Nova Iorque: "Não existe cena black metal na cidade!"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Emanuel Seagal, Fonte: New York Press, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

Adam Wisnieski do New York Press escreveu um artigo sobre a cena black metal de Nova Iorque. Confira trechos abaixo.

Antes da fama: Atores que apareceram em clipes do Korn, Offspring, Aerosmith e outrosNikki Sixx: "transei com a mulher do Bruce Dickinson"

O black metal é diferente de outras formas de metal, tanto no seu som quanto conteúdo. Pense no SLAYER, porém mais assustador. As guitarras soam como listas telefônicas sendo continuamente rasgadas ao meio, as baterias têm rápidos blast beats e os vocais são gritados e agudos. As músicas são construídas com harmonias intrincadas e com progressões de acordes que desafiam a lógica comum do metal. Muitas bandas de Nova Iorque, com a liberdade de uma cena inexistente, tem trabalhado com estes estilos, sem medo de adicionar suas próprias influências americanas. Há ainda alguns poucos limites de conteúdo. A famosa cena black metal norueguesa do início dos anos 90 era principalmente anti-cristã, mas hoje em dia as bandas têm letras que vão de reflexões sobre astronomia até confissões de ódio a si mesmos.

Então qual é o problema?

A razão mais perturbadora é que o black metal é fundamentalmente anti-social. Nem todo estilo de música está procurando por união. Eles conhecem o lado negativo. Cenas geram conformismo. Recentemente vimos o lançamento de 'Immortal Life By Liturgy', o álbum auto-intitulado do Krallice, 'Time Insults the Mind' do Black Anvil e 'Saturn's Slave' do Ash Pool. Cada disco define o black metal de uma forma diferente, levando a definição de 'black' mais longe do que nunca.

Quanto mais compreendo o black metal da cidade eu percebo que o problema é o debate entre Conteúdo VS Som. Eu estive na Hospital Productions, a melhor loja de discos da cidade para noise/black metal, quando Dominick Fernow, o proprietário, repetiu pra mim: 'É mais do que música.' Fernow acredita que black metal é mais sobre idéias do que som. Seja ele enraizado no Satanismo, morte, dor, destruição, ou o desejo egoísta de impor seus sentimentos ao mundo, ele deve vir totalmente de coração (negro) antes da música. quando perguntei a Fernow sobre que bandas de Nova Iorque ele pensava que eram black metal ele citou o Ash Pool, sua própria banda, e Negative Plane, que recentemente se mudou para a Flórida.

Confira o artigo completo no link abaixo.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Notícias

Antes da fama: Atores que apareceram em clipes do Korn, Offspring, Aerosmith e outrosAntes da fama
Atores que apareceram em clipes do Korn, Offspring, Aerosmith e outros

Nikki Sixx: transei com a mulher do Bruce DickinsonNikki Sixx
"transei com a mulher do Bruce Dickinson"

Kerrang!: os 100 melhores álbuns de Rock em lista da revistaKerrang!
Os 100 melhores álbuns de Rock em lista da revista

Iron Maiden: o passado vergonhoso registrado em fotosIron Maiden
O passado vergonhoso registrado em fotos

Pink Floyd: dupla sertaneja desvirtua clássico da bandaPink Floyd
Dupla sertaneja desvirtua clássico da banda

David Gilmour: dissecando a magnífica High HopesDavid Gilmour
Dissecando a magnífica "High Hopes"

Liam Gallagher: Gangnan Style é um clássico absolutoLiam Gallagher
"Gangnan Style é um clássico absoluto"


Sobre Emanuel Seagal

Descobriu o metal com clássicos como Iron Maiden e Black Sabbath. Hoje em dia, entre outros gêneros musicais, e sem se limitar a rótulos, ouve principalmente doom, viking e folk metal. Sempre que possível está em busca de novas bandas que tenham algo a transmitir alem de clichês, e mesmo em meio a tantas novidades não dispensa pérolas como o bom e velho Candlemass. Acompanha o Whiplash! desde os primórdios, tendo iniciado sua vida de internauta no mesmo ano de criação do site (1996). Há algum tempo está envolvido com metal, seja trabalhando com eventos, bandas, gravadoras ou imprensa, na tentativa de contribuir de alguma forma para o crescimento desse que é um dos segmentos mais apaixonantes da música, o metal.

Mais informações sobre Emanuel Seagal

Mais matérias de Emanuel Seagal no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336