Queensryche: "Não ganhamos dinheiro com CDs", diz Tate

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Thiago Coutinho, Fonte: Goldmine Magazine, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 29/04/09. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Em entrevista concedida a Bryan Reesman, do site Goldmine, o vocalista do QUEENSRŸCHE, Geoff Tate, comentou a inspiração por trás do processo de composição do novo álbum do grupo, “American Soldier”, os novos meios de renda dos músicos, entre outros assuntos. Confira os principais excertos logo a seguir.

726 acessosGeoff Tate: "No palco com minha nova música, eu corro riscos"5000 acessosCenografia: os pedestais mais bizarros do Rock e Metal

O processo de composição e a dinâmica do QUEENSRŸCHE:

“Definitivamente deixamos as coisas fluírem. Mas nós, definitivamente, formamos um comitê, formado por mim, Eddie [Jackson, baixo] e os produtores [neste caso, Jason Slater e Kelly Gray]. Eddie e eu provavelmente somos os que mais nos importamos com o que acontece e policiamos todo mundo e verificamos se todos estão fazendo o que devem fazer, e também damos liberdade para que eles se expressem. Mas nos reservamos o direito de dar a palavra final. Alguém tem que colocar a marca final. Alguém tem que fazer isso, e na maior parte das vezes esse é o meu trabalho: ‘Esse solo é bem legal, então vamos fazer algumas perguntas. Ele se encaixa no sentimento da canção? Ele te faz querer chorar? Ele mostra que você sabe tocar guitarra bem rápido?’. Todos temos que estar de acordo com as respostas”.

A queda nas vendas de CDs:

“Não ganhamos mais dinheiro vendendo álbuns. Poucas pessoas conseguem. Ainda amamos o que fazemos e continuamos a fazê-lo, mas o fazemos de forma distinta. O dinheiro vem de outros lugares. Não é apenas a competitividade, você tem que pensar em outras formas de se ganhar dinheiro. Lembro-me que em 1999 estive em um torneio de golfe com celebridades, e o meu time contava com Doc McGhee, que é um empresário bem conhecido no meio musical. E Doc é um cara bem esperto, e eu lhe perguntei: ‘Doc, o que está acontecendo com a indústria fonográfica?’. Ele estava com um charuto, baforando, e disse com um jeito bem fraternal: ‘bem, garoto, está mudando’. Eu respondi: ‘é, eu concordo, as vendas estão caindo drasticamente, há muito desse negócio do download rolando, o que a indústria vai fazer para impedir isso?’. E ele me disse o seguinte: ‘A indústria não está fazendo nada. A coisa toda está indo para o banheiro. Vamos ter que achar outros modos para fazer isso tudo voltar a funcionar. Acabei de ler um livro que você deveria ler também, ‘Quem mexeu no meu queijo?’. Você não pode ficar em um único lugar e viver disso para sempre. Não funciona assim. Você tem que ir onde a comida está. Você tem que ir onde o dinheiro está. Você tem que estar onde os suprimentos estão. Na verdade esse é um ótimo conselho, e eu o agradeço por isso. Isso definitivamente me fez olhar para o que fazemos e tentar modificá-lo. E aqui estamos. Estamos indo muito bem, considerando o atual estado da economia e da nossa indústria”.

Para ler o artigo na íntegra (em inglês), clique aqui.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Heavy MetalHeavy Metal
Dez grandes acústicas de bandas do gênero

726 acessosGeoff Tate: "No palco com minha nova música, eu corro riscos"0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Queensryche"

Top 10Top 10
Álbuns conceituais

Rock In Rio 1991Rock In Rio 1991
10 curiosidades sobre a 2ª edição do evento

Em vídeoEm vídeo
"Três Tenores" do Metal: Halford, Dickinson e Tate juntos

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Queensryche"

CenografiaCenografia
Os pedestais mais bizarros do Rock e Heavy Metal

Fotos de InfânciaFotos de Infância
Os membros do Sepultura muito antes da fama

GuitarristasGuitarristas
Time Magazine elege os 10 maiores de todos os tempos

5000 acessosMetallica: a lista de exigências da banda em 19835000 acessosMusas do Metal: confira as 10 mais lindas atualmente5000 acessosTirando a poeira do tímpano: 20 novas bandas de rock pra curtir5000 acessosNightwish: Floor Jansen dá a sua receita para uma voz afinada5000 acessosPorta dos Fundos: Andreas Kisser e a cobrança dos metaleiros5000 acessosDream Theater: Jordan Rudess comenta pior show de sua vida

Sobre Thiago Coutinho

Formado em Jornalismo, 23 anos, fanático por Bruce Dickinson e seus comparsas no Maiden. O heavy metal surgiu na minha vida quando ouvi o vocalista da Donzela de Ferro em "Tears of the Dragon", em meados de 1994. Mas também aprecio a voz de pato bêbado do controverso Dave Mustaine, a simplicidade do Ramones, as melodias intrincadas do Helloween, a belíssima voz de Dio ou os gritos escabrosos de Rob Halford. A Whiplash apareceu em minha vida sem querer, acho que seus criadores são uns loucos amantes de rock e acredito que este seja o melhor site de rock do país, sem qualquer demagogia!

Mais matérias de Thiago Coutinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online