O Pestinha: o que o ator mirim do filme tem a ver com rock?

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Samuel Coutinho, Fonte: ego.globo.com
Enviar correções  |  Ver Acessos

Lembram do Junior, aquele guri endiabrado de "O Pestinha"? O garoto interpretado por Michael Oliver, viveu as aventuras de um moleque que infernizava a vida de quem cruzasse seu caminho. Há alguns anos atrás esse garotinho divertia nossa infância com suas traquinagens, ele era mesmo uma verdadeira peste até encontrar uma garota que era páreo para suas endiabradas travessuras.

Lemmy: tatuagens, política, strippers e atrizes pornôMichael Kiske: "O Iron Maiden vende a morte às pessoas!"

Mas e daí? O que isso tem a ver com rock 'n' roll? Acontece que o ator mirim (na época) viu sua carreira ir por água abaixo depois do sucesso. Mas a culpa não foi do álcool ou das drogas, como acontece com muitos astros-mirins. Neste caso, a responsável por afundar a carreira do menino foi sua própria mãe, quando em 1991, depois do sucesso do primeiro "O Pestinha", Michael foi chamado para a continuação do filme, com um cachê de US$ 80 mil.

As vésperas do início das filmagens, a mãe do ator, Dianne Ponce, disse à Universal Pictures que só deixaria o filho participar se o cachê fosse elevado para US$ 500 mil - ela não se conformava que John Ritter, que fazia o pai do menino no filme, ganhasse US$ 1 milhão. A Universal, que já tinha gasto US$ 4 milhões com produção, aceitou aumentar o cachê. Deu US$ 250 mil no início das filmagens com a promessa de dar o restante no fim. Mas quando as filmagens terminaram a produtora processou Dianne e não só deixou de pagar os US$250 mil restantes mas ainda por cima ganhou na justiça a devolução dos US$170 mil pagos a mais.

Veja como está atualmente o ex-ator, e agora um seguidor do rock:

Hoje, já prestes a completar 30 anos, o cara seguiu um caminho diferente. Nos dias de hoje ele está trabalhando para algumas bandas de rock, ainda "desconhecidas", mas fazendo o seu papel. Michael é técnico de som e roadie, e em seu perfil no site de uma das bandas, aparece de cabelos compridos e descrições um tanto estranhas: "tem paixão por espadas" e "escreve em língua própria".

O BEACH BOYS ainda gravou um video clipe para a trilha do filme, fica aí uma homenagem a um guri que hoje está seguindo o caminho da boa música, o rock 'n' roll:




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Curiosidades

Lemmy: tatuagens, política, strippers e atrizes pornôLemmy
Tatuagens, política, strippers e atrizes pornô

Michael Kiske: O Iron Maiden vende a morte às pessoas!Michael Kiske
"O Iron Maiden vende a morte às pessoas!"

Slash: guitarrista escolhe seus riffs favoritosSlash
Guitarrista escolhe seus riffs favoritos

Rock in Rio: Os cachês e exigências na edição de 1991Rock in Rio
Os cachês e exigências na edição de 1991

Raimundos: O verdadeiro motivo para a saída de Rodolfo da bandaRaimundos
O verdadeiro motivo para a saída de Rodolfo da banda

Stage Dive: qual a pior coisa que pode acontecer depois do salto?Stage Dive
Qual a pior coisa que pode acontecer depois do salto?

Red Hot Chili Peppers: Novas músicas são tão boas quanto antigasRed Hot Chili Peppers
Novas músicas são tão boas quanto antigas


Sobre Samuel Coutinho

Nascido no interior de SP no dia 15/12/1986, em uma cidade chamada Ilha Solteira, Samuel Coutinho se entregou ao heavy metal logo na adolescência. Seu forte sempre foi o heavy metal melódico, variando desde o prog-metal até ao power-metal.

Mais matérias de Samuel Coutinho no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336