Wacken Rocks Brazil: perguntas e respostas sobre o evento

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Emanuel Seagal, Fonte: Wacken Rocks Brazil - 2009
Enviar correções  |  Ver Acessos

Membros da comunidade "Wacken Rocks Brazil - 2009" no Orkut realizaram uma entrevista com Airton Diniz, editor da revista Roadie Crew, onde são esclarecidas algumas questões sobre o festival Wacken Rocks Brazil, a ser realizado em maio de 2009, em São Paulo. Confira:

Fotos de Infância: Max e Igor Cavalera, do SepulturaWhiplash.Net: Como enviar conteúdo ou se tornar um colaborador do site

Entrevista conduzida por Vinicius "Oredreth", Larissa "Katan" e Otavio "Metalhead".

O Wacken Rocks Brasil está chegando e a carência de informação sobre o evento chega a irritar alguns fãs; em entrevista, Airton Diniz, editor da Revista Roadie Crew que é a principal responsavel pela vinda do festival ao Brasil explica o motivo da falta de divulgação de informações, explica como foi escolhido o local do evento e diz ainda como começou a parceria Roadie Crew e Wacken Open Air:

Wacken Rocks Brazil: Como e quando surgiu a idéia de trazer o Wacken ao Brasil?

Airton: "A idéia de trazer o Wacken para o Brasil surgiu por volta de 2003 ou 2004, por ocasião de uma das nossas coberturas do Wacken, quando os organizadores do festival na Alemanha manifestaram interesse em realizar o evento aqui. Em 2006 uma das empresas que participam hoje do projeto consultou a Roadie Crew sobre a possibilidade de produzir o Wacken no Brasil e nós apresentamos essa empresa aos diretores da ICS (administradora do WOA). Desde então foi desenvolvido um projeto que culminou com a assinatura do contrato no dia 02/08/08, durante a realização do Wacken 2008".

WRB: Como surgiu a parceria entre a RC e o Wacken?

Airton: "Desde o inicio da oficialização da Roadie Crew como revista, em 1998, optamos por fazer cobertura de grandes eventos internacionais, como Milwaukee Metal Fest e OzzFest (EUA), Dynamo Open Air (Holanda), o Gods Of Metal (Itália), Sweden Rock (Suécia), e também o Wacken, onde fizemos a primeira cobertura em 2000. Porém foi a partir de 2001 que firmamos um forte vínculo com as pessoas que fazem o Wacken, e a partir daí passamos a levar todo ano um grupo grande de pessoas da revista especialmente para cobrir o festival. Fizemos um acordo também para levar brasileiros para assistir ao festival em condições especiais, que podem ficar na área vip do backstage, sendo que em 2008 foram 100 headbanges para curtir o Wacken com acampamento na área vip".

WRB: Agora sobre o WRB como foi escolhido o local do evento? Por que o Anhembi?

Airton: "Sobre o local para o festival, no caso da primeira edição, decidiu-se por ser em São Paulo, e em seguida analisamos as alternativas disponíveis, entre elas o autódromo de Interlagos, a área do Jóquei Clube, o Estádio do Canindé, o Anhembi, etc. Como nesta primeira edição não teria o acampamento como é feito na Alemanha, a ICS optou pelo Anhembi por causa da localização, facilidade de acesso e a infra-estrutura de evento já estar pronta. Mas, deverá ser usada uma área que nunca foi usada em eventos musicais no Anhembi até agora, com a colocação do segundo palco no espaço do desfile, ampliando bastante a área do festival".

WRB: Será um evento do nível do original da Alemanha? Em minha opinião, apesar da questão financeira, o Brasil tem potencial até para superar o Wacken Alemão. Levando o público em consideração, você acredita nisso?

Airton: "Em qualidade será igual ao da Alemanha, mas em tamanho é impossível começar com um festival do porte do Wacken, que já tem 20 anos existência. Lá são mais de 90 bandas tocando em 3 dias, numa área rural onde não há problema de espaço. Aqui vamos começar com 2 dias, numa área urbana, sem acampamento. Temos certeza que o Wacken Rocks Brazil vai crescer muito e aos poucos deverá assumir cada vez mais as características do festival da Alemanha, podendo inclusive atingir um porte gigantesco. Mas mesmo começando com um porte menor que o WOA alemão o principal de tudo é que aqui também terá como fator principal o que se convencionou chamar de 'Espirito do Wacken', algo que só quem vivenciou a experiência de ir ao festival pode imaginar o que seja, é impossível descrever".

WRB: Airton, o que você pode nos adiantar sobre o Cast do evento? Haverá bandas internacionais de grande porte? E o porque de tanta demora para divulgação de informações sobre o festival?

Airton: "Não posso adiantar nenhum nome do cast, pois só depois de assinados os contratos dos headliners, é que começará a divulgação. Existe uma lista que entregamos ao pessoal da ICS com os nomes de cerca de 100 bandas, em ordem de prioridade de interesse para o público brasileiro, com bandas de grande e médio porte. Uma preocupação é procurar trazer bandas que nunca vieram ao Brasil, ou que vieram poucas vezes".

WRB: Como vocês tem lidado com as reclamações dos fãs, por causa da demora na divulgação de informações?

