Pleiades comemora 2 anos ao lado de Andre Matos em BH

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Francisco Penteado
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 15/10/07. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

(Press-release)

A Pleiades, formada por adolescentes, tem reconhecimento de artistas renomados no mundo do rock. A banda está completando dois anos de estrada e vai tocar no show de lançamento do novo CD de Andre Matos, dia 03 de novembro, no Armazzém 841 em Belo Horizonte. Um dos mais esperados do ano, o evento terá outras duas atrações: Silvercrow e Mindflow.

1746 acessosAngra: Os primórdios de Angel's Cry antes da Demo Reaching Horizons5000 acessosRafael Serrante: Ele invadiu o palco do Maiden no Rock In Rio

Com atitude e personalidade, Cynthia Mara, de 15 anos (vocal), André Mendonça, de 11 (guitarra), Marcos Garcia, de 14 (baixo e teclado), e André Bastos, de 17 anos (bateria), integram a banda de rock mineira. Com pouca idade, muita competência, um rock direto, pesado e um som eletrizante, os garotos da Pleiades vêm chamando a atenção de músicos de peso no rock nacional e internacional. Um deles é o músico brasileiro Sérgio Dias, fundador dos Mutantes, reconhecido internacionalmente e que deu esta declaração: “Amei! Grande rock and roll, cru com teclado e baixo muito fortes”, disse.

Um pouco de história

A Pleiades foi criada em outubro de 2005, em Belo Horizonte. A idéia partiu do guitarrista André Mendonça, na época com apenas 9 anos. Apaixonado por música, principalmente pelo rock pesado, o garoto pediu ao pai, Francisco, para formar um grupo. O pai tocaria teclado; a mãe, gaita, e a irmã, baixo. Francisco disse ao filho que o ideal seria uma banda com meninos da sua idade e propôs para a escola de música em que os integrantes da banda estudavam, a formação de uma banda de rock composta por crianças.

Inicialmente, o grupo optou por tocar e interpretar músicas de ídolos como Metallica, AC/DC, Kiss, Ramones, Joe Satrianni, Deep Purple, entre outros nomes do rock. Hoje, a banda já possui músicas próprias como ‘Freedom’; ‘Mesmo que seja normal’; ‘Nobody buys me earings’; ‘Demons and snakes’ e ‘Mirror’. “Não estamos brincando de cantar. Somos profissionais. Mesmo com pouca idade já nos sentimos maduros e preparados para conquistar um lugar no mundo do rock”, comenta o mais velho do grupo, o baterista André Bastos.

A banda estreou profissionalmente em abril de 2006 no evento mineiro ‘Domingo no Rock’ e, logo em seguida, tocou para um público de 1,5 mil pessoas no ‘Camping Rock’ – um dos maiores festivais do gênero de Minas Gerais. Hoje, com quase dois anos de formação, o grupo reúne mais de 60 apresentações entre Minas Gerais, São Paulo e Brasília. A Pleiades ainda fez a abertura do show do Deep Purple em BH, em 2006, e tocou ao lado das bandas Sepultura, Steppenwolf e de outros nomes de peso da música.

Em 2007, a Pleiades entrou em nova fase de planejamento e terminou a gravação de seu primeiro single, produzido pelo músico Cláudio David, fundador da banda Overdose, e lançado no dia 13 de julho. Nas comemorações do Dia Mundial do Rock várias rádios do país executaram a música. Paralelamente a esse projeto, a banda continua a se apresentar em shows e festivais pelo país. Atualmente, está produzindo novas composições para o primeiro CD, com previsão de lançamento no primeiro semestre de 2008.

Rádio BBC de Londres

O grupo mineiro também é sucesso internacional. Em novembro de 2006, ficou em nono lugar no concurso rádio da BBC de Londres, The Next Big Thing - a busca pela maior banda jovem do mundo -, com a música ‘Mesmo que seja normal’. Os garotos de Belo Horizonte concorreram com 1.100 grupos independentes, de 34 países e com idades de até 18 anos.

