Malevolent Creation: investigador diz que guitarrista mente

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Karina Detrigiachi, Fonte: Rock Radio, Tradução
Enviar Correções  


A rádio britânica Rock Radio falou com um detetive do Departamento de Polícia de Fort Lauderdale sobre o guitarrista do MALEVOLENT CREATION, Phil Fasciana, que relatou ter se envolvido num tiroteio em uma loja de conveniências em Fort Lauderdale, Flórida, EUA no último dia 3 de julho. Leia mais nos dois links abaixo.

Malevolent Creation: "Matei o cara com dois tiros na cabeça!"Malevolent Creation: "Não sou um herói, nem um assassino!"

Em dois e-mails ao site Blabbermouth (leia acima), Fasciana declarou que deteve um assalto em uma loja e que o assaltante o alvejou quatro vezes antes que ele desarmasse o "drogado maluco" e disparasse dois tiros em sua cabeça.

Comentando o que Fascina alegou, o investigador Mark Shotwell do Departamento de Polícia de the Fort Lauderdale contou a Rock Radio que não encontrou nenhuma evidência do ocorrido.

"Isto não aconteceu" disse Shotwell. "Nosso último caso de assassinato aconteceu no dia 22 de junho e Fasciana não estava envolvido. Estou certo disso. Mesmo se a morte tivesse sido em legítima defesa, ainda assim teria sido investigada como um homicídio. Todas as testemunhas, depoimentos, vítimas e suspeitos ficam arquivados, mas a entrada mais recente de Fascina foi no dia 1º de abril, e envolvia ele e uma mulher em uma disputa doméstica."

A rádio Rock Radio conversou com Fasciana sobre os comentários do investigador Shotwell e o guitarrista respondeu: "O local onde a loja está localizada não é considerado Fort Lauderdale. O que aconteceu é verdade e eu não sei como isso vazou para o Blabbermouth porque eu nunca falei sobre isso com ninguém".

Mas Shotwell retrucou: "Há por volta de 15 subúrbios próximos a Fort Lauderdale, mas em todos os casos de assassinatos a autópsia é feita no Centro Médico de Investigação de Broward County - responsável por homicídios. Não houve nenhum assassinato no local durante o mês de julho. Viciados trocam suas armas por drogas, nunca vi um deles com duas armas. E o descrito na história teria sido notícia - até mesmo em Miami".

Fasciana deu sua última palavra à Radio Rock: "Esta é a segunda vez que eu me envolvo na morte de um sem-teto. Há uns seis anos atrás eu e um amigo estávamos dirigindo, completamente sóbrios e um mendigo bêbado atravessou a rua. O atropelamos diante de várias testemunhas. Estou totalmente traumatizado por causa dessa e de outras experiências de quase-morte pelas quais passei nesse lixo que é Fort Lauderdale".

Posteriormente Fasciana publicou uma nova declaração sobre o ocorrido.

Malevolent Creation: "Acreditem no que quiserem, idiotas!!"


Malevolent Creation - Phil Fasciana matou uma pessoa?

Malevolent Creation: "Matei o cara com dois tiros na cabeça!"

Malevolent Creation: "Não sou um herói, nem um assassino!"

Malevolent Creation: "Acreditem no que quiserem, idiotas!!"

Todas as matérias sobre "Malevolent Creation - Phil Fasciana matou uma pessoa?"




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Dinheiro não é tudo mas ajuda: 5 Rock Stars que nasceram ricosDinheiro não é tudo mas ajuda
5 Rock Stars que nasceram ricos

Kiss: Rock and roll é um trabalho para otários!Kiss
"Rock and roll é um trabalho para otários!"


Sobre Karina Detrigiachi

Designer, nascida na cidade de São Paulo, Kari como é mais conhecida, cresceu ouvindo Deep Purple, Led Zeppelin, Skid Row e Alice Cooper. É apaixonada por todas as vertentes do Metal, porém ouve de tudo um pouco sem se prender a rótulos.

Mais matérias de Karina Detrigiachi no Whiplash.Net.

adWhipDin