Matérias Mais Lidas

imagemO hit da Legião Urbana cuja letra fala sobre esperança de Renato em se curar da AIDS

imagem"Babá de Artista" do Rock in Rio diz que Iron Maiden não dá trabalho e são "gentleman"

imagemMetallica e as duas músicas do "Black Album" que retratam traumas de James Hetfield

imagemMax e Iggor convidam Jairo, detonam no Rio e alfinetam: "Verdadeiro Sepultura"

imagemA lenda do Rock que se arrepende de nunca ter dormido com Jimi Hendrix

imagemNando Reis e a enigmática música que ele queria usar para seduzir Marisa Monte

imagemPodcast diz que prática comum no black metal hoje seria "coisa de esquerdomacho"

imagemTom Morello explica por que o RATM se reúne, mas não lança novas músicas

imagemDinho lembra quando entrevistou Robert Plant sem poder falar sobre Led Zeppelin

imagemO hit dos Engenheiros do Hawaii com citação de canção soviética sobre defender a pátria

imagemPrika: "Já esperava saída da Fernanda, mas só em longo prazo e não naquele momento"

imagemRobert Fripp e a frase que Jimi Hendrix lhe disse que aqueceu seu coração

imagemRoger Waters defende Rússia e China e ataca EUA em entrevista

imagemDiscos do Sepultura serviram de inspiração para novo álbum do Soulfly? Max responde

imagemQuando Slash tentou entrar pro Kiss mas foi rejeitado por um motivo cruel


Dream Theater 2022

Kid Vinil: "Duas gerações do rock experimental"

Por Emanuel Seagal
Fonte: Yahoo!
Em 02/07/10

O músico, radialista e ex-VJ KID VINIL, escreveu em sua coluna no Yahoo! sobre rock experimental. Confira abaixo alguns trechos da matéria.

A norte-americana Laurie Anderson é uma artista completa, que muitas vezes leva o rótulo de performática. Sua música sempre explorou artes visuais e o poder das palavras e da linguagem. Tudo começou em 1981, quando Laurie Anderson lançou, de forma independente, uma música chamada "O Superman". A música tinha quase 11 minutos de duração, misturava efeitos eletrônicos, palavras recitadas e outras cantadas, numa forma minimalista. Isso chamou logo a atenção do DJ inglês John Peel, que a transformou num sucesso na Inglaterra, chegando ao segundo lugar nas paradas de música pop.

No ano seguinte, Laurie Anderson assinou com a gravadora Warner e lançou o álbum Big Science, eleito por muitos como melhor álbum de ‘art-rock’ dos anos 80. O mais intrigante de tudo isso é como Laurie Anderson conseguiu um relativo sucesso comercial fazendo uma música minimalista, inspirada em artistas como John Cage, Yoko Ono, Philip Glass e Brian Eno.

Leia a matéria na íntegra no link abaixo.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Kid Vinil: cantor lutou pela vida e ficou mais de um mês internado

Kid Vinil: a lenta despedida de uma geração de dinossauros

Ultimate Classic Rock: os 100 maiores clássicos do rock

Supergrupos: Os melhores e piores na opinião da Metal Hammer


Sobre Emanuel Seagal

Descobriu o metal com Iron Maiden e Black Sabbath até chegar ao metal extremo e se apaixonar pelo doom metal. Considera Empyrium e X Japan as melhores bandas do mundo, Foi um dos coordenadores do finado SkyHell Webzine, escreveu para outros veículos no Brasil e exterior, e sempre esteve envolvido com metal, seja com eventos, bandas, gravadoras ou imprensa. Escreve para o Whiplash! desde 2005 mas ainda não entendeu a birra dos leitores com as notícias do Metallica. @emanuel_seagal no Instagram.

Mais informações sobre

Mais matérias de Emanuel Seagal.