Pirataria: processos criminais intimidam downloaders

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nacho Belgrande, Fonte: Site do LoKaos Rock Show
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 08/12/11. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?


Por Paul Resnikoff, traduzido por Nacho Belgrande
5000 acessosLemmy: "as pessoas se tornam melhores quando morrem"5000 acessosAs regras do New Metal/Nu-metal

A RIAA – Associação da Indústria Fonográfica Estadunidense – deixou de lado suas ações judiciais contra várias pessoas físicas anos atrás, apesar do grupo agora estar apontando para uma estratégia bem-sucedida. Na verdade, o grupo afirma agora que ‘se deu muito bem’ na tarefa de conter o problema da pirataria e sedimentar um mercado legítimo. Em resposta a um artigo no «jornal impresso» The Tennessean a respeito do lobby de milhões de dólares da RIAA e seu questionável caráter legal, a executiva Liz Kennedy retrucou do seguinte modo:

“Nós nunca esperamos ‘acabar’ com a pirataria. A meta é trazer o problema para debaixo de controle suficiente de modo que negócios legítimos possam competir e que a indústria possa fazer dinheiro o suficiente para proteger empregos e investir em bandas novas”.

Ela continuou: “Nossos esforços legais serviram como uma ferramenta de educação básica: os fãs sabem muito mais agora sobre as leis de direito autoral e as conseqüências legais de roubar música do que jamais souberam. Antes de começarmos os processos em 2003, somente 35 por cento das pessoas sabiam que compartilhar arquivos pelo protocolo P2P era ilegal; depois disso, a consciência subiu para 70 por cento.

Onde virtualmente não havia mercado digital legal antes das ações, hoje o mercado passa de 3 bilhões de dólares ao ano, e a renda de plataformas online será responsável por mais de 50 por cento de todo o faturamento da indústria nesse ano. Para completar, há mais de 400 serviços digitais licenciados ao redor do mundo, comparado com menos de 50 em 2003.

Para ser mais clara, nenhum esforço legal é uma panaceia – as opções legais de consumo são as mais importantes. Mas acreditamos que nossos esforços fazem diferença. Considere a alternativa, se nós não tivéssemos feito nada e o download ilegal tivesse explodido mais ainda e assassinado um mercado legal em expansão.”

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias

MotorheadMotorhead
Lemmy fala sobre Metallica, Ozzy, Randy Rhoads e mulheres

New MetalNew Metal
Raiva, calças folgadas, problemas na infância...

HeadbangersHeadbangers
O preconceito mostrado em vídeo bem-humorado

5000 acessosAlfabeto do Rock: as 15 melhores músicas de Metal5000 acessosMax Cavalera: A opinião de Lemmy, Kiko Loureiro, Vinnie Paul e outros5000 acessosOzzy Osbourne: "Eu detesto a expressão Heavy Metal!"5000 acessosIron Maiden: noiva toca versão emocionante de música durante casamento5000 acessosMetallica: Análise vocal de James Hetfield5000 acessosGaleria - Rock N' Roll Ribs: conheça restaurante de Nicko McBrain

Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online