Matérias Mais Lidas

Kiara Rocks: eles pagaram para tocar no Rock in Rio em 2013? Kadu Pelegrini respondeKiara Rocks
Eles pagaram para tocar no Rock in Rio em 2013? Kadu Pelegrini responde

Kerrang!: Todos os mascotes do metal, ranqueados do pior ao melhorKerrang!
Todos os mascotes do metal, ranqueados do pior ao melhor

Cazuza: vídeo em que ele diz ter desprezo total pela direita viraliza nas redesCazuza
Vídeo em que ele diz ter desprezo total pela direita viraliza nas redes

Raimundos: Digão perdeu pai para Covid e não apoia político nenhum, diz CanissoRaimundos
Digão perdeu pai para Covid e não apoia político nenhum, diz Canisso

Rage Against the Machine: vídeo de TikTok bomba ao mostrar como era ouvi-los em 1993Rage Against the Machine
Vídeo de TikTok bomba ao mostrar como era ouvi-los em 1993

Ronnie James Dio: relato de jornalista brasileiro mostra por que o cantor era o caraRonnie James Dio
Relato de jornalista brasileiro mostra por que o cantor era o cara

Kiss: Gene Simmons relembra o primeiro encontro com o desdentado Angus YoungKiss
Gene Simmons relembra o primeiro encontro com o desdentado Angus Young

Black Sabbath: queriam uma banda de bar para abrir os shows e veio o Van HalenBlack Sabbath
Queriam uma banda de bar para abrir os shows e veio o Van Halen

Guns N' Roses: em vídeo legendado, Slash explica por que deixou a bandaGuns N' Roses
Em vídeo legendado, Slash explica por que deixou a banda

Dave Grohl: o dia que ele ficou bem louco após fumar um com Joan Jett e Miley CyrusDave Grohl
O dia que ele ficou bem louco após fumar um com Joan Jett e Miley Cyrus

Edu Falaschi: em Vera Cruz, ele resgatou técnicas de canto dos tempos de RebirthEdu Falaschi
Em "Vera Cruz", ele resgatou técnicas de canto dos tempos de "Rebirth"

Mötley Crüe: o que Pamela Anderson acha da série de TV sobre sex tape com Tommy LeeMötley Crüe
O que Pamela Anderson acha da série de TV sobre sex tape com Tommy Lee

Eric Clapton: as reações após tomar a vacina da AstraZenecaEric Clapton
As reações após tomar a vacina da AstraZeneca

Helloween: Michael Kiske diz que nunca mais usará playback nas apresentações ao vivoHelloween
Michael Kiske diz que nunca mais usará playback nas apresentações ao vivo

Black Sabbath: banda ficou em pânico ao saber do acidente que matou Randy RhoadsBlack Sabbath
Banda ficou em pânico ao saber do acidente que matou Randy Rhoads


Stamp
Pentral

Mistério: por que a maioria das músicas tem 4 minutos?

Por Nacho Belgrande
Fonte: Site do LoKaos Rock Show
Em 14/08/11

Por Paul Resnikoff, traduzido por Nacho Belgrande.

Um estudo interessante foi conduzido em 2010 sobre a duração média de uma canção. O pesquisador analisou milhares de canções pertencentes a várias coleções e determinou que a duração média era quase que exatamente de 4 minutos – sem muita variação. As do gênero Punk eram mais curtas, as Techno mais longas, e Rock e Pop por volta daquela marca.

E, a maioria dos sucessos segue a mesma regra: preste atenção na abrangente parada ‘Ultimate 100’ do site BigChampagne, ou ouça uma estação de rádio terrestre, e a duração das músicas têm, tipicamente três e quatro, por vezes cinco minutos.

Rádio

Mas por que isso? E, as plataformas digitais estão mudando isso lentamente? Nessa altura do campeonato, ainda é difícil de dizer, apesar da rádio estar tendo um papel vital nessa discussão. Se você quer um sucesso mais apelativo para as rádios, você precisa jogar por certas regras, incluindo restrições de duração. As faixas mais curtas são mais comuns e mantém os ouvintes mais atentos, mais vivos e menos propensos a mudar de estação. E elas são mais adequadas para entrar em alta rotação.

Mas ainda assim, por mais potente que a rádio tradicional seja, ela permanece sob ataque por todos os lados. Isso não só inclui aplicativos como o Pandora, mas também iPods e smartphones, aonde o comprimento da canção é bem menos importante. Afinal, é da sua coleção que estamos falando: é a sua trilha sonora, sem interrupções comerciais e flexibilidade ilimitada. Então quem se importa se uma faixa tem 3 ou 30 minutos?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O Novo Rock n’ Roll

O eletrônico, por assim dizer, é ‘o novo rock n’ roll’. O gênero oferece uma evidência muito concreta dessas mudanças. DJs como Kaskade, deadmau5, Skrillex e Mord Fustang não estão preocupados com restrições de tempo, a menos que haja um mix para as rádios ou uma colaboração com um nome do pop envolvidos. E esse é um formato em ascensão aonde o ‘long play’ é muitas vezes a norma.

Apenas observe as multidões de pessoas indo a festas de música eletrônica por toda parte. Isso é tudo menos música pop de 3 minutos, e tais grupos são formados quase que inteiramente por um público bem jovem. Essa é uma parcela da população acostumada a pular faixas, usar a função shuffle, e usar fones de ouvidos brancos. Essa não é uma revolução sendo transmitidas por ondas terrestres de rádio.

O Velho Rock n’ Roll

O que carrega alguma semelhança com a experiência dos pais desses ‘filhos de Echo’. Se o single de 78 rotações limitava as canções a três ou quatro minutos, a explosão dos álbuns as libertou. ‘In-A-Gadda-Da-Vida’ e ‘Free Bird’ são exemplos imediatos, e tal como antes, ‘influências libertadoras’ que foram muito além de formatos e tecnologia.

A Natureza Humana

Mas e quanto à maior tecnologia de processamento de som, nossos cérebros? Talvez todas essas teorias sobre LPs, formatos digitais e restrições de rádios sejam apenas secundárias a nossa natureza humana. Trocando em miúdos, o ouvinte casual pode simplesmente estar fixado em faixas de 4 minutos, desconsiderando a tecnologia ou formato que o cerca.

E agora, mais do que nunca, nós podemos finalmente testar essa teoria na prática. Se as pessoas querem faixas de 30 minutos, elas podem tê-las, armazená-las, trocá-las, e acessá-las sem dificuldade alguma. Mas se essa ‘revolução digital’ nos ensinou algo, é que escolhas ilimitadas e flexibilidade nem sempre se traduzem em mudanças radicais. E as canções de 3 a 4 minutos podem servir muito bem à maioria dos ouvintes, muito obrigado.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Arte Musical
Firewing
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Iron Maiden: Fã em cadeira de rodas emociona Bruce em Belo HorizonteIron Maiden
Fã em cadeira de rodas emociona Bruce em Belo Horizonte

Dead Fish: A proposta mais indecente que a banda já recebeu pelo FacebookDead Fish
A proposta mais indecente que a banda já recebeu pelo Facebook


Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.