Motörhead homenageia guitarrista do Girlschool

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por César Enéas Guerreiro, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 01/08/07. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

O MOTÖRHEAD divulgou a seguinte mensagem:

“É com extrema tristeza que informamos a vocês que Kelly Johnson, guitarrista solo original do GIRLSCHOOL, faleceu na noite de domingo, 15 de julho. Ela sofria de câncer na coluna vertebral havia seis anos”.

815 acessosStar Wars: cosplay funde Lemmy Kilmister a Stormtrooper5000 acessosMetallica: conheça a Miss gaúcha que ganhou um M&G com a banda

“Depois de se juntar ao GIRLSCHOOL em 1978, Kelly fez parte do line-up clássico, juntamente com Kim McAuliffe (guitarra base, vocais), Enid Williams (baixo, vocais) e Denise Dufort (bateria). A banda foi uma das mais importantes do movimento conhecido como New Wave of British Heavy Metal (NWOBHM), iniciando com o lançamento de seu álbum de estréia, 'Demolition' (1980) e continuando com 'Hit 'n' Run' (1981) e 'Screaming Blue Murder' (1982). A participação de Kelly também foi importante quando o GIRLSCHOOL colaborou com o MOTÖRHEAD sob o nome de HEADGIRL para o EP 'St. Valentine's Day Massacre'. As duas bandas participaram da faixa 'Please Don't Touch' e fizeram covers umas das outras: GIRLSCHOOL escolheu 'Bomber' e o MOTÖRHEAD escolheu 'Emergency'”.

“Kelly deixou o GIRLSCHOOL pela primeira vez em 1984 depois de gravar o quarto álbum da banda, 'Play Dirty', para viver em Los Angeles nos dez anos seguintes. Ela retornou à banda em 1993 e voltou a morar no Reino Unido. Em 2000, ela decidiu largar a música de uma vez por todas depois de gravar seu último álbum com o GIRLSCHOOL, 'Not That Innocent: 21st Anniversary' (2001), embora tenha sempre mantido uma forte amizade com a banda”.

“Todos nós sentiremos muita saudade de Kelly Johnson (RIP). Nossas sinceras condolências à sua família e a seus amigos”.

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Phil AnselmoPhil Anselmo
Lemmy sentia dor mas não queria deixar o palco

815 acessosStar Wars: cosplay funde Lemmy Kilmister a Stormtrooper1238 acessosMotorhead: album solo de Lemmy a ser lançado ainda este ano0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Motorhead"

Dave MustaineDave Mustaine
Os dez álbuns que mudaram a sua vida

LemmyLemmy
O Motley Crüe era mais foda que muitas bandas de Metal

MotörheadMotörhead
Existe alguém que pareça mais malvado que Lemmy?

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Girlschool"0 acessosTodas as matérias sobre "Motorhead"

MetallicaMetallica
Conheça a Miss gaúcha que ganhou M&G com a banda

Iron MaidenIron Maiden
Sobre o que fala a música "The Trooper"?

GuitarrasGuitarras
As 10 melhores guitarristas de todos os tempos

5000 acessosHeavy Metal: os vinte melhores álbuns da década de 805000 acessosTradução - Iron Maiden - Iron Maiden5000 acessosGrand Funk Railroad: A Maior Potência do Hard Norte-Americano5000 acessosAxl Rose: o processo contra a Activison por causa de Slash4260 acessosChildren Of Bodom: Alexi não se atreveria a tocar Dire Straits5000 acessosIgor Cavalera: Max e eu acreditamos que o Sepultura não faz mais sentido

Sobre César Enéas Guerreiro

Nascido em 1970, formado em Letras pela USP e tradutor. Começou a gostar de metal em 1983, quando o KISS veio pela primeira vez ao Brasil. Depois vieram Iron, Scorpions, Twisted Sister... Sua paixão é a música extrema, principalmente a do Slayer e do inesquecível Death. Se encheu de orgulho quando ouviu o filho cantarolar "Smoke on the water, fire in the sky...".

Mais informações sobre César Enéas Guerreiro

Mais matérias de César Enéas Guerreiro no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online