Queen + Paul Rodgers em exclusiva ao Brasil

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Fonte: QueenBrazil
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 19/07/07. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?


O QUEEN + PAUL RODGERS é uma das principais atrações da nova edição da Roadie Crew (Nº 102). Em entrevista exclusiva ao Brasil, o vocalista Paul Rodgers falou de sua carreira, de suas bandas FREE, BAD COMPANY, THE FIRM, e é claro, de QUEEN, Freddie Mercury, Brian May, Roger Taylor, e John Deacon. Separamos alguns trechos da matéria intitulada "A voz de Free e Bad Company saúda Freddie Mercury" e os disponibilizamos aqui, logo a seguir, com a autorização do autor, o redator Thiago Sarkis.
809 acessosThe Jungle of RnR: 20 Grandes Shows de Rock do Rock In Rio Brasil5000 acessosDave Mustaine: "há bandas cujo nome me ofende"


Quando surgiu a idéia para essa parceria entre você, Roger Taylor, e Brian May?

Paul Rodgers: A idéia surgiu quando eu e o Queen tocamos ao vivo em um programa de TV da Inglaterra. Eles não tinham vocalista, e eu estava sem banda. Então, combinamos que eles me acompanhariam em "All Right Now", e eu cantaria "We Will Rock You" e "We Are The Champions". Aquela foi a primeira vez que nos apresentamos juntos. Gostamos tanto que pensamos em repetir a dose. O resultado daquele "repetir a dose" foi uma turnê de dois anos (risos).

Apesar do nome Queen + Paul Rodgers, o qual denota respeito tanto aos fãs quanto a Freddie Mercury, a verdade é que você é o atual vocalista do Queen. Isso lhe gerou alguma tensão ou pressão?

Paul Rodgers: Senti uma grande pressão no início, é inegável. A verdade é que, quando conversamos sobre este projeto, Brian sugeriu que dividíssemos o set list igualmente com o que escrevemos no decorrer de nossas carreiras (N.R.: 50% de material de Bad Company e Free, e 50% do Queen). No entanto, como eles não tocavam nem gravavam oficialmente há muitos anos, chegamos à conclusão de que o melhor seria nos focarmos no material do Queen. Isso obviamente provocou tensão e colocou um foco maior sobre mim. No entanto, o público nos recebeu muito bem e, às vezes, cantava as músicas tão alto que mal podíamos nos escutar (risos).


O que você procurou fazer nos palcos tendo em mente que interpretava músicas originalmente gravadas por um ídolo da dimensão de Freddie Mercury?

Paul Rodgers: A primeira coisa que busquei firmar em minha mente desde que oficializamos o projeto é de que não há substituto para Freddie Mercury. Pensando nisto, não tentei soar como ele, ou fazer qualquer coisa desse tipo. Simplesmente procurei ser eu mesmo.

A sua relação com a música do Queen e, principalmente, com os vocais de Freddie Mercury, mudou após o Queen + Paul Rodgers?

Paul Rodgers: Definitivamente. Antigamente, eu escutava Queen e ficava impressionado com o nível técnico dos músicos, e a qualidade das composições, produções, e performances. No entanto, quando ouvi as músicas recentemente, mais fatores maravilhosos surgiram. Freddie é um artista fabuloso, e a honestidade nas interpretações dele é fora do comum. Várias atuações dele hoje me encantam mais do que faziam antigamente.


No decorrer das quatro páginas da Roadie Crew dedicadas ao Queen + Paul Rodgers, o vocalista comenta ainda sobre o atual trabalho da banda em estúdio compondo novas músicas, a sensação de cantar "Bohemian Rhapsody" durante a turnê em 'dueto com Freddie Mercury', a polêmica que cercou por anos a execução de "Bohemian Rhapsody" ao vivo devido ao controverso uso de playbacks e outros artíficios, os planos para o futuro, a admiração e idolatria de Freddie Mercury e do Queen pelas músicas e álbuns do Free, e a recusa de John Deacon em participar do projeto.

Nota QueenBrazil.com: Em breve no QueenBrazil.com todos os "Behind The Scenes" da entrevista contados pelo redator Thiago Sarkis. A matéria completa você encontra nas melhores bancas do Brasil na revista Roadie Crew nº 102.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

QueenQueen
Brian May conta qual é a música mais "punk" da banda

809 acessosThe Jungle of RnR: 20 Grandes Shows de Rock do Rock In Rio Brasil763 acessosQueen: trailer do novo "News Of The World" mostra cenas inéditas1063 acessosQueen: tem material clássico inédito vindo por aí!0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Queen"

QueenQueen
A genialidade de Brian May

LoudwireLoudwire
10 álbuns pesados dos 70's que não são do Black Sabbath

QueenQueen
As 10 melhores composições de Brian May, segundo a Classic Rock

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Queen"0 acessosTodas as matérias sobre "Bad Company"0 acessosTodas as matérias sobre "Free"

Dave MustaineDave Mustaine
"Há bandas cujo nome me ofende"

KissKiss
"Rock não tem segredos! É trabalho para otários!"

ExcessosExcessos
Como os rockstars gastam os seus milhões

5000 acessosMotorhead: Lemmy conta seu segredo com as mulheres5000 acessosRolling Stone: as melhores músicas com mais de sete minutos5000 acessosMetallica: Jason explica o baixo apagado de And Justice For All5000 acessosDazed & Confused: Um despretensioso filme alçado a status de cult5000 acessosRed Hot Chili Peppers: Novas músicas são tão boas quanto antigas5000 acessosSeparados no nascimento: Cazuza e Lauro Corona

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online