Histórico: a primeira exclusiva de Axl Rose, datada de 1989

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nacho Belgrande, Fonte: Lokaos Rock Show
Enviar correções  |  Comentários  | 


Em abril de 1989, W. AXL ROSE concedeu uma entrevista exclusiva à extinta revista estadunidense especializada em hard rock e heavy metal RIP, que se tornaria uma tradição daquela publicação, e em especial, com o entrevistador designado pra tarefa, DEL JAMES, amigo pessoal de Axl e que o entrevistaria por muitas outras vezes - sempre em caráter exclusivo e altamente pessoal – ao longo da carreira do frontman do GN’R.
2758 acessosGuns N' Roses: todos estão empolgados com novo disco, diz Fortus5000 acessosGuns N' Roses: o "Chinese Democracy" que você nunca viu

A entrevista abaixo chegou a ser publicada em português na também finada publicação musical brasileira BIZZ, no mês de agosto de 1989, quando foi matéria de capa. A versão que o LOKAOS publica é uma releitura do texto original, com nova tradução e interpretação.

O Mundo de Acordo com W. Axl Rose

Minha relação com o Guns N’ Roses é bem próxima. Eu já fui roadie, colega de quarto, confidente, repórter e um amigo para cada membro do grupo. Minha relação com Axl ainda é bem chegada. É uma amizade, e dessa amizade vem uma confiança compartilhada. A entrevista a seguir representa a confiança de Axl em mim para relatar a verdade não escrita sobre W. Axl Rose e o fenômeno do rock n’ roll conhecido como Guns N’ Roses. Meu trabalho foi bem fácil: eu só deixei Axl falar quase tudo.

RIP: Há muitas impressões diferentes de você por aí, tudo desde você ser um maníaco-depressivo e suicida até um gênio enlouquecido pelas drogas. O que faz Axl Rose funcionar e explodir, e quem é você exatamente?

AXL: Bem, por causa do estilo de vida do GUNS N’ ROSES, as pessoas que não nos conhecem tendem a ficar com medo ou intimidadas por nós. Depois de levar uma vida de garotas, drogas e seja lá o que for, as pessoas pintam um certo retrato de mim. Eu já diminuí tudo isso porque eu tenho outras coisas que eu tenho que fazer. Eu não posso me drogar toda noite porque, depois de vender seis milhões de discos, os negócios com os quais eu tenho que lidar são muito mais intensos do que os da maioria das pessoas. Uma vez que você chega a um ponto onde você é disco de platina ou projetado para ser disco de platina, de repente você está lidando com os principais executivos de gravadoras e homens de negócio e a MTV e tudo mais. Você começa a tornar-se uma das pessoas que você julgava ser contra. Você tem que trabalhar com elas. Eles te dão apoio e mandando ver, então você tem que produzir. Dizer ‘foda-se’ apenas por dizer é como cortar sua própria garganta.

É difícil sair e fazer uma farra o tempo todo quando você tem que lidar com esse tipo de responsabilidades, e o GUNS N’ ROSES tem tido que lidar com elas desde o dia em que fomos contratados. Slash provavelmente não beberia tanto se não fosse pelo fato de que esse é o modo que ele consegue lidar com todas essas pessoas. Ele consegue beber sua garrafa calmamente e conversar. Eu, se estiver bêbado, vou mandar todo mundo sair da porra da minha casa. Eu não posso ficar chapado porque eu reajo de maneira diferente. Tão logo eu fique bêbado, eu me dou conta que, Quer saber, essa semana fazendo negócios que passou tem sido realmente chata. Eu quero matar alguma coisa (risos).

RIP: Quando é que a coisa aperta, geralmente?

AXL: Geralmente quando estamos na estrada. Eu fico muito estressado em relação aos shows, que são a coisa mais importante pra mim. Nada nunca dá certo pra essa banda. Slash uma vez disse que Deus não queria que fizéssemos sucesso (risos) e eu meio que acredito nisso. Quando um entrevistador entra na sala, e eu queria estar dormindo ou eles sabem que eu não estou muito afim, a impressão que fica é, ‘ele está pirando’. Resumindo, é por isso que acontece.

Para ler a entrevista na íntegra - em português - acesse o site do Lokaos Rock Show na URL:
http://lokaos.net/?p=255

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 11 de março de 2015

Guns N RosesGuns N' Roses
Todos estão empolgados com novo disco, diz Fortus

1270 acessosGuns N' Roses ou Raça Negra: Faça o quiz e veja se acerta1858 acessosGuns N' Roses: os 30 anos de Appetite na capa da nova Kerrang!2761 acessosWagner Nascimento: Tocar como o Slash?? Muito fácil!!0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Guns N' Roses"

Guns N RosesGuns N' Roses
"Quer ver algo cedo? Vá assistir Friends!"

Guns N RosesGuns N' Roses
A primeira vez ao vivo de todas as músicas

Guns N RosesGuns N' Roses
O brasileiro que registrou o primeiro 3D da banda

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Guns N' Roses"

Guns N RosesGuns N' Roses
O "Chinese Democracy" que você nunca viu

MetallicaMetallica
"Master of Puppets" é eleito o álbum de metal mais influente

Iron MaidenIron Maiden
"Se as bandas de Metal mandassem no mundo..."

5000 acessosHeavy Metal: estressante, perturbador e faz mal ao coração5000 acessosPink Floyd: o maior concerto de rock já produzido5000 acessosRock Brasileiro da Década de 705000 acessosRoger Waters: Caiam na real, ele não está mais no Pink Floyd5000 acessosBruce Dickinson: a depressão e o medo de cantar mal após o câncer5000 acessosBon Jovi: inveja da atenção que o Guns N' Roses despertava em 2006

Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online