Matérias Mais Lidas

imagemO clássico da Legião inspirado em novela da TV Globo e acusado de plagiar The Doors

imagemO clássico dos Paralamas que Gilberto Gil escreveu a letra e ditou pelo telefone

imagem"Não existe esta coisa de New Wave of British Heavy Metal", diz Paul Di'Anno

imagemComo o clássico "Angel Dust" fez o guitarrista Jim Martin sair do Faith No More

imagemTúnel do Tempo: 25 músicas que mostram por que 1988 é um ano inesquecível

imagemRock in Rio 1991, Maracanã lotado, e o Guns N' Roses ameaçou não subir ao palco...

imagemO álbum do Kiss que infelizmente é ignorado pela banda, segundo Andreas Kisser

imagemTúnel do Tempo: 25 músicas que mostram por que 1991 é um ano tão celebrado

imagemPor motivo de saúde, Tracii Guns faz show inteiro do L.A.Guns dentro do banheiro

imagemSupla explica por que fala sempre misturando português com inglês

imagemMarky Ramone sobre o CBGB: "Era como um lixão, mas era o nosso lixão"

imagemTico relembra trauma que o fez entrar na Fazenda e briga bizarra com Sérgio Mallandro

imagemA opinião sincera de Lemmy Kilmister sobre os Beatles e os Rolling Stones

imagemEdu Falaschi e as versões de "Bleeding Heart" que "dá uma tristezinha" de ouvir

imagemVídeo mostra o Guns N' Roses novamente tocando "Back in Black" do AC/DC


In-Edit

Kerry King: novo disco do Slayer, Anselmo e Mayhem Festival

Por Nacho Belgrande
Fonte: Playa Del Nacho
Em 30/04/12

Por Liz Ramanand do Loudwire

O guitarrista do SLAYER, Kerry King, juntou-se recentemente aos membros do Anthrax, Megadeth e seu colega de banda Dave Lombardo na Metal Masters 3 Clinic desse ano, que teve como convidados especiais Phil Anselmo do Pantera e Geezer Butler do Black Sabbath.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Quando o site Loudwire se encontrou com King antes da Metal Masters Clinic, ele tinha acabado de voltar do funeral de seu roadie e técnico de guitarra, Arman Crump, ocorrido naquela manhã e tinha acabado de passar o som para a clínica. King falou sobre a experiência da Metal Masters, o novo álbum do Slayer, o Mayhem Festival e muito mais.

O que ser parte da Metal Masters significa pra você?

É do caralho, é legal tocar com caras que não sejam os mesmos com os quais você está tocando faz 30 anos, é divertido. Eu tenho tocado com Phil Anselmo desde antes de ‘Cowboys From Hell’ – todos os outros eu já conheço há mais tempo, então é legal.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Quando lhe abordaram para juntar-se ao Metal Masters, o que passou pela sua cabeça?

Dependeria de quem estava junto, pra começo de conversa. Quando me disseram que Phil tinha aceitado, eu pensei, ‘OK, vamos reviver Phil e deixar que as pessoas o vejam cantando heavy metal, o que ele não tem feito em 12 anos’. Ele ainda é uma força do Metal, então estamos no palco com ele e há uma fúria rolando. É demais.

Parte da Metal Masters é compartilhar técnicas com os fãs. Se você pudesse ter aulas com um músico, morto ou vivo, com quem seria e por quê?

Provavelmente Randy Rhoads, eu diria Dimebag, mas éramos amigos – eu gostaria de ter outra noite com ele, não sei se uma aula. Você não tem como errar com Randy Rhoads.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Como você descreveria a Metal Masters para alguém que não a conheça?

É muito legal, cara, o palco que temos é apertado demais pra tanta gente como temos lá em cima. Eu não acho que eu jamais vá conseguir subir direito naquele palco, você sempre vê uma bagunça de guitarristas em partes diferentes do palco que não conseguem chegar até seus pedais. Vai ser legal, estamos tocando músicas divertidas, Phil ensaiou pra isso, eu sei que ele soa muito bem, então mal posso esperar.

Há fãs bem jovens que são músicos também, olhando para seus ídolos no palco. Que conselho você daria a eles?

Dos bons ou dos ruins? (risos)

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Vamos começar com um bom.

Se você vai tentar se dar bem nesse redemoinho, é melhor que você faça algo que você goste, ou os fãs vão manjar de cara.

E dos ruins?

Desista.

Bem, os fãs de Slayer não estão desistindo, vocês estão voltando pro estúdio, você pode nos dizer o que os fãs podem esperar e os progressos do álbum até agora?

Só faz algumas semanas que estamos trabalhando nele, já que o produtor de nosso último disco teve uma pequena janela de tempo e eu e Dave estamos trabalhando em nove faixas, então achamos que poderíamos ir e terminar uma ou duas músicas e fazer a demos de todo o resto, então é o que estamos tentando fazer agora. Eu não sei se alguma coisa vai sair em tempo pra Mayhem ou não, espero que terminemos duas e possamos ir pra Mayhem.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

O que você espera da Mayhem Tour?

Vai ser demais. Como é que algo com Slayer, Slipknot e Motorhead pode NÃO ser bom? Vai ser muito do caralho. Nós fizemos a Mayhem três anos atrás então é bom estar de volta, vai ser bem mais pesada do que a que eu participei, então eu vou me acabar.

O que é que você tem que levar em turnê com você – nada de eletrônicos?

Nada de eletrônicos? Minhas correntes, elas seguram minhas calças (risos).

Quando você começou a usar as correntes?

Já faz um tempo.

Estamos falando de desde sua adolescência?

Bem, eu tive correntes diferentes naquela época e por muito tempo eu não as usei. Daí eu raspei a cabeça e queria acrescentar algum movimento, então eu peguei as correntes e elas ficavam balançando da perna e elas parecem bem Metal, elas são de metal. Apenas incrementam a visão do que estamos fazendo.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Equipe da Roadie Crew ranqueia Slayer em primeiro episódio de nova série




Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande.