Toccata Magna: nota de ex-integrante sobre saída

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Ricardo Campos
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 09/02/08. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Recebemos o seguinte comunicado de Fabiano Muller, ex-TOCCATA MAGNA, sobre sua saída do grupo:

Após pouco mais de um ano de minha saída da Toccata Magna, banda da qual eu fui fundador e principal compositor no único trabalho da banda até agora ("Incognite Soul" - 2005) resolvi por bem dar uma satisfação aos fans de meu trabalho na respectiva banda, a respeito de minha saída.

5000 acessosCrianças: veja como cresceram as de "Nevermind", "War" e outras5000 acessosMetallica: prejudicando as finanças da Igreja Universal

Inicialmente gostaria de frisar que até então permaneci em silêncio por julgar não ser o momento oportuno até agora.

Queria expressar todo o respeito pelos fans da banda e um muito obrigado a todos que apoiaram nossa trajetória nesse período em que lá estive, afinal, quem está no Heavy Metal sabe que na verdade, o grande pagamento por tudo quem dá são os fans com seu carinho e admiração.

A Toccata Magna foi um projeto idealizado inicialmente pelo meu amigo Ricardo Duran que chegou até mim para transformarmos um sonho que tínhamos na adolescência em realidade, o que de fato ocorreu em parte, tivemos uma trajetória difícil, porém meteórica. Iniciamos os trabalhos de divulgação de uma demo em setembro de 2002 fazendo um show para 100 pessoas e exatamente 3 anos após estávamos divulgando nosso álbum em festivais como BMU e Live N Louder para 10 mil pessoas, tivemos ótima aceitação e críticas muito boas, conseguimos algo muito complicado nos dias atuais, uma identidade musical. Nisso tudo as pessoas devem estar se perguntando, mas porque então saí da banda?

Infelizmente como meu colega já citou em carta anterior, em uma banda ocorrem vários desgastes, existem choques e coisas do tipo, entre esses choques por incrivel que possa parecer, estava a falta de aceitação por parte do grupo que hoje permanece (2 integrantes na verdade) das misturas com música andina, era muito complicada a situação também nesse sentido. As decisões estavam tão descentralizadas que tudo parecia ser um problema, coisas como democracia se confundiam com ditadura da maioria, e a banda estava estagnada em 2006, para se ter uma idéia havíamos feito apenas um show naquele ano, sendo que sai em novembro da banda.

Minha concepção de grupo já não fechava com os demais, exceto com o Ricardo Duran. Não saíamos, não nos divertíamos, enfim, a banda era um desgaste só, juntamente a isso conflitos pessoais entre integrantes e tal, sendo inclusive comigo alguns deles, problemas muito mal resolvidos entre as pessoas e coisas dessa ordem.

Baseado nisso tudo a tecladista da banda que há tempos não se decidia se ficava ou se saia resolveu sair, fizemos duas reuniões após isso, onde mesmo eu sendo o fundador, tendo composto 80% do disco (eu compunha a parte musical e o Ricardo Duran as letras, sendo que ele ajudava também na parte musical) fiquei em minoria em meio a essas confusões e desgastes, e como nunca havia me preocupado com a questão legal da coisa (registrar a banda como empresa e ter parte ao menos no nome do grupo) fui convidado a me retirar, foi quando o Ricardo Duran, por questões dele, também resolveu sair. Na época fiquei chateado, em termos, confesso.

Queria agradecer por todos os fans que me apoiaram e dizer que adorei cada momento que estive em contato com vocês pelos palcos da vida, se antes não escrevi nada é porque não queria que as coisas soassem como mágoa, pois na verdade não guardo nenhuma, hoje estou em outra banda o Tierramystica onde as relações são completamente diferentes, e o alto astral é o ponto chave do grupo.

Infelizmente não pude postar sequer uma despedida na comunidade do orkut na época, até para amenizar a situação dos fans que reclamavam muito de minha saída, pedindo inclusive que a banda acabasse. Puseram minhas músicas para download gratuito sem minha autorização e coisas do tipo.

Infelizmente as coisas foram por esse caminho com a Toccata Magna, espero sinceramente que possam dar continuidade ao projeto com os novos integrantes e que façam bom uso de minhas composições.

De final não tão feliz na Toccata surgiu um recomeço extremamente ao inverso com o Tierramystica, onde como já citei acima o alto astral juntamente com o metal e ritmos latino americanos são o ponto chave da banda.

Para finalizar gostaria mais uma vez de agradecer a todos os fans que apoiaram minha carreira até agora e dizer que estamos bem próximos de um reencontro pois o Tierramystica iniciará uma tour de divulgaçao que inclui Uruguai, Argentina e regiao Sul do Brasil. Convido a todos a ouvirem nosso primeiro registro, ele foi feito com coração, alma e honestidade e ingressarem em nossa comunidade no orkut (links abaixo). Um grande abraço a todos e um gigantesco muito obrigado!!!

Fabiano Muller - Tierramystica

Contatos: tierramystica@hotmail.com
My space: www.myspace.com/tierramystica
Orkut: www.orkut.com/Community.aspx?cmm=31334815

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Toccata Magna"

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Toccata Magna"

CriançasCrianças
Como cresceram as de "Nevermind", "War" e outras

MetallicaMetallica
Prejudicando as finanças da Igreja Universal

Collectors RoomCollectors Room
Uma das maiores coleções sobre o Queen está no Brasil

5000 acessosU2: as 10 melhores músicas de todos os tempos da banda5000 acessosMarilyn Manson: é do cantor o vídeo mais assustador5000 acessosLemmy Kilmister: A vida dele fazia Keith Richards parecer uma menininha3694 acessosVídeo: A mais brutal bateria natalina do ano5000 acessosLed Zeppelin: sexo explícito na entrega de discos de ouro em 19735000 acessosEddie Van Halen: "Eruption foi um acidente"

Sobre Ricardo Campos

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online