Andreas Kisser: "Outras sonoridades no heavy metal"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Emanuel Seagal, Fonte: Yahoo!
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 09/01/11. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Andreas Kisser, guitarrista do SEPULTURA, escreveu um novo texto em sua coluna no Yahoo!. Confira alguns trechos abaixo.

2275 acessosMax, Igor e Sepultura: vídeo compara performances ao vivo5000 acessosPink Floyd - Perguntas e Respostas

Eu sempre acreditei que não é somente a guitarra distorcida ou os berros insanos do vocalista que fazem a música ser pesada e agressiva, como todo bom heavy metal tem que ser. Mas, mais do que o equipamento, a atitude é fundamental para que o som saia com peso. Por isso que o Sepultura nunca teve medo de misturar outros estilos musicais nas suas composições, não importava se era um cello, um teclado ou um violão – a atitude e a mensagem da música sempre foi passada, independentemente do instrumento utilizado. E o contrário disso é verdadeiro também, ou seja, outros estilos viram no heavy metal muita melodia, beleza e suavidade, coisas que realmente existem no metal e que muitas pessoas não conseguem perceber ou sentir. Violoncelos, pianos, violões e até violas caipiras representam o metal com sonoridades diferentes e nunca antes imaginadas.

Um projeto fantástico que fiquei conhecendo há pouco é o Viola Extrema, dos violeiros Ricardo Vignini e Zé Helder, que gravaram um disco chamado “Moda de Rock”. Eles fazem versões de temas do metal com duas violas caipiras e arranjos muito bem elaborados. Apesar de tocarem um instrumento que é típico da música sertaneja, o som é muito pesado, cheio de atitude. Virtuosismo e bom gosto, originalidade e coragem, um projeto realmente muito interessante e que inspira. Temas de Metallica, Iron Maiden, Ozzy Osbourne, Megadeth e até Nirvana, Jethro Tull e, claro, The Beatles. Uma música do Sepultura foi influenciada pela viola caipira, a “Kayowas”, que foi gravada no disco Chaos A.D.. Então, é legal ver que agora o metal é que influencia a viola. A dupla também fez uma versão desta música. Assista aqui um vídeo sobre eles.

Outro projeto maravilhoso é o chamado Trezazez, que é um trio de violonistas clássicos brasileiros e que interpretam Iron Maiden. É inacreditável o efeito que eles conseguem com estas versões. Eu já escutei muitos trios de violões, e até quartetos e quintetos fazendo coisas incríveis, mas sempre tocando temas de compositores eruditos como Vivaldi, Bach e Leo Brouwer. Ouvir Iron Maiden neste formato é realmente novo. Formado pelos violonistas Estevan Sinkovitz, Luque Barros e Caio Andrade, eles abriram uma porta gigantesca para o repertório feito para trios de violonistas.

Confira a matéria na íntegra no link abaixo.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Max, Igor e SepulturaMax, Igor e Sepultura
Vídeo compara performances ao vivo

2519 acessosSepultura: Jean Dolabella comenta sobre documentário da banda0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Sepultura"

SepulturaSepultura
Assista entrevista histórica a Kid Vinil

SepulturaSepultura
Banda assiste ao tetra do Brasil em 1994

SepulturaSepultura
Dave Grohl revela que a banda é uma de suas preferidas

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Andreas Kisser"0 acessosTodas as matérias sobre "Sepultura"

Pink FloydPink Floyd
Perguntas e respostas e curiosidades

HumorHumor
As 101 regras para ser um fã da NWOBHM

Courtney LoveCourtney Love
"Parei com drogas e fodi como um coelho"

5000 acessosIron Maiden: uma releitura de "The Trooper" pelo Cine5000 acessosGuitar World: as 50 melhores canções de Rock de todos os tempos5000 acessosResenha - Sgt. Peppers - Beatles5000 acessosMotorhead: onde todos os bangers concordam com as lendas5000 acessosAs regras do Death Metal5000 acessosSlipknot: "Coldplay faz música para limpar a bunda"

Sobre Emanuel Seagal

Descobriu o metal com clássicos como Iron Maiden e Black Sabbath. Hoje em dia, entre outros gêneros musicais, e sem se limitar a rótulos, ouve principalmente doom, viking e folk metal. Sempre que possível está em busca de novas bandas que tenham algo a transmitir alem de clichês, e mesmo em meio a tantas novidades não dispensa pérolas como o bom e velho Candlemass. Acompanha o Whiplash! desde os primórdios, tendo iniciado sua vida de internauta no mesmo ano de criação do site (1996). Há algum tempo está envolvido com metal, seja trabalhando com eventos, bandas, gravadoras ou imprensa, na tentativa de contribuir de alguma forma para o crescimento desse que é um dos segmentos mais apaixonantes da música, o metal.

Mais informações sobre Emanuel Seagal

Mais matérias de Emanuel Seagal no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online