Logo é o gramofone: Lps de 45 e 78 RPM crescem no mercado

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nacho Belgrande, Fonte: site do LoKaos Rock Show
Enviar Correções  

O vinil está oficialmente em alta, mas essa onda retro está indo além dos LPs. De acordo com dados recém-divulgados pela RIAA, as vendas baseadas nos EUA de discos de 45 RPM – categorizados como ‘singles de vinil’ – cresceram 99.6 por cento em 2011. Isso baseado no preço de varejo de unidades despachadas, o que quer dizer que isso só contabiliza coisas NOVAS – e não o volume considerável de compactos de 45 RPM empoeirados e velhos.

publicidade

E a melhor parte disso? Esse formato estava em declínio desde 2001, e segundo todas as previsões, caminhava para o zero total.

publicidade

Mas espere, tem mais! Porque parece também ter havido um ressurgimento dos discos de 78 rotações, ou de 10 polegadas. Nessa semana, a gravadora Tompkins Square de São Francisco começou a lançar discos de 78 RPM, especificamente para (os artistas) Ralph Stanley e Luther Dickinson. "Muitos dos novos toca-discos têm a opção 78 RPM, e muitos colecionadores de 78 RPM ouvem seus discos em equipamentos modernos", disse o fundador do selo, Josh Rosenthal. "Tom Waits, Elvis Costello e Nick Lowe todos lançaram discos em 78 RPM recentemente. Então achei que seria divertido começar uma série deles."

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Slipknot: Joey Jordison diz que foi demitido por telegrama cantadoSlipknot
Joey Jordison diz que foi demitido por telegrama cantado

Top 500: as melhores músicas de todos os tempos segundo a Rolling StoneTop 500
As melhores músicas de todos os tempos segundo a Rolling Stone


Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin