Jesse Hughes: nada impressionado ao encontrar Lars Ulrich

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Diego Camara, Fonte: Classic Rock, Tradução
Enviar Correções  

Jesse "The Devil" Hughes, vocalista e guitarrista do EAGLES OF DEATH METAL, meteu o pé no baterista do METALLICA, Lars Ulrich, chamando-o de "um golfista gordo".

Para os que não sabem, o EAGLES OF DEATH METAL é um projeto formado por Hughes e Josh Homme do QUEENS OF THE STONE AGE. Em 2006, a banda foi dispensada da turnê do GUNS N' ROSES, onde eles faziam a abertura, depois de apenas um show. Axl Rose se referiu a eles como 'Pigeons of Shit Metal' no palco ("Pombos do Metal Merda" ao invés de "Águias do Death Metal").

publicidade

Desde então, Hughes não tem vergonha ao atirar algumas farpas por aí...

Aqui está o que ele tem a dizer sobre Lars Ulrich, em uma recente entrevista para o Montreal Mirror.

"Lars Ulrich do METALLICA é alguém que realmente me chamou a atenção. Você pode dizer que os outros caras da banda são legais e metaleiros sérios que provavelmente teriam se cansado dos seus métodos e chutado seu traseiro na década de 80. Por outro lado, você tem Lars, que é essa Maria escandalosa que cresceu com seus cabelos compridos, colocou uma jaqueta de brim e se infiltrou nesse grupo legal.

publicidade

A única vez que eu o encontrei, ele estava usando uma calça de golfista e todos estavam se perguntando quem era aquele golfista gordo que estava agindo feito um babaca nos bastidores. Ele poderia ser o melhor, mas eu fui até ele depois de saber de quem se tratava e contei o quanto eu amava o METALLICA, e ele apenas olhou para mim e saiu fora.

Trinta minutos mais tarde, Josh me apresentou como o cara da banda, e ele nem se lembrava de mim meia hora antes e foi dizendo sobre como ele achava que nós éramos radicais. A única coisa que eu queria fazer nesse momento era chutar o traseiro dele.

publicidade

Da maneira que eu fui educado, é importante não ser um babaca somente porque você pode cantar bem ou o que seja. Este é o trabalho mais legal do mundo e ninguém, nem mesmo Lars, merece ele. Você não ganha a habilidade para excluir as pessoas ou ter tratamento especial e um senso de direito somente porque você pode levar um ritmo.

Um dia assustador para mim foi quando eu não pude seguir meu plano e tocar para pessoas em Bruxelas, e eu cheguei à conclusão que este é um dom maldito. Quando as pessoas tem sucesso no rock 'n' roll, isso pode fazer o mundo parecer um sonho, e é isso o que irá botar essas pessoas para cima. Eu gosto das pessoas e quero que as pessoas sintam que elas podem fazer parte - é isso o que o rock 'n' roll realmente significa".

publicidade

Contactamos Lars para um comentário, mas ele se recusou à responder pois sua tacada de 230 jardas por cima do banco de areia apenas saiu com 20 pés de distância do pino no 13º buraco.




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Traduções: Letras de rock relacionadas a ocultismo e satanismoTraduções
Letras de rock relacionadas a ocultismo e satanismo

Mick Jagger: em cerimônia na escola do filho em São PauloMick Jagger
Em cerimônia na escola do filho em São Paulo


Sobre Diego Camara

Nascido em São Paulo em 1987, Diego Camara é jornalista, radialista e blogueiro. Seu amor pelo metal e rock começou há 6 anos. Um amante da nova geração, é um grande fã de Arjen Lucassen, Andre Matos e bandas como Nightwish, Hammerfall, Sonata Arctica, Edguy e Kamelot. Também não deixa de ter amor pelos clássicos, como Helloween, Gamma Ray e Iron Maiden e do Rock de bandas como Oasis, Queen e Kings of Leon. Atualmente seus textos podem ser lidos no blog OCrepusculo.com sobre assuntos diversos, além de planos para criação de um projeto totalmente voltado aos blogs de Rock e Metal.

Mais informações sobre Diego Camara

Mais matérias de Diego Camara no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin