Arch Enemy: trecho de entrevista com Michael Amott

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Juliana - AEBR, Fonte: Brazilian Apocalypse
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 03/07/11. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?


O Fansite oficial do Arch Enemy no Brazil - http://www.archenemy.net.br - acabou de postar a tradução de uma entrevista com o Michael Amott. Leia um pedaço abaixo:

4594 acessosBateristas: os doze melhores da atualidade no Metal e no Prog5000 acessosOzzy Osbourne: Madman dá a cura para a ressaca

Sam Roon - "Khaos Legions" é facilmente reconhecido como poderoso para sua carreira impressionante e é um atestado de qualidade e musicalidade que os fãs em todo o mundo têm vindo a esperar do Arch Enemy. O que torna este álbum especial para você?

Michael Amott - Acho que nós fomos mais fundo nas nossas raízes coletivas e também tentamos algumas idéias novas e acredito que produzimos um dos nossos maiores esforços até hoje. O álbum é ainda muito novo e fresco, então eu não tenho um monte de perspectivas sobre ele ainda ... eu sei que eu estou muito orgulhoso do "Khaos Legions".

Sam Roon - Existe realmente algo para todos no "Khaos Legions", para os fãs de longa data do Arch Enemy e para novatos. O que é isso sobre a música que você sente que te faz tão acessível para novos fãs, mas o mantém alinhado com os muitos elitistas do metal por aí?

Michael Amott - Isso é ótimo, mas nós não propusemos a fazer álbuns "equilibrados" ou "seguros" ... Nós simplesmente escrevemos e o que sai naturalmente é o que acaba na gravação. O que nós gostamos ou sentindos no momento dita a direção e o som de cada capítulo da banda. Nossas gravações são sempre um pouco extremas demais para o "mainstream" e não extremas o suficiente para o underground. Conseqüentemente, nós somos uma banda que existe entre esses dois mundos, e não é um lugar ruim para se estar! Temos, como você disse, um monte de fãs em vários campos e podemos tocar na frente de um monte de diferentes públicos.

Sam Roon - Em nossa review do álbum em SkullsNBones mencionamos que várias músicas tiveram alguns sabores novos para eles. Canções como "No Gods, No Masters" e "Bloodstained Cross" tiveram elementos que tipicamente não são vistos nos álbuns Arch Enemy. Qual foi a inspiração por trás desses novos recursos para a música?

Michael Amott - Com "No Gods, No Masters", é uma mais melódico e uma abordagem quase "rock" para a composição. Nós somos todos grandes fãs de metal clássico e hard rock então isso vai sair às vezes em nossa própria escrita. "Bloodstained Cross" é mais extrema e tem talvez algumas torções e voltas inesperadas, foi um fluxo muito natural quando a escrevemos e arranjamos. Somente quando foi concluída que compreendemos plenamente que foi uma canção bastante única e especial para nós.

Sam Roon - O mundo da música pesada muitas vezes empurra as bandas a ter foco em outros elementos além da música, como a exploração de mulheres por razões que não o seu talento único e impressionante. Como o Arch Enemy combate essas influências externas, e que conselho você daria para aqueles em uma situação similar que possa estar em conflito com a forma de lidar com isso?

Michael Amott - Eu não sou a pessoa certa para dar conselhos. Para nós, sempre foi simples. Angela é a vocalista do Arch Enemy e ela faz isso muito bem, ela tem uma voz única e uma presença de palco enorme. Ela também gerencia a banda e lida com assuntos do nosso negócio desde 2008. Angela é muito confiante e forte. Ela quebra um monte de estereótipos o que pode assustar algumas pessoas e fazê-las sentir inseguras, o que não é nosso problema. Isso não é um concurso de popularidade - isso é metal, porra.

O Khaos Legions já está disponível em versão nacional. Para informações sobre onde comprar vá para
http://www.archenemy.net.br/produtos_arch.php

Para ler a matéria completa clique no link a seguir:
http://www.archenemy.net.br

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

BateristasBateristas
Os doze melhores da atualidade no Metal e no Prog

17 acessosEm 21/05/1999: Arch Enemy lança o álbum Burning Bridges742 acessosArch Enemy: confira o vídeo oficial da música "The Race"1465 acessosGuitarristas: em vídeo, o Top Ten do Metal Moderno0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Arch Enemy"

Gutural e psicologiaGutural e psicologia
Angela Gossow fala sobre técnica vocal e medo do palco

DoyleDoyle
"Alisse White-Gluz me faz chorar quando malhamos"

Alissa White-GluzAlissa White-Gluz
Floor Jansen manda muito bem toda noite

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Arch Enemy"


Ozzy OsbourneOzzy Osbourne
Madman dá sua receita para curar ressaca

Débil MetalDébil Metal
Quando os fãs assustam os ídolos

Sociedade AlternativaSociedade Alternativa
Fama proporcional à escassez teórica

5000 acessosCachorros: As raças que melhor combinam com cada gênero5000 acessosSom ruim, fezes e urina: Um brinde à farsa de Woodstock5000 acessosGaleria de fotos: 13 motivos para gostar de Rock N Roll4284 acessosWall Of Death: uma trollada histórica no meio de show dos EUA5000 acessosJourney: música da banda eleita a melhor para se ouvir dirigindo5000 acessosSeparados no nascimento: Michael Kiske e Lord Varys (Game of Thrones)

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.


Sobre Juliana - AEBR

Juliana Lacerda, formada em Matemática Aplicada e Computação Científica - USP. Fluente em inglês e atualmente aprendendo alemão e sueco. É webmistress do fansite oficial brasileiro da banda Arch Enemy www.archenemy.net.br . Além do Arch Enemy, gosta de bandas como Arkona, Dimmu Borgir, Ensiferum, Finntroll, Graveworm e Equilibrium.

Mais matérias de Juliana - AEBR no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online