Biohazard: iniciada busca por novo vocalista

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nathália Plá, Fonte: Blabbermouth.net, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

A banda de hardcore/metal de Nova Iorque BIOHAZARD dará início a audições para encontrar um substituto ao frontman Evan Seinfeld, que deixou o grupo recentemente.

Guitarras: as 15 músicas mais complicadas para tocarReligião: os rockstars que se converteram

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Seinfeld saiu do BIOHAZARD em junho após o novo CD da banda ter sido completado e foi substituído temporariamente por Scott Roberts, que tocou no álbum de 2005 da banda "Means To An End" e passou a ser parte da extensão da família BIOHAZARD desde então.

Um comunicado da própria banda foi divulgado: "ATENÇAO VOCALISTAS!!! Vocês acham que você é bom o bastante para ser uma das vozes do BIOHAZARD? Envie para nós sua música, vídeos, links, etc., para [email protected] e vamos dar uma conferida. Experiência é imprescindível, assim como a capacidade de se comprometer 100% à vida de um músico de turnê em tempo integral, pois a banda está com a agenda lotada para 2012 e 2013."

BIOHAZARD deu o nome de "Reborn In Defiance" para seu décimo álbum de estúdio, a sair na Europa antes do fim do ano via Nuclear Blast Records.

O primeiro novo CD de estúdio da banda em seis anos e o primeiro com a formação original - Evan Seinfeld (vocal, baixo), Billy Graziadei (guitarra, vocal), Danny Schuler (bateria) e Bobby Hambel (guitarra) - desde o "State of The World Address" de 1994 foi produzido por Toby Wright, que já trabalho anteriormente com KORN, SLAYER, MÖTLEY CRÜE, KISS, FEAR FACTORY, IN FLAMES, STONE SOUR e OZZY OSBOURNE, dentre outros.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Uma música do álbum, "Reborn", está disponível para streaming neste endereço.

Comentou o guitarrista/vocalista Billy Graziadei: "Quando voltamos a ficar juntos em 2008, nós apagamos a última memória do BIOHAZARD das cabeças das pessoas e a substituímos por uma memória de arrebentar do que o BIOHAZARD costumava ser antigamente."

"As pessoas ouviam que a gente costumava estragar com tudo, mas estarmos juntos novamente como o BIOHAZARD nos deu uma chance de reescrever a história. Agora estamos fazendo isso mais uma vez com um álbum novo em folha."

"O nosso novo álbum, 'Reborn In Defiance', é tudo o que gosto do BIOHAZARD e mais....em 2011! 100% de arrebentar em todos os sentidos.... Vejo vocês no fundo do poço!"

Em uma entrevista recente para o blog sueco Metalshrine Graziadei fez a seguinte declaração sobre a saída de Evan Seinfeld, "Caiu como uma bomba. Veio meio que do flanco esquerdo. Nós terminamos as faixas do disco novo no fim de fevereiro e realmente não tivemos tanto contato com ele assim. Tudo estava sob controle e eu estava trabalhando na mixagem com o Toby «Wright, produtor» e alguns overdubs, idéias diferentes e piano e teclado. Então umas semanas atrás ele liga e diz, 'não consigo mais!' Ele está com uns problemas pessoais e a maioria é segredo. Mas é pessoal entre ele e... é o que está se passando na vida dele, mas ele tomou uma decisão e nós não ficamos contentes com ela, mas nós tomamos a nossa decisão de continuar e seguir em frente. Seria ótimo se ele estivesse aqui e eu sei que ele está orgulhoso do disco e tão feliz com ele quanto nós. Estivemos todos lá e o fizemos juntos e nos focamos igualmente nele, mas ao invés de o deixarmos morrer, dissemos, 'Quer saber? Foda-se! Estamos todos animadíssimos e felizes e mesmo apesar das coisas estarem diferentes não significa que tudo mudou!' O coração e a alma da banda ainda estão intactos e vamos continuar."

Quando perguntado sobre como o baixista/vocalista Scott Roberts, que tocou no álbum "Means To An End" de 2005, estava se saindo como substituto temporário de Evan, Billy disse, "Ele é ótimo! Ele foi o cara que entrou depois do Bobby «Hambel». Levamos um bom tempo para encontrá-lo, mas o conhecíamos e ele entrou na última hora, mas ele veio e fez. Foi um obstáculo difícil de superar mas conseguimos. Ele tocou no Download «festival na Inglaterra», o que foi legal e no dia seguinte tocamos no Metal Hammer e foi um show fenomenal! Todos ficaram tipo 'Uau!' E os editores da revista ficaram tipo... e eles tem feito isso por dez anos e em três dos últimos quatro anos com o ANTHRAX and HELLYEAH e eles ficaram tipo, 'Ninguém arrebentou como vocês!' Foi legal! O que vai acontecer no futuro quando voltarmos para casa, isso veremos."




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Biohazard"


Nu-Metal: 10 trabalhos que definem as raízes do gêneroNu-Metal
10 trabalhos que definem as raízes do gênero

Mad Max: inspirando W.A.S.P., Violator, Biohazard e outrosMad Max
Inspirando W.A.S.P., Violator, Biohazard e outros


Guitarras: as 15 músicas mais complicadas para tocarGuitarras
As 15 músicas mais complicadas para tocar

Religião: os rockstars que se converteramReligião
Os rockstars que se converteram


Sobre Nathália Plá

Mineira de Belo Horizonte, nasceu e cresceu ouvindo Rock por causa de seu pai. O som de Pink Floyd e Yes marcou sua infância tanto quanto a boneca Barbie, mas de uma forma tão intensa que hoje escutar essas bandas lhe causa arrepios. Ao longo dos anos foi se adaptando às incisivas influências e acabou adquirindo gosto próprio, criando afinidade pelo Hard Rock e Heavy Metal. Louca e incondicionalmente apaixonada por Bon Jovi, não está nem aí pras críticas insistentes dirigidas à banda. Deixando a emoção de lado e dando ouvidos à técnica e qualidade musical, tem por melhores bandas, nessa ordem, BlackSabbath, Led Zeppelin, Deep Purple, Metallica e Dream Theater. De resto, é apenas mais uma apreciadora do bom e velho Rock'n'roll.

Mais matérias de Nathália Plá no Whiplash.Net.

Cli336x280 CliIL Cli336x280 CliInline