Mustaine: "Músicos devem ficar longe da política?"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Silvio Somer, Fonte: The American Spectator, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Shawn Macomber do The American Spectator conduziu em julho de 2007 uma entrevista com Dave Mustaine, líder do MEGADETH.

3334 acessosMegadeth: cinco vezes onde a banda foi melhor que o Metallica5000 acessosGuitar World: revista elege os 50 guitarristas mais rápidos

Sobre as Nações Unidas:

"Tenho certeza de que as Nações Unidas fazem coisas boas. Quero dizer, eles têm algumas das mais belas mulheres do mundo empurrando arroz em Darfur. Mas essa é a ironia de tudo isso. Eles mandam aqueles C130s para lá cheios de mantimentos, largam e... os rebeldes pegam. Eles deveriam entregar do jeito que deveriam entregar. Quanto bem eles fazem quando vai para os maus? E também há as alegações de mulheres e crianças sendo estupradas pelos pacifistas na África - na primeira vez que isso acontece é um crime, na segunda vez isso já é uma imitação terrivelmente degradante."

"Por que é que o Michael Moore não faz uma devassa na ONU? Quando vejo a Síria no Conselho de Segurança [em 2002-2003] devo me sentir seguro? Isso é loucura... Eles simplesmente confiam na UNICEF, essa coisa boa que eles estão fazendo, para encobrir todas as coisas que eles não estão fazendo, para resguarda-los das opiniões contrárias. Não estou impressionado. Por quanto tempo eles ficarão sentados assistindo o Hezbollah bombardeando Katyusha em Israel a partir do Líbano? Esta é uma pergunta que eu gostaria que fosse respondida."

Sobre músicos tornando públicas seus pontos de vista políticos:

"As pessoas dizem que os músicos deveriam ficar longe da política, e eu concordo. Mas eu também sou um cidadão. Eu amo o meu país. Quando fui enviado para a cobertura da Convenção Democrática Nacional [1992] para a MTV eu andei como um americano respeitável que, casualmente, estava no mundo da música em vez de alguns desses idiotas com uma camiseta dizendo 'F--a-se o Nosso Presidente.'

"Em vários sentidos isso não importa. Nem dá pra dizer quão condescendente John Kerry me olhou quando fui entrevista-lo na convenção em 1992 ou como Oliver Stone me tratou. Eu pensei, 'Quer saber de uma coisa? Não se deixe enganar pelo cabelo, caras.'"

Sobre a abordagem das letras do MEGADETH:

"Tive companheiros de gravadora quando eu estava na Capitol, como o POISON, que tinham músicas tipo 'Talk Dirty To Me' [Fale Sacanagem Comigo]. Isso nunca me chamou muito a atenção. Eu queria fazer algo que era um pouco mais profundo, mesmo que não quisesse realmente um bando de acusadores na primeira fila."

Leia a entrevista completa no link abaixo.

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 24 de agosto de 2014

MegadethMegadeth
Cinco vezes onde a banda foi melhor que o Metallica

3045 acessosHeavy Metal: os 10 melhores riffs dos anos noventa504 acessosMarty Friedman: ouça "Miracle", single do novo álbum solo3507 acessosMetallica: e se James Hetfield cantasse no Megadeth?0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Megadeth"

MegatallicaMegatallica
Mashup do Iron Maiden com Judas Priest

Kiko LoureiroKiko Loureiro
Mustaine deixou ele dar palpites no novo disco?

MegadethMegadeth
As 10 melhores faixas segundo o Loudwire

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Megadeth"

Guitar WorldGuitar World
Os 50 guitarristas mais rápidos de todos os tempos

ExcessosExcessos
Como os rockstars gastam os seus milhões

Axl RoseAxl Rose
A primeira ficha policial aos 18 anos

5000 acessosAs tatuagens de Rob Halford5000 acessosSeparados no nascimento: Ritchie Blackmore e Mr. Bean5000 acessosSeparados no nascimento: Joe Satriani e Lord Voldemort5000 acessosFoo Fighters: Hawkins detestou ser filmado em Sonic Highways5000 acessosSlash: cirurgia cardíaca antes do show com Michael Jackson4886 acessosMetal e Literatura: 10 livros e sua trilha sonora

Sobre Silvio Somer

Inicialmente meu gosto musical foi marcado por bandas como Black Sabbath, Iron Maiden e Deep Purple, mas o que revolucionou minha forma de perceber a música foi a primeira vez em que ouvi o álbum "2112" do Rush, embora eu já conhecesse algumas músicas da banda, foram os acordes de "Overture" que colocaram tudo em uma nova perspectiva. Foi assim que aos 14 anos de idade coloquei o mundo que me cercava em cheque. Meu gosto por literatura, então, encontrou sua contra-parte de forma bastante harmônica e ambos são essenciais em minha vida. Atualmente moro em Florianópolis e estudo piano e faço o curso de letras. "We've taken care of everything / The words you hear the songs you sing".

Mais informações sobre Silvio Somer

Mais matérias de Silvio Somer no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online