Sobre Rafael Tavares

Nascido em 1987, descobri o rock and roll já cedo, aos 6 anos de idade, quando ouvi "I Don't Care About You" com o Guns N' Roses em algum momento de 1993. De lá pra cá minha paixão pela música pesada e, especialmente pelo Guns N' Roses (que estará para sempre marcado em minha pele, alma e coração) cresceu exponencialmente. Sebastian Bach me fez querer virar cantor e o resto é história. Produtor fonográfico, formado em Letras e professor. Tão diversificado quanto o Rock and Roll, essa é minha vida, esse é meu clube. =D

Mais informações sobre Rafael Tavares

Mais matérias de Rafael Tavares no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online