Joey DeMaio fala de recorde no Guinness e Oasis

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Thiago Sarkis, Fonte: Roadie Crew
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 29/08/07. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Joey DeMaio e Eric Adams, respectivamente baixista e vocalista do MANOWAR, concederam entrevista à revista Roadie Crew (No. 103, capa: Max Cavalera), na qual falaram, dentre outras coisas, do recorde que detinham no Guinness Book, e da polêmica que ele gerou quando comentado por Liam Gallagher do OASIS. Confira alguns trechos.

1607 acessosManowar, Joan Jett e outros: gravando Rap antes do New Metal?5000 acessosSexo e Rock and Roll: músicas com conotação sexual

O que representou para o grupo aquele lugar no livro dos recordes e quais são as lembranças daquela turnê do álbum Sign Of The Hammer (1984)?


Eric Adams: Havíamos lançado dois álbuns em 1984, e aquele foi um ano de muitas atividades para nós. Tínhamos bastante material inédito para apresentar ao vivo e a fama do Manowar por seus shows foi crescendo por toda a Europa e o mundo. Aí veio aquilo que lhe dissemos anteriormente, sobre a vontade e o poder de realizar coisas que nenhum outro grupo consegue fazer. Então confirmamos nossa reputação da banda que toca mais alto no planeta em Hanover na Alemanha frente a todas as pessoas que coordenam e organizam o Guinness Book. Elas testemunharam o recorde quebrado, registraram e o publicaram no livro. Alguns idiotas contestaram e ainda hoje duvidam daquilo. Porém, não se discute com 130 decibéis (risos).

129.5 mais exatamente, não?

Joey DeMaio: Isso. Para os caras do Guinness aquilo foi algo impressionante. Nós, no entanto, sempre tocamos assim, e nossos fãs também não se surpreenderam. O Manowar é essa muralha de Heavy Metal inigualável.

Eric Adams: Porém, atualmente maneiramos um pouco com isso, por leis, e porque realmente àquele ponto ficava até perigoso para a saúde das pessoas. É interessante ver como este recorde marcou época e é tão lembrado até hoje.

Joey DeMaio: Lembrado até por quem não devia. Sempre tem um músico infeliz fazendo comentários sobre isso.


Você se refere ao vocalista do Oasis, Liam Gallagher, que afirmou que este posto era da banda dele, certo?

Joey DeMaio: Sim, mais um idiota que tentou ofender o Manowar e os nossos fãs. Quero mais é que ele se foda com sua bandinha de merda.

Eric Adams: Falar que o Oasis é a banda que toca mais alto no mundo só pode ser uma piada. Ele disse isso? Eu nem vi. Não presto atenção ao que poseurs dizem.

Joey DeMaio: Dane-se esse lixo. Quero vê-lo sair vivo depois de dizer isso na frente dos fãs do Manowar no Brasil. (N. do E.: os guitarristas Laurent Barnard e Stephen Carter do Gallows, banda britânica de Punk Rock, quebraram este recorde no final de junho de 2007, atingindo 132.5 decibéis. Porém, o Guinness Book adotou a política de não listar mais esta categoria a fim de evitar influenciar danos à audição).


No decorrer de quatro páginas, Eric Adams e Joey DeMaio falaram minuciosamente sobre o EP "The Sons Of Odin", o novo CD "Gods Of War" e o futuro da saga nele iniciada, o trabalho com a orquestra filarmônica Bohuslav Martinu Philharmonic Orchestra e o coral BRNO Philharmonic Choir & Masaryk University Choir, ambos da República Tcheca, o contato com o ator Christopher Lee, o DVD "The Absolute Power", e os DVDs da série "Hell On Earth". Além disso, comentaram e relembraram "Hail To England" (1984), "The Triumph Of Steel" (1992), "Warriors Of The World" (2002), a histórica reunião ao vivo com David Shankle, Ross ‘The Boss’, Ronnie Hamzik e ‘Rhino’ Edwards, e as perspectivas para a próxima visita da banda ao Brasil.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Manowar, Joan Jett e outrosManowar, Joan Jett e outros
Gravando Rap antes do New Metal?

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Manowar"

Heavy MetalHeavy Metal
Quais as 10 melhores vozes da história?

Humor involuntárioHumor involuntário
As resenhas de discos da Rock Brigade na década de 80

Top 10Top 10
Os mais influentes álbuns de Metal Tradicional

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Brigas"0 acessosTodas as matérias sobre "Manowar"

Sexo e RockSexo e Rock
Músicas com conotação sexual

EuropeEurope
Toco de Lemmy, pito de Freddie, mijada com Axl Rose

Álbuns ao vivoÁlbuns ao vivo
10 grandes registros da história do rock

5000 acessosCorey Taylor: sonhando com sexo grupal com Lita Ford e Doro Pesch5000 acessosAngra e Detonator: "Sem nenhuma dúvida, esse cara comprou a mídia!"5000 acessosAskmen.com: site elege as dez melhores músicas do Nirvana5000 acessosIron Maiden: crianças cantam "Flight Of Icarus" em campanha5000 acessosDuff McKagan: o momento da virada em 19945000 acessosAsia: o nome de disco que gera duplo sentido

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.

Mais matérias de Thiago Sarkis no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online