“A Pleiades revela um som novo, cru, com uma estonteante fúria que é puramente cativante para os ouvintes. Com uma aura rápida, barulhenta guitarra, vocal enérgico e tempos encorpados e agressivos, o grupo demonstra uma mescla um tanto louca que está muito além dos músicos de suas idades e, definitivamente, muito, muito, muito além de sua vivência”, disse um dos jurados do concurso, o VJ Bernie, da MTV Ásia. A mesma opinião é compartilhada pela jornalista inglesa especializada em música, Miranda Sawyer: “A Pleiades é mais energia que todas as outras bandas juntas”.

Pleiades e grandes nomes do rock: Deep Purple, Sepultura, Steppenwolf, Dr. Sin

Em dezembro de 2006, a banda fez a abertura do show do Deep Purple em solo mineiro. Cerca de 4 mil pessoas assistiram aos garotos que apresentaram, além de sucessos que consagraram o rock, duas músicas próprias: ‘Freedom’ e ‘Mesmo que seja normal’. Em janeiro de 2007, a banda agitou 3 mil paulistanos no encontro de motociclistas ‘Ibira Moto Point’, realizado no estacionamento do Ginásio do Ibirapuera, em seu primeiro show na capital paulista.

Em 26 de maio de 2006, se apresentou ao lado do maior grupo de rock brasileiro, reconhecido mundialmente, o Sepultura, na 9ª edição do festival Roça’n’ Roll, em Varginha, no Sul de Minas – considerado pela crítica especializada como um dos maiores eventos de rock do interior do Brasil. A Pleiades agitou um público estimado em 4,5 mil pessoas. “Dividir o palco com o Sepultura foi a realização de um sonho antigo da banda”, diz André Mendonça, que durante o show descobriu que sua guitarra pertenceu a Andreas Kisser, guitarrista do Sepultura.

Em 8 de setembro de 2007, foi a vez da Pleiades se apresentar ao lado de outros nomes consagrados do rock. Ela foi convidada a tocar no Brasília Music Festival Moto em Brasília ao lado das bandas Steppenwolf, Dr. Sin, Velhas Virgens e Frejat.

Serviço
Show da Pleiades com André Matos
Data / horário: dia 03 de novembro, às 20h
Local: Armazém 841
Endereço: Avenida dos Andradas, 841, Centro – BH / MG
Informações: (31) 3224-1069 e no email armazzenpress@gmail.com
Informações sobre a banda: www.pleiades.art.br
email- arizza.produtora@gmail.com.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

AngraAngra
Banda reage à tragédia com Adrenaline Mob

1746 acessosAngra: Os primórdios de Angel's Cry antes da Demo Reaching Horizons908 acessosAngra: mais um vídeo das gravações do novo álbum1874 acessosBlind Guardian e Rhapsody: Como seria Hansi e Lione cantando juntos?2628 acessosAngra: Uma rara versão acústica de "Carry On" com Andre Matos0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Angra"

AngraAngra
Rafael Bittencourt fala de racismo, carnaval e Megadeth

MegadethMegadeth
Por que essa é a melhor formação de todos os tempos?

Edu FalaschiEdu Falaschi
O fax com convite de seleção para o Iron Maiden

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Pleiades"0 acessosTodas as matérias sobre "Andre Matos"0 acessosTodas as matérias sobre "Angra"

Collectors RoomCollectors Room
Conheça o sujeito que invadiu o palco do Maiden no Rock In Rio

Thrash MetalThrash Metal
20 bandas brasileiras de qualidade inquestionável

VocalistasVocalistas
Belíssimos timbres de alguns cantores de rock

5000 acessosEurope: toco de Lemmy, pito de Freddie, mijada com Axl Rose5000 acessosPunk: 10 músicos que são mais ricos do que você pensa5000 acessosMetallica: Lars é um bom baterista? Mike Portnoy explica5000 acessosPizza: como ser True-Metal-From-Hell na hora de pedir uma5000 acessosDave Lombardo: "não gosto que falem merda sobre Lars"5000 acessosMegadeth: "Dystopia" não seria tão bom com Menza e Friedman

Sobre Francisco Penteado

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online