Ron Thal: "Eu toquei em todos os solos da nova música"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Alvaro Augsten, Fonte: GunnersBrasil
Enviar Correções  

(Publicado originalmente no www.perfectcrimegnr.com)

Ron Thal deu uma entrevista para a revista Rock Brigade recentemente onde, dentre outros assuntos, ele falou sobre a nova música do GUNS N' ROSES que está no jogo Rock Band 2, "Shackler's Revenge", conforme segue no trecho abaixo:

Como foi gravar "Shackler's Revenge"? Você tocou o solo (com sua fretless), alguma base no pré-refrão e a fritada no final, certo?

"Se eu me lembro direito (mal me lembro de alguma coisa há mais de cinco minutos atrás, haha) foi uma das primeiras músicas nas quais trabalhamos. Eu toquei todos os solos - o solo fretless seguido pelo solo com guitarra normal, o negócio do tapping e os bends sobre isso - e também as bases durante a música com todo os riffs nelas".

publicidade

O que você acha da música?

"Eu gosto da energia e do groove, os vocais realmente te pegam. Eu não acho que é o que as pessoas esperavam, como provar algo pela primeira vez... Leva um segundo para pegar a informação e entendê-la, então você tem que provar de novo e então você começa a conhecer o que está provando, tentando definí-la, e então percebe se você gosta ou não. É como você sabe que é algo único, não a sua rotineira... galinha no jantar (chicken dinner)".

publicidade

A música é o primeiro single? Ela estará disponível para download oficalmente?

"Nós temos que ver o que o empresário acha que é o melhor caminho para seguir com tudo aquilo..."

Você já leu algum review da música?

"Essa coisa aprisiona seu cérebro, haha. Música é pessoal, é diferente para cada um que a escuta. Alguns irão amar a música, outros não, alguns são muito tendenciosos para serem objetivos. Haverá pessoas que acham que o nome de uma banda deveria ter uma definição sobre como a música deveria soar. Eu não concordo. Eu sou um fã dos Beatles. O que eu amo nos Beatles é como eles cresceram e evoluíram - se você escutar a 'I Wanna Hold Your Hand' e então escutar 'I Dig a Pony', você nunca iria saber que é a mesma banda. Eu tenho certeza que alguns fãs que eles tinham quando a banda era apenas de garotos cantando um rock doo-wop britânico em 1962 não estavam tão interessados na viagem quando a banda se tornou um blues rock barulhento com o pessoal com as caras escondidas atrás de barbas. O mesmo é com o Guns, a banda mudou com o tempo, o som mudou e isso irá inevitavelmente continuar mudando. Daqui a 50 anos, eu espero que as pessoas olhem para trás e gostem das mudanças, vejam como um período de vida e entendam mais sobre os eventos e mensagens feitos na música. Agora, somos todos partes do momento. Não há distância disso para nos dar perspectiva. Eu gostaria de ler reviews que serão escritos em 50 anos; esses são os que eu quero ver".

publicidade


WhiFin WhiFin WhiFin