Airton: "Temos dado a resposta que é possível, de acordo com a visão das empresas envolvidas no projeto, tanto daqui do Brasil como da Alemanha".

WRB: O Wacken Open Air é o sonho de "consumo" de 10 entre 10 Headbangers. Haverá Wacken Rocks Brazil todo ano?

Airton: "O acordo definido em contrato prevê a realização por cinco anos, com opção de estender entre os mesmo parceiros para um período ainda maior".

WRB: Sobre Camping, você mesmo já me disse que nessa primeira edição não terá estrutura de camping mesmo vindo pessoas de todos os Estados do Brasil nesse evento. Você acredita que nas próximas edições do festival haverá área reservada ao camping?

Airton: "Sim, é parte do plano que venha a ser criada condição para utilização de estrutura de camping em futuras edições".

WRB: A Roadie Crew ainda irá realizar o Wacken Metal Battle?

Airton: "Sim, umas das coisas mais importantes para a ICS é o Metal Battle, e o Brasil é um dos países mais importantes para eles no Metal Battle. É muito difícil imaginar a final da competição na Alemanha sem a presença de uma banda brasileira, que sempre entra como uma das favoritas ao prêmio máximo. O calendário do Metal Battle deste ano está um pouco atrasado, até por causa da realização do WRB, mas é possível recuperar esse tempo pois já temos experiência no assunto, e temos os parceiros certos em cada estado. Dá para disparar todo o esquema em uma semana e termos todas as datas de seletivas prontas para serem realizadas".

WRB: Agora sobre os ingressos, haverá venda de ingresso para dia individual ou desconto ao comprar para os dois dias de festival?

Airton: "Os ingressos deverão ser vendidos nas três opções, para os dois dias, para o primeiro ou para o segundo dia separado. O ingresso para os dois dias será com desconto sim".

WRB: Qual a reação da imprensa internacional sobre o Wacken no Brasil? As bandas também estão interessadas no evento, já que é a primeira vez que terá um evento fora da Alemanha antecedendo o Wacken original?

Airton: "O nome 'Wacken' exerce uma atração muito especial em todo mundo envolvido com Heavy Metal, seja no público, na imprensa ou nas bandas. E o Brasil também é um país que atrai muito o interesse dos estrangeiros pelas belezas naturais e pela forma acolhedora que o brasileiro recebe os visitantes. É enorme a quantidade de contatos que temos recebido de bandas internacionais consultando a possibilidade de tocar no festival, de imprensa estrangeira procurando saber detalhes para fazer cobertura, de empresas de turismo se organizando para trazer headbangers para o Wacken Rocks Brazil. É um evento com sucesso garantido em todos os aspectos".

WRB: Muito obrigado pelas respostas e pela sua atenção. Também gostaríamos de agradecer em nome de todos os membros da comunidade Wacken Rocks Brazil - 2009 e headbangers do Brasil inteiro, por estar trazendo a "MECA DO METAL" ao Brasil. Agora gostaríamos que você deixasse suas últimas palavras e quais suas expectativas. ABRAÇO!

Airton: "Grato pela força que todos da comunidade têm dado ao WBR e à Roadie Crew. Agradeço também a oportunidade de falar sobre este assunto diretamente para as pessoas que certamente farão parte do mais sonhado evento do Metal do planeta aqui no Brasil".




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Notícias

Fotos de Infância: Max e Igor Cavalera, do SepulturaFotos de Infância
Max e Igor Cavalera, do Sepultura

Whiplash.Net: Como enviar conteúdo ou se tornar um colaborador do siteWhiplash.Net
Como enviar conteúdo ou se tornar um colaborador do site

Motley Crue: Vince Neil detona Sharon Osbourne em biografiaMotley Crue
Vince Neil detona Sharon Osbourne em biografia

Guitar World: os 100 melhores guitarristas de hard rockGuitar World
Os 100 melhores guitarristas de hard rock

Mr Catra: Uma lista das suas maiores influências no rock (vídeo)Mr Catra
Uma lista das suas maiores influências no rock (vídeo)

Slipknot: 10 vezes em que Joey Jordison foi um verdadeiro heróiSlipknot
10 vezes em que Joey Jordison foi um verdadeiro herói

Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1990Heavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados em 1990


Sobre Emanuel Seagal

Descobriu o metal com clássicos como Iron Maiden e Black Sabbath. Hoje em dia, entre outros gêneros musicais, e sem se limitar a rótulos, ouve principalmente doom, viking e folk metal. Sempre que possível está em busca de novas bandas que tenham algo a transmitir alem de clichês, e mesmo em meio a tantas novidades não dispensa pérolas como o bom e velho Candlemass. Acompanha o Whiplash! desde os primórdios, tendo iniciado sua vida de internauta no mesmo ano de criação do site (1996). Há algum tempo está envolvido com metal, seja trabalhando com eventos, bandas, gravadoras ou imprensa, na tentativa de contribuir de alguma forma para o crescimento desse que é um dos segmentos mais apaixonantes da música, o metal.

Mais informações sobre Emanuel Seagal

Mais matérias de Emanuel Seagal no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336