Manowar: Scott está lá em cima com Dio, Gary Moore e outros

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nathália Plá, Fonte: Blabbermouth.net, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 13/04/11. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Vídeo mostra imagens do baixista/líder do MANOWAR, Joey DeMaio, fazendo discurso no palco durante show da banda em 8 de abril de 2011 em Kerkrade, Holanda, no qual ele fala sobre o recente falecimento do antigo baterista do MANOWAR, Scott Columbus. Veja abaixo.

1641 acessosManowar, Joan Jett e outros: gravando Rap antes do New Metal?5000 acessosUltimate Guitar: as 28 canções mais sombrias de todos os tempos

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

"Tenho certeza agora que todos vocês ouviram que perdemos o Scott Columbus essa semana; ele faleceu há poucos dias" disse Joey. "Só posso dizer que há muitos rumores pela internet «referindo-se a especulações de que Scott tirou a própria vida porque ele estava lutando contra o vício e depressão após se separar do MANOWAR em 2008» porque as pessoas não tem nada melhor para fazer com suas vidas monótonas do que criar rumores porque suas vidas não tem significado. Mas posso dizer a vocês a verdade, e a verdade é essa: Scott Columbus era nosso irmão e irmão de vocês no metal. Ele era um pai, e ele era um amigo. E ele era um grande músico e ele era um grande cara. E ele tinha um coração de ouro. E ele gostava de beber cerveja e com certeza gostava pra caramba desse país."

"Scott Columbus jamais será esquecido – sua memória viverá – porque ele era uma dessas pessoas raras. E o heavy metal nunca vai morrer enquanto estivermos juntos."

"Então, Scott, essa é para você por todas vezes que tocamos nesse grande país que é a Holanda; eu sei que você está olhando para nós. Ele está lá em cima com o Ronnie Dio e o Gary Moore e todos outros grandes."

"Então vamos tocar uma das músicas favoritas do Scott para vocês e essa vai para ele. Essa se chama 'Gates Of Valhalla'."

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Columbus morreu em 4 de abril aos 54 anos de idade.

Em uma entrevista em maio de 2010 para a revista Classic Rock, Columbus revelou que sua partida do MANOWAR ocorreu em torno de abril de 2008 quando ele e o Joey DeMaio "concordaram em discordar em alguns pontos". Ele acrescentou "Eu tinha uma carreira longa e maravilhosa com o MANOWAR; eu não tenho arrependimentos, é a que vida segue".

Quando pediram para comentar a respeito da alegação do MANOWAR de que Columbus ainda era um membro da banda mas estava dando um tempo para "tragédias pessoais", Scott respondeu "Estou na melhor forma da minha vida. Quero dizer, eu estou com 112 anos (risos) mas estou na melhor forma da minha vida inteira".

Sobre se ele teve algum contato com algum dos membros do MANOWAR desde sua partida em abril de 2008, Scott disse "Sim, eu falo frequentemente com o vocalista «Eric Adams» que é um amigo muito, muito querido. Ele e eu sempre estivemos juntos por muitos anos, então eu converso como Eric o tempo todo. Joey e eu nos falamos periodicamente. Eu converso com algumas das pessoas da equipe porque sempre tivemos uma ótima relação, então por que deixar algo profissional interromper algo pessoal?! Eu tenho tendência a fazer amigos para a vida toda. Uma vez que as pessoas me conhecem elas percebem que eu tenho o coração na mão, não tem bobagem comigo. Eu posso fazer algumas coisas muito bem, mas uma coisa que sou péssimo é mentir".

Durante a conversa com a Classic Rock, Columbus revelou que estava trabalhando em um projeto solo chamando INSTRUMETAL, que ele assegurou que seria "lançado bem em breve". Ele acrescentou "Não tem vocais e eu gostaria de deixar assim. Eu poderia vislumbrar uma faixa bônus ou duas com vocais. Nesse momento tenho 13 faixas e está quase completo. Logo planejo lançar uma música para o mundo ouvir e ter uma idéia do que eu tenho feito nesses últimos anos. A música se chama 'Lightning In A Bottle'; é algo entre mim e o guitarrista com quem compus o álbum, Patrick Macdougall. É bem pesado, bem rítmico. Eu chamo isso de heavy metal de elevador; você bota o CD no seu carro e sem perceber você está dirigindo a 100 por hora! Estou muito animado. Eu produzi tudo. Então, se for ruim, eu sou ruim e se for bom, bem... yeah! «risos»".

O discurso de Joey em Kerkrade, Holanda:

Joey's speech from Kerkrade, Netherlands:

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Manowar, Joan Jett e outrosManowar, Joan Jett e outros
Gravando Rap antes do New Metal?

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Manowar"

Mascotes do MetalMascotes do Metal
Os dez maiores segundo The Gauntlet

CapasCapas
10 das mais belas feitas por artistas dos quadrinhos

Humor involuntárioHumor involuntário
As resenhas de discos da Rock Brigade na década de 80

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Manowar"

Ultimate GuitarUltimate Guitar
As 28 canções mais sombrias de todos os tempos

MetalMetal
As bandas mais expressivas surgidas nos últimos 15 anos

SlayerSlayer
As preferências do guitarrista Kerry King

5000 acessosFotos de Infância: Avril Lavigne5000 acessosEm 20/08/2005: Iron Maiden é atacado com ovos no Ozzfest5000 acessosMascotes do Metal: os dez maiores segundo The Gauntlet5000 acessosIron Maiden: vencedor do X Factor Brasil canta "Aces High" em vídeo5000 acessosRegis Tadeu: explicando por que o Slipknot é tão odiado5000 acessosDeath Metal: as 10 melhores bandas de acordo com a AOL

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Nathália Plá

Mineira de Belo Horizonte, nasceu e cresceu ouvindo Rock por causa de seu pai. O som de Pink Floyd e Yes marcou sua infância tanto quanto a boneca Barbie, mas de uma forma tão intensa que hoje escutar essas bandas lhe causa arrepios. Ao longo dos anos foi se adaptando às incisivas influências e acabou adquirindo gosto próprio, criando afinidade pelo Hard Rock e Heavy Metal. Louca e incondicionalmente apaixonada por Bon Jovi, não está nem aí pras críticas insistentes dirigidas à banda. Deixando a emoção de lado e dando ouvidos à técnica e qualidade musical, tem por melhores bandas, nessa ordem, BlackSabbath, Led Zeppelin, Deep Purple, Metallica e Dream Theater. De resto, é apenas mais uma apreciadora do bom e velho Rock'n'roll.

Mais matérias de Nathália Plá no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online