Mike Portnoy: "Se não sabe brincar, que não desça pro play"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nacho Belgrande, Fonte: Site do LoKaos Rock Show, Tradução
Enviar Correções  

Ele só precisava de férias, gente...
Ele só precisava de férias, gente...

Por Mick Wall, traduzido por Nacho Belgrande

"Então o coitado do Mike Portnoy está processando sua antiga banda, o Dream Theater por… pelo quê, exatamente? Continuarem sem ele? O que eles deveriam fazer enquanto ele tirava um ano de folga – arrumar empregos?

publicidade

Não me entenda mal. Eu admiro muito o Dream Theater que Mike foi grandemente responsável por criar. Eu não duvido nem por um segundo que ele, tal como afirma, tenha passados 20 anos trabalhando noite e dia para tornar seu sonho realidade.

Mas no fim das contas, e daí? Mês que vem faz exatos 34 anos desde que minha primeira resenha foi publicada – The Lurkers no Red Cow Pub em Londres, já que você perguntou. Desde então eu dei a volta ao mundo muitas vezes, eu também estive na mais completa merda até mais vezes ainda, escrevi 20 livros, fiz incontáveis programas de TV e rádio, escrevi literalmente milhões de palavras para várias revistas e jornais. Eu também, nesse meio tempo, trabalhei como lavador de pratos, carregador de móveis, garçom e de peão numa obra. E eu nunca esperei que ninguém, amigo ou não, me desse um ano de folga, por que, você entende, eu estou cansado.

publicidade

E o que isso quer dizer exatamente? Era isso que as bandas costumavam alegar nos anos 80 quando cancelavam turnês – exaustão nervosa? Há alguma relação aqui, talvez, com aquele lance ainda mais estranho que Axl Rose contraiu por volta de 1991 que implicou nele simplesmente não conseguir completar outro disco de material original por quase 20 anos?

publicidade

E aí tem aquele outro lance que as bandas têm seja lá quando elas de fato completam um disco ou uma longa turnê, coitados – a ‘tão merecida folga’. Você sabe aquela que pode durar até um ano. Caso eles fiquem tão cansados como Mike Portnoy e sofram de ‘exaustão’

Jesus Cristo. Enfermeiras trabalham semanas de 80 horas e ficam exaustas, mas ninguém acha que seja legal dar um ano de folga a elas. Aqueles pobres mineiros que morreram no país de Gales na semana passada teriam adorado experimentar o tipo de exaustão sobre a qual Mike está falando. E quanto a você? Aposto que você gostaria de um ano de folga também, certo? Trabalhando esse tempo todo, como você faz, tornando seu sonho realidade?

publicidade

Resumindo: se Mike não podia mais aguentar trabalhar com o Dream Theater, ele tem minha simpatia. Estar preso na mesma banda por 20 anos é como uma sentença de cadeia. Caras que você achava que eram legais quando vocês eram todos jovens e burros transformam-se em grandes paus no cu muito rapidamente. Mas na vida real você simplesmente para de atender aos telefonemas deles, arruma outro emprego ou outro lugar pra ir aos finais de semana. Numa banda não.

publicidade

Então nós entendemos que Mike precisava de um tempo. Mas com certeza ele precisa cair na real e entender que o mundo não vai ficar pausado enquanto ele descansa. Ou que talvez o resto da banda estivesse enjoado da cara dele, e que, de fato, eles viram isso como a oportunidade perfeita para seguirem em frente e construírem uma carreira sem ele.

Eu não estou dizendo que foi isso que aconteceu porque sabe-se lá o que rola a portas fechadas, quando todos esses chapados tentam fazer um barulho juntos. Eu só estou dizendo que Mike precisa parar de envergonhar a si próprio e seguir em frente, montar uma nova banda. Exausto? Bem vindo à vida real. Quente aqui, né?"

publicidade

Fonte: site RockAAA



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


King Diamond: Alguém já o viu sem a maquiagem?King Diamond
Alguém já o viu sem a maquiagem?

Polêmica: as músicas mais controversas da história do RockPolêmica
As músicas mais controversas da história do Rock


Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin