Iron Maiden: fãs multados por revender bootlegs usados

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Emanuel Seagal, Fonte: Spiegel, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 30/08/09. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?


A fonte do texto abaixo é uma tradução do original em alemão publicado no spiegel.de.
41 acessosHeavy Metal: os 10 melhores riffs dos anos noventa5000 acessosNickelback: 11 razões para respeitar - muito - a Chad Kroeger

Fãs de heavy metal devem tomar cuidado ao revender tudo que compraram; diversos CDs ao vivo do IRON MAIDEN, por exemplo, foram vendidos ilegalmente na Alemanha nos anos noventa. Qualquer um que vender estes CDs usados hoje em dia corre riscos de sofrer ações legais.

Os CDs geralmente se parecem com as antigas capas de discos de Heavy Metal, trazendo caveira, adaga e citações aleatórias de "Iron Maiden", "Live USA" e "Gravação Original do Artista" em amarelo, vermelho, rosa e turquesa. O CD parece como muitos outros, mas é como uma pequena bomba relógio: se este disco (e alguns outros) for vendido como usado ele pode acionar uma reclamação em nome do Iron Maiden.

Os empresários da banda deram permissão para a firma de Hamburgo, Sasse & Partners, tomar ações legais contra vendedores de produtos não licenciados do Iron Maiden. Os avisos da firma repetidamente pegam fãs que inconscientemente vendem CDs de suas coleções de discos. Por exemplo um leitor da Spiegel Online teve de assinar uma confissão de culpa e pagar uma multa de 100 euros, sob risco de sofrer uma ação indenizatória.

A sanção contra o vendedor é mínima, afirmam os advogados da banda: "Como você opera em uma pequena escala no site de leilão na Internet e ofereceu apenas um CD dos nossos clientes, nosso cliente está preparado para fazer uma exceção em seu caso e cobrar uma pequena quantia de 100 euros."

Isso é bastante generoso, mas a ação ainda incomoda muitos dos afetados. Como alguém pode saber que um CD comprado 15 anos atrás numa loja é ilegal? "Eu nunca teria considerado jogar fora o material antigo," disse um fã que recebeu o aviso, "minha única alternativa agora é me manter longe de todos os CDs e DVDs no futuro". Ele ainda diz que vai mandar para a empresa "todos CDs e vídeos que tenho de seus clientes (não quero mais isso), juntamente com os cem euros, e nunca mais gastarei dinheiro com música".

O procurador de Hamburgo Thomas Schlegel, cuja companhia representa o Iron Maiden Holdings Ltd. na Alemanha, confirmou ao Spiegel Online que há um número "não insignificante" destes avisos: "Não é a banda que nos pediu para intervir, mas sim os empresários ou o CEO da IMH. O nome 'Iron Maiden' é registrado e a companhia que detém estes direitos (e seus empregados) os protege. É claro, isso incomoda os detentores dos direitos quando outros ganham dinheiro com o nome sem o Iron Maiden ver algo destes lucros. Mas além disso, o Iron Maiden fica incomodado quando produtos de baixa qualidade são vendidos usando seu nome. Eles prejudicam sua imagem".

Nota do editor: informação similar a deste texto, tendo como fonte artigo da Rock Hard, foi publicada no Novo Metal, de onde inclusive pegamos a imagem do bootleg que ilustra a matéria...

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Iron MaidenIron Maiden
Show do Ghost é melhor, diz reportagem

41 acessosHeavy Metal: os 10 melhores riffs dos anos noventa429 acessosIron Maiden: Iron Maiden Ex Libris aborda as letras da donzela410 acessosThunderstick: ex-batera do Samson e Iron Maiden lançará novo disco0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Iron Maiden"

Iron MaidenIron Maiden
A paixão de Dave Murray pelo guitarrista Paul Kossoff

GuitarrasGuitarras
As mais icônicas do Rock - Parte 1

Carnaval com RockCarnaval com Rock
Bloco Cru e Filhos Of The Dark

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Iron Maiden"

NickelbackNickelback
11 razões para respeitar - muito - a Chad Kroeger

NirvanaNirvana
Claudia Ohana faz cover desastroso no Programa do Jô

Legião UrbanaLegião Urbana
O dia em que Renato calou a plateia do Programa Livre

5000 acessosCenografia: os pedestais mais bizarros do Rock e Metal5000 acessosFotos de Infância: Max e Igor Cavalera, do Sepultura5000 acessosGuitarristas: os 10 maiores de todos os tempos segundo a Time3942 acessosJudas Priest: garotos tocam Hell Patrol em festival de Halloween5000 acessosMetal para Bebês: canções de ninar para filhos headbangers5000 acessosGuns N' Roses: Fã quer comprar acervo de Axl por US$ 1 bilhão

Sobre Emanuel Seagal

Descobriu o metal com clássicos como Iron Maiden e Black Sabbath. Hoje em dia, entre outros gêneros musicais, e sem se limitar a rótulos, ouve principalmente doom, viking e folk metal. Sempre que possível está em busca de novas bandas que tenham algo a transmitir alem de clichês, e mesmo em meio a tantas novidades não dispensa pérolas como o bom e velho Candlemass. Acompanha o Whiplash! desde os primórdios, tendo iniciado sua vida de internauta no mesmo ano de criação do site (1996). Há algum tempo está envolvido com metal, seja trabalhando com eventos, bandas, gravadoras ou imprensa, na tentativa de contribuir de alguma forma para o crescimento desse que é um dos segmentos mais apaixonantes da música, o metal.

Mais informações sobre Emanuel Seagal

Mais matérias de Emanuel Seagal no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online